venda consignada

Vale a pena trabalhar com a venda consignada?

Interessado em saber mais sobre venda consignada? Preparamos para você, nosso leitor, um conteúdo completo sobre o assunto. Confira!

Toda empresa busca aumentar o seu faturamento. E uma das maneiras de fazer isso é encontrar modelos de venda que formem um sistema interessante para que o negócio funcione efetivamente.

Um dos tipos de venda considerados para alcançar esse aumento são as vendas consignadas.

Esta é uma forma que as organizações encontraram para continuar crescendo e vendendo mais – porém, sem correr riscos.

Além disso, as vendas sob consignação não exigem que as empresas gastem grandes quantias de dinheiro para divulgar ainda mais seus produtos.

Interessado em saber mais sobre o assunto? Preparamos para você, nosso leitor, um conteúdo completo sobre vendas consignadas. Confira!

O que é venda consignada

Uma venda consignada envolve duas partes: o produtor, que fornece seus produtos para serem vendidos, e o vendedor, que recebe os itens e faz a venda.

A venda por consignação consiste em deixar produtos com outras empresas ou pessoas para que esses terceiros os ofereçam e captem mais clientes.

Se a venda for realizada, a pessoa ou empresa ganha uma comissão – um valor que deve ser previamente acordado entre as duas partes.

Se as vendas não ocorrerem, não há o compromisso por parte dessas empresas ou pessoas de pagar os valores dos produtos.

Dessa forma, você pode tanto distribuir seus produtos para que outras pessoas façam mais vendas por você, como pode pegar produtos de terceiros para fazer você mesmo essas vendas.

Quer um exemplo? Imagine que você conhece uma empresa que vende cosméticos. Você tem familiaridade com os produtos, sabe que são bons e vê a possibilidade de vendê-los em sua própria empresa.

Após entrar em contato com a empresa em questão, vocês fecham em acordo em que você pegará um número X de produtos para vender.

A empresa produtora recomenda a você uma tabela de preço para os produtos e informa quanto você ganhará para cada venda realizada.

Suponha que você tenha vendido 80% dos produtos. Você receberá uma comissão sobre essa quantidade que vendeu e poderá devolver os 20% restantes sem ter de arcar com esses valores.

Esse é um modelo onde todos ganham. A empresa fornecedora ganha por vender mais produtos sem ter que investir em grandes campanhas de divulgação.

Você ganha expondo produtos na sua própria empresa, sem custos adicionais e garantindo uma porcentagem sobre isso.

E os consumidores finais ganham por entrarem em contato mais facilmente com produtos que poderiam não conhecer se não fosse por meio desse modelo de vendas.

Por que adotar esse tipo de venda

Esse é, na verdade, um meio de fazer negócios e de faturar mais que gera uma relação saudável entre o fornecedor e o vendedor.

A empresa que vende seus produtos em consignação alcança, de uma forma barata e natural, um número maior de clientes em potencial.

Além disso, essas empresas aumentam seus faturamentos pelo simples fato de ampliar a disponibilidade de seus itens no mercado.

Por outro lado, quem se compromete em oferecer e vender os produtos passa a ter menos trabalho com gestão de estoque, por exemplo, e reduz seus custos com compra de mercadorias.

Isso porque, ao aceitar produtos consignados, o vendedor só precisa prestar contas das vendas realizadas, podendo devolver as mercadorias restantes sem ter nenhum custo ou ônus.

Com essa possibilidade de vendas, uma única loja pode ter uma exposição maior de produtos e de diversos fornecedores. Tudo isso sem se preocupar com compra de mercadorias e manutenção de itens em estoque.

A loja ou empresa que faz isso também tem mais chances de agradar seus clientes, oferecendo diversas categorias de produtos e não gastando nada para isso.

O fornecedor, por sua vez, continua sendo o dono dos produtos e tem total autonomia para fazer o que bem entender com os itens que não foram vendidos.

E quais são as vantagens e as desvantagens?

Como qualquer outra estratégia, usar a venda consignada terá pontos que serão favoráveis para o empreendedor e outras que não serão tanto.

Veja a seguir as vantagens e as desvantagens e coloque na balança para saber se valerá a pena trabalhar com este tipo de venda:

Vantagens:

  • Não é necessário investir (por ambas as partes) para aumentar as vendas;
  • Possibilidade de aumento de faturamento, tanto do fornecedor quanto do vendedor;
  • Ampliação do negócio por meio de uma maior exposição dos produtos;
  • Custo praticamente nulo, tanto para expor quanto para fornecer produtos.

Desvantagens:

  • Ficar dependente de uma empresa ou produto específico para gerar renda;
  • Baixo lucro com comissões de alguns produtos;
  • Demora para desenvolver meios próprios de empreender.

Quando usar a venda consignada

A implementação da venda consignada serve para as empresas que querem aumentar os lucros e chegar a cada vez mais pessoas no mercado.

A possibilidade de amplificar o alcance sem aumentar proporcionalmente os custos é o principal motivo pela escolha deste tipo de venda.

A venda consignada serve também para pessoas que estão começando o próprio negócio e querem complementar a quantidade e qualidade de produtos oferecidos.

Serve ainda para quem quer simplesmente obter uma renda extra, sem necessariamente ter uma empresa. Pessoas comuns podem entrar em contato com fornecedores e trabalhar desta forma.

De qualquer modo, esta é uma forma de venda que possibilita que ambas as partes obtenham lucro, sem necessariamente terem custos adicionais.

O que considerar na venda consignada

Se você é o fornecedor

  • A porcentagem que você planeja oferecer realmente incentivará o vendedor parceiro a vender mais?
  • Como você vai lidar com as prestações de conta dos parceiros?
  • Como vai se organizar para ir até eles e recolher o dinheiro?
  • Seu produto exige maiores esforços para ser vendido/exposto?
  • Quais serão as suas estratégias para encontrar vendedores parceiros?

Se você é o vendedor

Os produtos de terceiros que você pretende expor/oferecer na sua loja ou empresa vão gerar valor para a sua clientela? As porcentagens oferecidas valem o seu esforço em se dedicar a oferecer aquele produto? Como você pode encontrar possíveis fornecedores?

Como funciona na prática

Se você se encaixa no grupo de empreendedores que querem oferecer diferentes produtos em seu negócio, comece procurando fornecedores que trabalham com esse tipo de venda.

Muitas vezes essas empresas disponibilizam informações em seus sites ou costumam fornecer maiores esclarecimentos através de contatos por telefone.

Caso você seja o produtor e quer que seus produtos tenham mais visibilidade, pode procurar empresas e lojas do ramo para que vendam suas mercadorias.

Os contatos podem ser feitos diretamente nas lojas ou empresas onde você vê a possibilidade de expor seus produtos.

Para ambos os casos, é preciso deixar definido como serão os acordos ou contratos de consignação.

A formalidade do contrato varia de acordo com as empresa, mas é importante que tudo fique claro o suficiente para que esse modelo de vendas não gere dores de cabeça.

Caso você seja novo no assunto, existem alguns modelos de contrato de consignação disponíveis na internet e que podem ser preenchidos de acordo com as suas especificações.

É preciso também decidir previamente como serão as porcentagens pagas sobre o total de vendas realizadas.

Defina como serão feitos os pagamentos e se existe alguma taxa que deva ser incluída no total.

As porcentagens mudam bastante (entre 30% e 60%) e geralmente produtos com um ticket mais alto pagam valores maiores aos vendedores.

As datas para pagamentos e prestações de contas são acordadas entre as partes, mas elas frequentemente ficam em torno de um mês.

Ou seja, se você forneceu produtos a uma empresa terceira, é comum que você vá até o local ou que encontre o proprietário no período de 30 dias para receber os valores referentes aos itens vendidos.

Também é nessa data que você pode esclarecer possíveis dúvidas, verificar a recorrência de produtos de acordo com a clientela do parceiro e ajustar quantidades.

Os fornecedores costumam recomendar valores pelos quais os vendedores podem oferecer as mercadorias.

Mas nada impede que o vendedor ajuste os preços de acordo com os hábitos de compra sua clientela. Dessa forma é possível aumentar os ganhos somados ao percentual pago pelo fornecedor.

3 dicas extras para impulsionar as vendas

1. Qualidade

É muito importante que você priorize trabalhar com produtos de qualidade, seja o seu objetivo fornecer ou vender mercadorias.

2. Relacionamento

Construir um relacionamento de confiança com os fornecedores e com os clientes também é essencial para que a parceria seja duradoura e gere bons frutos.

3. Escolha de produtos

Na grande maioria dos casos, produtos femininos têm um grande destaque no mercado de consignação. Mas existem outros ramos que podem funcionar muito bem com esse tipo de venda.

Dica extra: nichos de mercado

Confira uma lista com exemplos de itens que são comumente vendidos de forma consignada:

  • Roupas masculinas e femininas;
  • Lingerie;
  • Maquiagem, cosméticos e produtos de beleza;
  • Bijuterias e joias;
  • Produtos para salões de beleza;
  • Bolsas, calçados, perfumes;
  • Artigos para festas;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Decoração;
  • Artigos esportivos;
  • Eletrônicos;
  • Brinquedos;
  • Antiguidades;
  • Produtos para construção civil, como impermeabilizantes;
  • Produtos para casa (utensílios domésticos);
  • Produtos naturais;
  • Itens em geral para supermercados.

Conclusão

A venda consignada oferece tanto aos fornecedores quanto aos vendedores oportunidades extras de aumentar o negócio e, consequentemente, turbinar os faturamentos.

Neste modelo de vendas, as partes envolvidas desenvolvem uma conexão saudável de exposição e vendas de produtos.

Esse tipo de venda pode ajudar quem pretende começar um negócio e não tem verba para investir em mercadorias, assim como quem quer aumentar a distribuição de seus produtos no mercado.

É um modelo em que todos podem ganhar e colaborar uns com os outros sem envolver maiores custos.

Quer ainda mais dicas para aumentar seus resultados? Confira As melhores estratégias para argumentação de vendas.