Vídeo: De uma fazenda para o mundo, a história da Johnnie Walker

Vídeo: De uma fazenda para o mundo, a história da Johnnie Walker

Conhecida por suas propagandas grandiosas e motivantes, a Johnnie Walker dessa vez decidiu inovar e criar um vídeo extremamente simples (um cara andando e falando) contando a história da empresa.

Conhecida por suas propagandas grandiosas e motivantes, a Johnnie Walker dessa vez decidiu inovar e criar um vídeo extremamente simples (um cara andando e falando) contando a história da empresa.

O mais legal do vídeo é o quanto o sonho de ser o melhor Whisky do mundo motivou John Walker (Johnnie para os íntimos) a criar sua empresa e como seus filhos e netos deram continuidade ao império, através da transformação da marca Johnnie Walker em um símbolo de poder e luxo.

(Para ver o vídeo no Youtube clique aqui)

Antes que surja um fã de Chivas, Ballantine’s ou outros whiskies, não estamos discutindo se o Johnnie Walker é de fato o melhor whisky do mundo. O que importa é que eles tem a melhor marca. Afinal, existe Johnnie Walker e existem os outros whiskies.

Abraços,
Millor Machado (radicalmente contra jogar Red Bull no Whisky)

P.S.: Agradecimento especial a nosso leitor Dheinny Marques que mandou a sugestão do vídeo.

Se você pensou “Tudo bem, mas isso é uma empresa gringa que não chega nem perto da minha realidade”, confira história de leitores do Saia do Lugar contando seus ótimos Casos de Empreendedorismo.

  • danmp

    Existe Jack Daniels e os outros Whiskies.

    • dpn

      Jack Daniels não é Whisky. Jack Daniels é Whiskey. Whisky de verdade tem que ser Escoces!

  • Roberto Fermino

    ótimo post…assino embaixo

  • Valeu Roberto!

    E sobre o comentário do Danilo, você concorda que existe Johnnie Walker e os
    outros whiskies?

    Abraços!

  • Roberto Fermino

    Sim, concordo. Não estamos avaliando a qualidade técnica e sim a percepção do que é bom através da marca. E neste ponto, a relevância, em nível mundial, da “keep walking” é maior. Diria que, a Johnnie Walker é a Havainas dos whiskies, vende pra rico e pobre sem perder o status. A Diageo (dona da marca) tem feito um trabalho excepcional.
    Está no decorrer dos anos emplacando uma série de “globalização” de marcas através da valorização da cultura típica da qual se originou a bebida. Parece contraditório minha afirmação anterior? Mas a verdade é que a Diageo sabe vender como poucos, pois vende sentimento e prazer, não uma garrafa. Foi assim pro whiskie Jonhie Walker, vodka Smirnoff, tequila José Cuervo e em breve pra cachaça Fulô. Afinal, pensem um pouco sobre:

    -O sentimento de liberdade do Jonhie Walker associada à fuga do mundo real chato, a partir de um copo de whiskie.
    -A qualidade dos russos em sua bebida tradicional, assegurado pela N destilações da sua Smirnorff.
    -O “atestado” de poder fazer loucuras após shots de sua tequila José Cuervo. Algo parecido com a fama das loucuras associadas as praias de Cancun?!
    -Qual será o melhor “sentimento” para associarem a uma cachaça? Será a felicidade do brasileiro reconhecida mundialmente? Imagina!

    Se quiserem ver a diferença entre MKT de percepção e o de informação. Sugiro uma comparação de dois sites de cachaça. Lá vai:

    51 – http://www.cachaca51.com/
    Fulô – http://www.cachacafulo.com.br/

    Para saber mais:

    http://www.diageo.com/ourbrands/Pages/GlobalPri
    http://www.jackdaniels.com/

    Um abraço Galera!

  • Falou tudo!

    Realmente em termos de branding, a Diageo tem feito um trabalho sensacional.

    Abração

  • @darkpanda_

    Ele foi gravado em plano contínuo (sem cortes ou interrupções); imagina o talento para fazer isso…

  • Maravilhoso e encantador!

    Keep Walking

  • Thiago Sanka

    Millor Machado (radicalmente contra jogar Red Bull no Whisky)

    Não existia maneira melhor de finalizar o belo artigo.

  • Realmente compreensível essa necessidade de se tornar o melhor e querer formatar a “sua” marca como referência do que pode ser feito aqui ou lá fora! Imagine, agora, quando esta referência tem a oportunidade de nascer em uma região nominada como o pulmão do mundo, em plena amazônia, local que está em constante ascensão direcionada para o  aprendizado de como atender as necessidades dos seus habitantes e demais visitantes! Mais, poder ser observada e seguida como motivação de qualidade, empreendedorismo e profissionalismo… Essa motivação que vem de um retorno do público-alvo e de excelentes exemplos como o trazido nesta matéria! Assim é que vemos a divulgação desses sucessos, que nos faz querer aprender mais, nos ensina a visualizar novas oportunidade para os nossos potenciais. Queremos agradecer especialmente ao Dheinny Marques e ao Millor Machado por compartilharem seus conhecimentos através deste site e neste vídeo! Equipe Casa Havana BARbearia