sócio proprietário no telefone

Entenda qual é o papel do sócio proprietário dentro da empresa

o sócio proprietário é o empreendedor que criou a empresa e, por esse motivo, é o proprietário do negócio.

Você sabe qual é o papel do sócio proprietário dentro de uma empresa? Pois bem, muita gente também não sabe.

A verdade é que quem deseja começar um negócio precisa entender quais serão as suas responsabilidades no início dessa jornada. Além de tomar conta do negócio como um todo, o empreendedor precisa saber delegar tarefas para conseguir focar no que realmente importa: as atividades estratégicas. Por isso é preciso saber o que deve ser, de fato, sua responsabilidade e gerir o negócio da melhor forma possível.

Quer saber mais sobre esse tema e entender de uma vez por todas qual é o papel do sócio proprietário na empresa? Então continue a leitura deste post!

Quem é o sócio proprietário?

Antes de falarmos sobre as suas responsabilidades é preciso deixar claro que o sócio proprietário é o empreendedor que criou a empresa e, por esse motivo, é o proprietário do negócio.

É possível fazer sociedade com outras pessoas, compartilhando custos, trabalho e outras questões que envolvem a operação do negócio. Além do sócio proprietário, é possível ter também a figura do sócio cotista. A principal diferença é que o sócio cotista não está envolvido na administração do negócio, ou seja, ele não possui responsabilidade no dia a dia da empresa.

Geralmente esse tipo de sócio é um investidor ou um fundo de investimento, que também tem direitos nas divisões de lucros conforme eles surgirem.

Quais são as responsabilidades do sócio proprietário?

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre a figura do sócio proprietário, vamos listar 5 de suas atividades principais:

1. Liderar a construção das estratégias de negócio

Uma das funções do empreendedor é cuidar das estratégias da empresa, visto que ele é o principal responsável pelos seus objetivos e pelas metas a nível de negócio. Portanto, executar esse tipo de tarefa deve ser uma das prioridades do sócio proprietário.

Sendo assim, ele precisa fazer reuniões de alinhamento com sua equipe, conduzi-la na criação de mecanismos para a elaboração dessas estratégias e monitorar os resultados dia após dia.

2. Acompanhar a área financeira

Principalmente no início das operações da empresa é importante que o sócio proprietário preste uma atenção especial na área financeira. É preciso estar atento ao andamento dos assuntos que permeiam essa diretoria, bem como às compras e à saúde financeira do negócio.

Por questões de sobrevivência, sempre será preciso ter alguém para ser mais rígido com os gastos, e ninguém melhor do que o sócio proprietário para desempenhar esse papel.

3. Conhecer o mercado

Outra atividade essencial que um sócio proprietário deve desenvolver é conhecer o mercado em que o seu negócio está atuando.

Nesse sentido, é interessante que o empreendedor execute um trabalho junto à área de marketing e vendas, fornecendo inteligência de mercado para que as equipes consigam conquistar mais clientes e trabalhar pontos que diferem o negócio dos seus concorrentes.

4. Divulgar a empresa

Além de conhecer o mercado, o empreendedor deve ser a “cara” da empresa, mostrando que ela é um destaque no mercado. Por isso, ampliar a rede de contatos, marcar presença em eventos e em reuniões que fortaleçam esse aspecto é essencial.

É importante entender também que o sócio proprietário deve prezar pela reputação da empresa. Portanto, é imprescindível que ele transmita uma boa imagem — pois, como já falamos, ela será a própria imagem da empresa.

5. Captar recursos

Por fim, a última atividade que listamos é a captação de recursos. Caso o negócio precise captar recursos para sobreviver e sustentar seus planos de expansão, o empreendedor é quem deve tomar a frente disso.

O motivo dessa atividade é bem claro: na captação de recursos é preciso saber “vender” a ideia do negócio, os seus planos e os resultados obtidos. Se o sócio proprietário não souber fazer isso, quem saberá?

Gostou de saber mais sobre o papel do sócio proprietário dentro da empresa? Então conheça 6 opções de negócio próprio que não precisam de grande investimento!