reunião para empreendedor receber feedbacks

Quem disse que empreendedor não precisa receber feedbacks?

O artigo pretende desmistificar a ideia de que o empreendedor não pode receber feedbacks. Vamos entender mais sobre o tema?

Quando falamos em “receber feedbacks”, é normal que imaginemos essa ação do ponto de vista do líder, que dá aos membros de sua equipe orientações sobre as tarefas desempenhadas.

Seguindo essa lógica, torna-se difícil imaginar alguém que desempenha papel de comando recebendo retorno de suas ações, certo?

Pensando nisso, o artigo de hoje pretende desmistificar a ideia de que o empreendedor não pode receber feedbacks. Aliás, essa prática pode ajudá-lo a se tornar um empresário muito mais bem-sucedido. Vamos entender mais sobre o tema?

Receber feedbacks e a autoridade na empresa

Em alguns negócios a prática do feedback é usada como um ritual, no qual o empresário reafirma aos seus subordinados que ele possui um papel de poder na empresa. Nesse tipo de situação ninguém se beneficia da prática e torna-se inimaginável que o empreendedor esteja disposto a ouvir sugestões sobre sua forma de trabalho.

Entender que receber feedbacks não é sinônimo de “bronca” e que ele tem um papel fundamental na melhora dos processos é algo primordial. Um gestor que está preocupado com a qualidade dos resultados que entrega está disposto a ouvir os feedbacks daqueles que participam do processo produtivo de seu negócio.

Feedback também é fonte de informação

Empreender é analisar dados. A maioria se apresenta como números que demonstram se as decisões tomadas trouxeram resultados. Receber feedbacks é uma outra forma de colher dados, mais humana.

Membros de uma equipe possuem uma história enquanto profissionais e consumidores. Muitas coisas que não foram detectadas nos relatórios poderão ser previstas quando as pessoas consultam suas experiências.

Por isso, o empreendedor não deve ignorar essa fonte de informação, ainda que ela contrarie seus relatórios. Deve-se analisá-la e, assim, com mais dados, tomar a decisão mais coerente.

Feedback constrói uma equipe confiante

Ao contrário do sermão impositivo, arrogante e intransigente, uma abordagem correta da prática de fornecer feedbacks constrói uma relação de confiança entre os membros de uma equipe. Desse modo, todos sentem-se respeitados enquanto profissionais.

Sabendo que o colaborador é um investimento da empresa, torna-se importante manter a participação coletiva — dentro de um contexto no qual essa participação contribua para uma melhora nas decisões e não represente atrasos nos processos decisórios.

Cliente e investidores também dão feedbacks

Saindo do ambiente de trabalho e analisando o mercado, é interessante lembrar que muitos conselhos importantes vêm dos clientes — por meio de críticas ou de alterações na procura por um produto ou serviço, por exemplo.

Ainda que nem sempre sejam diretos, eles também dão feedbacks. O mesmo ocorre com os investidores. Suas justificativas com relação a uma recusa para entrarem no negócio são indícios de algo maior: a percepção de sua empresa pelo mercado. Ter acesso a essa informação pode ser suficiente para reverter uma crise.

Agora que você já entender o porquê receber feedbacks é tão importante para um empresário, não deixe de estudar formas para tornar-se um líder mais eficiente. Um dos segredos para isso é desenvolver a empatia. Se você não sabe como, não se preocupe, contamos tudo sobre esse tema neste artigo!