Resenha: Palestra de Silvio Meira sobre inovação tecnológica

Complementando a resenha que fiz sobre o III Seminário de Empreendedorismo IEL-RJ, vou aprofundar um pouco mais sobre as palestras que assistimos.

Complementando a resenha que fiz sobre o III Seminário de Empreendedorismo IEL-RJ, vou aprofundar um pouco mais sobre as palestras que assistimos.

Caso não tivesse assistido a palestra de Kawasa logo depois poderia dizer sem sombra de dúvidas que foi a melhor palestra que já vi na vida.

Silvio deu dicas extremamente relevantes para empreendedores de tecnologia e fez questão de desbancar alguns mitos muito comuns. Além disso, seu estilo de apresentação e oratória são excepcionais.

Silvio Meira, cientista chefe do C.E.S.A.R

Silvio Meira, cientista chefe do C.E.S.A.R

O que é inovação?

  • Inovação significa emitir nota fiscal. Se você tem uma tecnologia fantástica, mas não vende, não é uma inovação.
  • Inovação é igual à criatividade com qualidade. Criatividade é ter habilidade para pegar ideias existentes, transformá-las e colocá-las em prática. Qualidade é oferecer o que o cliente quer pelo preço que ele pode pagar.
  • A principal característica de pessoas inovadoras é a adapdabilidade. Não é preciso ser o mais forte ou o maior, mas sim ser o que se adapta mais rápido às mudanças do mundo.
  • Conclusão: Crie algo que as pessoas estejam dispostas a pagar, caso contrário, não é inovação.

Para inovar em alto estilo, entenda as infraestruturas

  • Imagine quando Thomas Edison inventou a lâmpada. Pra que eu iria comprar uma lâmpada sem ter energia em casa? Sem falar do bocal da lâmpada.
  • O ser humano está conectado há séculos em redes através das infraestruturas. Infraestruturas são os sistemas de distribuição de água, energia, esgoto, etc. A internet é a infraestrutura de distribuição de informação, tratá-la como tal ajuda a entender as tendências e observar oportunidades.
  • A revolução da internet comparada com as outras infraestruturas é que ela pode ser alimentada por uma pessoa comum. Você não pode gerar água nem energia em casa e distribuir para as outras pessoas, a informação você pode.
  • Conclusão: Não crie um produto que as pessoas não consigam usar por falta de infraestrutura.

Para ser um verdadeiro inovador, você precisa estar em processo contínuo de aprendizado

  • Algumas pessoas fazem um esforço gigantesco para mudar o mundo, quando terminam isso, o mundo já mudou de novo.
  • Para ser o mais apto, é preciso ficar atento às tendências, desaprender conhecimentos ultrapassados e reaprender de acordo com as mudanças do mundo.
  • Desaprender é a coisa mais difícil a fazer, mas é o ponto mais importante da inovação.
  • Com a internet, todas as respostas já estão aí. Agora o que importa é saber fazer as perguntas certas.
  • Conclusão: Tenha uma base de conceitos sólidos, mas como aplicá-los da melhor maneira é um processo contínuo.

As características de um inovador

  • Mudar o mundo dá muito trabalho, se você não está disposto a mudar o mundo várias vezes, em pouco tempo ficará estagnado.
  • O ponto alto da palestra foi quando ele falou que grudou na porta da sala dele “Pegue a sua ideia, e vá apresentar pra puta que o pariu!”. Esse foi o recado dado às pessoas que colocam suas ideias no pedestal e acham que elas valem alguma coisa. Uma ideia sem aplicação não vale nada.
  • Silvio nem ouve pessoas que chegam sozinhas. Ele pensa “Se o cara não conseguiu nem convencer um amigo de que a ideia é boa, não vai me convencer.“. Concordo plenamente com essa linha de raciocínio.
  • Conclusão: O caminho para  a inovação é longo e exige muito trabalho. Aceite isso e comece a construir alguma coisa antes de querer colher os frutos.

Logicamente houve vários outros pontos abordados na palestra, mas esses foram os que consideramos mais relevantes para vocês que querem inovar e empreender.

Depois da palestra conversamos com ele pessoalmente e além de genial, Silvio é muito gente boa.

Abraços,
Millor Machado (dando a C.E.S.A.R o que é de C.E.S.A.R)

Os slides podem ser baixados pelo link http://bit.ly/92hv6L

  • EXCELENTE!

    Ótima resenha e conteúdo realmente inquietante. Parabéns!

  • EXCELENTE!

    Ótima resenha e conteúdo realmente inquietante. Parabéns!

  • Pingback: Tweets that mention Resenha: Palestra de Silvio Meira sobre inovação tecnológica | Saia do Lugar -- Topsy.com()

  • Tive o prazer de estar presente no Seminário e presenciar estas palestras. Pra mim a do Silvio Meira foi mais marcante que a do Guy, que não mudou muito das que estão disponíveis na internet.
    Seu post apresentou um excelente resumo que me fez lembrar de cada parte da apresentação.
    Fantásticos Silvio e Guy. Excelente post.

    Abraços

  • Tive o prazer de estar presente no Seminário e presenciar estas palestras. Pra mim a do Silvio Meira foi mais marcante que a do Guy, que não mudou muito das que estão disponíveis na internet.
    Seu post apresentou um excelente resumo que me fez lembrar de cada parte da apresentação.
    Fantásticos Silvio e Guy. Excelente post.

    Abraços

  • Billy Nascimento

    Olá!

    Acompanho o blog de vcs e realmente estão de parabéns pelo rico conteúdo…

    Eu assisti a esta palestra via TV Firjan, já que estavam lotados os lugares disponíveis no auditório…

    Vc acha que eles irão disponibilizar o vídeo?

    abraços!

  • Billy Nascimento

    Olá!

    Acompanho o blog de vcs e realmente estão de parabéns pelo rico conteúdo…

    Eu assisti a esta palestra via TV Firjan, já que estavam lotados os lugares disponíveis no auditório…

    Vc acha que eles irão disponibilizar o vídeo?

    abraços!

  • OLÁ,Silvio;
    PARA O DESENVOLVIMENTO DAS COMPETENCIAS EMPREENDEDORAS – O processo tem inicio na educação infantil:Conteúdo configurado e MEDIADO por meio de uma variedade de linguagens, para abrir canais necessários para que compreendam e apliquem o conhecimento a outras realidades.
    parabéns e Sucesso!
    ABRAÇOS.

  • OLÁ,Silvio;
    PARA O DESENVOLVIMENTO DAS COMPETENCIAS EMPREENDEDORAS – O processo tem inicio na educação infantil:Conteúdo configurado e MEDIADO por meio de uma variedade de linguagens, para abrir canais necessários para que compreendam e apliquem o conhecimento a outras realidades.
    parabéns e Sucesso!
    ABRAÇOS.

  • Pingback: Resenha: III Seminário de Empreendedorismo IEL-RJ | Saia do Lugar()

  • Pingback: Desenvolvimento de produtos: Esteja 15 minutos a frente da concorrência | Saia do Lugar()

  • Pingback: 8 características de uma inovação com maiores chances de sucesso | Saia do Lugar()

  • Pingback: Ideias servem apenas para orientar atitudes « O que der na cabeça()

  • Emanuel

    Muito Bom!

  • Que bom que gostou Emanuel!

    Abraços

  • Emanuel

    Muito Bom!

  • Que bom que gostou Emanuel!

    Abraços

  • Excelente post, tem alguns pontos bem marcantes, como por exemplo: “Desaprender é a coisa mais difícil a fazer, mas é o ponto mais importante da inovação” e “A internet é a infraestrutura de distribuição de informação, tratá-la como tal ajuda a entender as tendências e observar oportunidades.” Vocês estão de parabéns, eu acompanho o blog a pouco tempo e já gosto bastante.

    Eu tive a oportunidade de assistir aulas durante um semestre com Silvio na UFPE, as aulas eram sempre de alto nível, daquelas que realmente dão gosto de assistir.

  • Oi Yuri, tudo bom?

    Muito obrigado pelos elogios! Nós gostamos muito desse post também, essas
    palavras de Silvio sempre nos ajudam no nosso processo de inovação do
    Empreendemia.

    Deve ser sido muito bacana ter aula com ele, o cara é uma figura. Tivemos a
    oportunidade de encontrá-lo de novo na Campus Party, muito gente boa.

    Vi no seu Twitter que você é programador. Vc tem trabalhado com sua startup
    também?

    Abraços!

  • Super resumo da palestra. Muito bem escrito ! Parabéns Millor.

    Aqui tem um vídeo entrevista com Silvio. É de 6 meses atrás mas vale a visita:
    http://www.youtube.com/watch?v=7gQTpHuapuI

    abs,
    Paulo
    @pauloso

  • Olá Millor!

    Muito interessante mesmo, a primeira parte me lembrou de um artigo que eu li recentemente “Ideas are just a multiplier of execution”: http://sivers.org/multiply

    Este artigo também fala sobre como uma ideia que não sai do papel não vale nada.

    O resumo também ficou ótimo, parabéns!

    Abraços,

    Ricardo

  • Valeu Ricardo!

    Derek Sivers é realmente muito bom! Ótima sugestão de post que você mandou.

    Muito obrigado pelo elogio à resenha, fico feliz em saber que consegui
    resumir bem a sabedoria do Silvio.

    Não sei se você já viu, mas hoje coloquei uma dica do Vida e Carreira.
    Espero que não tenha problema.

    Abração!

  • Que legal Millor, muito obrigado pela referência!

    Claro que não tem problemas, a troca de conhecimento é fundamental. Fico feliz que tenha gostado do post!

    Abraço,

    Ricardo

  • Pingback: Empreendedorismo no Brasil: uma visão otimista | Saia do Lugar()

  • crosjunior

    Desculpe, mas Silvio Meira se equivocou no significado de Criatividade e Inovação…
    Inovação -> Inova algo existente como o próprio nome diz, Inova + Ação, Ação de Inovar.
    Criatividade -> Atividade de Criar, criar algo diferente, algo que não existe.

    Fica aí meu comentário
    Abraços

  • Valder Zacarkim

    Olá crosjunior. Colocação interessante.

    Não estou sendo criativo quando pego uma idéia e a torno diferente e interessante para outras pessoas? Acredito que ser criativo é fazer diferente. E fazer diferente nem sempre corresponde ao ato de criação. Mas isso não é o que a definição da palavra diz.

    Analisando melhor as definições, surgiu outra questão. Talvez o uso constante dessas palavras estejam ofuscando o seu verdadeiro significado.

    Estou confuso.. O.o

  • Pingback: O papel da universidade na inovação()

  • Muito bom o blog! Leio diversos artigos todos os dias! Parabéns!

  • Muito bacana, nunca é demais ouvir o que @srlm tem a dizer. Mas “houveram” é complicado, hein?

  • Valeu Andre!

    Correção feita.

    Abraços

  • Newton

    Silvio Meira: “Se o cara não conseguiu nem convencer um amigo de que a ideia é boa, não vai me convencer.“

    Considero essa colocação bastante pretensiosa e equívocada.

    Considerações:
    – parte-se do princípio de que quem teve a ideia soube expressá-la corretamente?
    – parte-se do princípio de que as pessoas que ouviram a ideia antes dele compreenderam? Ou seja, se eu convenci alguém, por que preciso convencer o Silvio? Eu provavelmente gostaria de tentar convencê-lo *justamente* por não ter convencido mais ninguém. Quero crer que ele tem melhor discernimento que os outros para reconhecer uma boa ideia.

    • Newton,

      Na verdade, o que acho que ele quis dizer é que se a ideia ainda está em uma fase muito inicial, não há muito que ele possa agregar. Por isso há esse estímulo a que o empreendedor primeiro converse com as pessoas sobre a ideia, colha os feedbacks, descubra uma forma de apresentá-la e só depois ele consiga direcionar o empreendedor, seja com contatos, seja com feedbacks mais específicos.

      Passo muitas vezes por situações parecidas em que o empreendedor chega com uma ideia tão crua, que não dá pra analisar de forma objetiva. No máximo o feedback será “Bacana, vai em frente!”, o que agrega muito pouco. Por isso o ideal é que a ideia já esteja um pouco mais madura antes de ser apresentada a ele.

      Na minha visão, se o cara ainda não conseguiu convencer ninguém de que a ideia é boa, esse precisa ser primeiro objetivo, muito antes de conversar com referências maiores na área. Depois que ele tiver as primeiras aprovações, aí sim as referências podem auxiliá-lo.

      Abraços!

    • Newton

      Oi Millor,

      É fato, não é prudente descartar a possibilidade do contexto ter sido esse que você mencionou. Aliás, prefiro acreditar que esse tenha sido o caso.

      De qualquer maneira, é sempre bom ter em mente de que é interessante botar uma ideia em prática antes que ela seja reconhecida como uma boa ideia. E é prudente acreditarmos que podemos falhar no reconhecimento de uma boa ideia.

      Obrigado pela resposta! Abraço!

    • Oi Newton,

      Concordo plenamente com você. É muito fácil deixar uma boa ideia passar, principalmente quando tratamos de inovação. O mesmo também é válido, é fácil apostar em ideias que depios se provam não serem boas.

      Por isso que o mais importante é interagir o máximo possível e colher feedbacks sobre uma ideia, essa é a melhor forma de melhorar tanto a ideia em si quanto a forma de comunicá-la.

      Abraços!

  • Pingback: Inovação versus empreendedorismo | Empreendecast()

  • Pingback: Principais notícias em meu Twitter em 24/04/2011 | Blog do Andre Zanoti()

  • Pingback: Inovação: muita mais do que a ‘forminha da vovó’ | Saia do Lugar()

  • Pingback: Inovação versus empreendedorismoAgregador | Agregador()

  • Pingback: Global Comunic – Comunicação Integrada » “As Artes e Manhas da Criatividade” – Fórum Internacional de Criatividade e Inovação()

  • Acho que nunca devemos levar nada ao pé da letra ou limitar nossos insights, pq o que ocorre é que chegar sozinho não significa estar sozinho ou não ter embasamento, parcerias já formadas; O conceito de venda casa mesmo!!!

  • ney

    O TAL do SILVIO É O MAIOR 71 QUE QUE JÁ VI ENTENDE DE TUDO MENOS DE INOVAÇÃO;O INOVADOR NUNCA VAI FALAR PARA OUTRO AMIGO,JÁ BASTA O INVESTIDOR.TODA IDÉIA É UMA IDÉIA..ESTE CARA É UM INVEJOSO NUNCA INOVOU NUNCA INVENTOU NADA .É PURO DEMAGOGO.É VC QUE DEVE IR PRA AQUELE LUGAR,TUA MÃE AGRADECE!!