Vídeo: Resolva o problema do seu cliente, não de todo mundo

Muitas empresas nascem (e, muitas vezes, continuam vivendo) perseguindo “o” produto ou serviço perfeito, aquele que vai agradar todos os seus clientes e tornar a empresa milionária.

Pois é, isso mudou.

Esse é o assunto tratado no vídeo abaixo, onde Malcolm Gladwell fala sobre como um produto genérico, que é bom suficiente pra maioria das pessoas, não causa grande felicidade e reações como “Wow, que maravilha!”.

A palestra aborda 3 pontos principais:

1- As pessoas não conseguem explicar exatamente o que querem

Como já dizia Henry Ford, antes da existência dos carros, se você perguntasse para as pessoas o que elas queriam, elas falariam “carroças mais velozes”.

2- Não existe um tipo perfeito, mas sim o perfeito para cada um

A ideia de um produto genérico não é sustentável, já que o “perfeito” depende de preferências individuais.

3- Quanto mais customizado, melhor a reação

A felicidade aumenta com a personalização, é aquela diferença entre o “hm, é bom” e o “Pooooow! Muuuito foda!”.

O vídeo:


Caso prefira, veja a opção de colocar a legenda em português. Caso prefira, o link direto pro vídeo está aqui.

O Malcolm Gladwell comenta sobre um livro dele o durante vídeo: “Blink” (veja mais).

A conversa também tem muita a ver com o que Chris Anderson fala no livro “A Cauda Longa” (veja mais).

Abraços, Luiz Piovesana (incentivando a euforia de clientes)
comments powered by Disqus