Vídeo: Lições de empreendedorismo da Merceria Paraopeba

Vídeo: Lições de empreendedorismo da Merceria Paraopeba

Excelentes lições de empreendedorismo de uma mercearia do interior de MInas Gerais

Pelo Twitter tive acesso a esse pequeno documentário dirigido por Rusty Marcellini que conta a história da Mercearia Paraopeba, situada em Itabirito-MG.

Mercearia Paraopeba

Apesar de um pouco mais longo do que os vídeos de internet (7 min), recomendo fortemente que você o assista até o final pelas lições fantásticas sobre empreendedorismo. Mesmo quem conhece diversas técnicas de gestão tem muito a aprender com Roninho e seu pai.


(Link para o vídeo no Youtube)

Aprenda a enxergar oportunidades
Eles perceberam que por não haver mercados na cidade, a mercearia seria uma ótima opção. Além disso, eles fazem questões de vender produtos que aparentemente não são populares, mas agregam mesmo assim ao seu portfólio de produtos.

Tudo indica que eles já aplicam a muito tempo a teoria da Cauda Longa.

Valorize seus parceiros
Uma coisa é fato, sem apoio de diversas pessoas o empreendedor nunca irá conseguir sair do lugar. No caso do Roninho, ele sabe que não apenas pode se beneficiar com parcerias, como demonstra a importância de desenvolver seus fornecedores pra que possa oferecer os melhores produtos.

Esteja consciente sobre o impacto que você terá na vida das pessoas
Tanto para os habitantes da cidade como para os fornecedores e parceiros, a Mercearia Paraopeba tem um impacto gigantesco na vida dessas pessoas através de produtos de qualidade e distribuindo renda para diversas famílias.

Você não precisa de uma tecnologia genial para causar impacto positivo. Tendo algo útil para vender e criando uma boa relação com seus fornecedores você já será responsável por um impacto muito maior do que ficar só planejando mudar o mundo e não sair do lugar.

Prepare desde cedo as futuras lideranças
Desde muito cedo Roninho já fazia parte do dia-a-dia do empreendimento. Será que isso teve algum efeito no desenvolvimento de suas características de empreendedor? Com certeza!

O empreendedor que pensa no longo prazo precisa saber que seu “reinado” não irá durar pra sempre e sabe que preparar desde cedo a futura liderança da empresa é fundamental.

Conclusão
Empreender não é simples, mas também não é nada que restrito a supergênios com milhões de capital para investir. Aprenda com a Mercearia Paraopeba que vender produtos úteis e trabalhar muito no dia-a-dia é muito mais importante do que ter o melhor planejamento do universo.

Abraços,
Millor Machado (fazendo questão de divulgar excelentes casos de empreendedorismo)

Apesar de não ser um destaque no vídeo, fica clara a preocupação do Roninho com o bom atendimento. Para se aprofundar no tema, vale a pena conhecer o caso de um restaurante em Brotas-SP. Confira o artigo: Exemplo de bom atendimento – Dona Helena.

  • Carol Glogovchan

    Muito bom exemplo!! Parabéns!

  • Oi Carol,

    Muito legal ver que você gostou da história da Mercearia. Estou vendo a
    viabilidade de conseguir uma entrevista com o pessoal. Acho que vai ser bem
    bacana.

    Abraços!

  • Ivo Santiago

    Ótimo exemplo! Só tenho uma coisa para “reclamar”: O nome da cidade é “Itabirito” e não “Itabirinto” como foi postado.

    Abraço

  • Opa, correção feita.

    Valeu Ivo!

    Abraços

  • Edison Luiz Dias

    Como pequeno empresário e professor de empreendedorismo gostei demais desse exemplo. Como os velhos modelos de negócios mostram estar mais atuais do que nunca.

    Prof. Edison Luiz Dias
    FESP – Fundação de Estudos Sociais do Paraná
    Curitiba/PR

  • Prof. Edison,

    Fico muito feliz que tenha gostado do caso. Realmente os modelos de negócios
    baseados no bom atendimento nunca ficam defasados. O empreendedor que tem
    foco em satisfazer seu cliente sempre terá espaço no mercado.

    Grande abraço!

  • Ana Comassetto

    Hoje passou no Globo Rural uma reportagem sobre esse lugar, realmente muito interessante. Reapresentação às 17:05 pela Globo News, vale a pena!!

  • Millor, acabei de assistir o video e sabe o que mais me surpreende, é que nas cidades no interior, eles presam muito o relacionamento, conversar pessoalmente. E em cidades grandes, tudo é em quantidade, volume. Vou além, a maioria das pessoas vivem naquele conviveu sem dar o prazer de conhecer novas pessoas, conversar, saber sua história, etc. E para isso não precisa ser um vendedor, comercializar algo mas sim ter paixão pelo ser humano.

    Abs

    • Excelente análise José!

      Essa postura das empresas chega a ser engraçada, já que todo mundo fala
      “Conquistar um cliente novo é X vezes mais difícil do que manter um cliente
      atual”, mas poucas empresas realmente fazem isso.

      Muito bacana ver o exemplo da Mercearia Paraopeba pra mostrar que essas
      lições básicas funcionam muito bem.

      Abração

  • Belo vídeo e excelente artigo!

  • Mariafatimasales

    parabénnnnns , sempre vejo as postagem …… afinal tbem tenho hist´ria para contar……

  • Kelly

    ontem ainda estava conversando com meu afilhado, ele comentou que antigamente era mais facil enriquecer q hj, e em todo o video lembrei dele.. pq a questão é vc fazer o q gosta, e analisar o mercado, por mais q vc tenha uma mercearia, vc tem q perceber o q vende, o q tem a sua volta e assim conquistar o cliente e os fornecedores. Isso vale para absolutamente tudo.
    Parabéns pelo artigo