política de reembolsolucro que faz uma marca se estabelecer no mercado. Há uma série de cuidados com clientes e colaboradores que constroem uma reputação e transformam o seu negócio em algo mais que números: um conceito de excelência.

">

Política de reembolso: A garantia que atrairá mais clientes!

Não é só o lucro que faz uma marca se estabelecer no mercado. Há uma série de cuidados com clientes e colaboradores que constroem uma reputação e transformam o seu negócio em algo mais que números: um conceito de excelência.

Não é só o lucro que faz uma marca se estabelecer no mercado. Há uma série de cuidados com clientes e colaboradores que constroem uma reputação e transformam o seu negócio em algo mais que números: um conceito de excelência.

Neste post, nós vamos te mostrar onde a política de reembolso entra, para cumprir esse importante objetivo.

Afinal, a vida do empreendedor é corrida demais para você passar o resto da vida analisando caso a caso suas devoluções ou reembolso de funcionários. Agindo assim, os resultados só podem ser gastos desnecessários, perda de tempo e irritação.

Veja a seguir como otimizar esse processo e evitar desgastes com seus clientes e colaboradores:

O que é uma política de reembolso

Todos com quem você faz negócios — e estamos falando tanto de clientes quanto de colaboradores — precisam de um voto de confiança para se relacionarem com a sua marca.

Assim, é necessário ter por escrito uma política que inspire essa confiança nos seus produtos e serviços.

Uma garantia para os clientes

Indo bem direto ao ponto: eles querem que você garanta que a velha frase “satisfação garantida ou o seu dinheiro de volta” vigore na sua empresa. Mas, claro, você sabe que, para fazer isso, tem que se resguardar de algumas coisas.

Em poucas palavras: uma política de reembolso é um conjunto de normas que garantem que o dinheiro ou os créditos que um cliente usou numa compra possam ser restituídos por alguns motivos.

E quanto mais lógicos e bem explicados esses motivos, mais eficiente vai ser a sua política de reembolso.

Um voto de confiança para colaboradores

Você quer clientes satisfeitos e, pergunte a qualquer empreendedor bem-sucedido: isso só existe se o seu time também estiver satisfeito.

Muitas empresas precisam, também, reembolsar seus colaboradores em algum momento. Isso acontece mais comumente em modelos de negócio que empregam pessoas que viajam a trabalho, como representantes comerciais, profissionais responsáveis por análise e implantação de políticas de franquias e outros.

Inclua na sua política de reembolso regras simples e coerentes para devolver um dinheiro que seus funcionários gastaram com a sua empresa. E, mais importante que qualquer outra coisa: faça um esforço enorme para que eles entendam cada ponto dessa política antes de gastarem qualquer centavo desse dinheiro.

Vantagens desse tipo de política

Se for bem executada e clara, a política de reembolso evita muitas dores de cabeça para a sua empresa e fideliza colaboradores e clientes.

As vendas e oferta de produtos online têm aumentado visivelmente, e a segurança de ter a devolução do dinheiro em casos de problemas com a compra é crítico para muitos desses novos consumidores.

Além do mais, ter um corpo de regras definido que oriente a prática do reembolso evita o desgaste, gasto de dinheiro e tempo que é ter que deliberar caso a caso sobre as devoluções. Com critérios bem estabelecidos e a prática, isso se torna um procedimento rotineiro e sem maiores complicações para a sua empresa.

No que diz respeito ao reembolso dos membros do seu time, uma política coerente vai manter esses colaboradores mais motivados, engajados com os ideias da empresa e diminuir a rotatividade. Afinal, seus funcionários saberão enxergar justiça nas suas medidas.

Dicas para criar uma boa política de reembolso

Agora que você já sabe que precisa de regras claras, rígidas, simples de entender e, principalmente, coerentes para reembolsar seus clientes ou colaboradores, confira algumas dicas:

Saiba quando a devolução é culpa sua

Se um cliente comprou um produto e ele apresentou defeito logo que a caixa foi aberta, a culpa é sua. Não importa se a transportadora fez um serviço ruim ou se o fabricante do produto não fez um bom trabalho.

Pense em quando você faz as suas compras: você associa um defeito em um produto que acabou de chegar com erros da transportadora ou da empresa que te vendeu o produto? Grandes chances de ter escolhido a segunda opção.

Portanto, não onere esse cliente. Não o faça esperar, não insista para que ele converta o valor que pagou em créditos para outros produtos e nem queira que ele pague pela logística reversa. Apenas devolva o dinheiro do produto e o recolha, se for o caso.

Rapidez nessa etapa é o que vai determinar se esse consumidor vai continuar com você ou não.

Cumpra a lei e evite multas

Pela lei brasileira, qualquer compra feita pela internet pode ser devolvida em até 7 dias úteis. E isso significa qualquer compra mesmo. Não é necessário que o produto chegue danificado, apenas que o consumidor tenha se arrependido.

Evite multas e fidelize esse cliente: dê a ele o que é de direito. Apenas lembre-se que, num caso como esses, você pode se reservar o direito de não pagar pelo reenvio do produto — o que é chamado de logística reversa.

Esse cliente arrependido ainda pode falar muito bem de você!

Descreva o produto com detalhes

Se o seu negócio funciona em uma loja física, instrua seus vendedores a serem muito honestos ao falar sobre um produto. Inventar informações pode trazer um grande prejuízo no futuro.

Se tem uma loja online, faça uma descrição bem detalhada de cada produto e evite termos técnicos que podem levar a mal-entendidos futuros.

Deixe sua política de reembolso visível em todos os lugares

Assim como seu colaborador deve saber muito bem a sua política de reembolso antes de viajar, seus clientes também devem ter contato com ela antes da compra.

Se você esconder deliberadamente essas informações do seu consumidor antes da venda e depois as enviar por email, como muitas empresas fazem, um pequeno detalhe com o qual ele não concorde pode soar muito abusivo.

Deixe o regulamento visível em uma ou mais páginas do seu site, próximo à foto do produto no momento da compra, envie por email depois desta, imprima e anexe à embalagem do produto.

Não tenha medo de que suas regras diminuam as vendas. Apenas cuide para que essas regras sejam razoáveis e elas ainda vão funcionar como um ponto positivo na hora da decisão de compra dos seus clientes. Afinal, transparência é um critério muito importante para eles.

A regra geral é se pautar pela franqueza e ter um comportamento coerente. Se casos mais complicados acontecerem, porém, não exite em abrir mão das regras e doar um pouco. Para conquistar e manter a confiança dos seus clientes e colaboradores, tudo vale a pena!

E se a falta de tempo virou um problema na hora de elaborar a sua política de reembolso, está na hora de conhecer o Gerador de Políticas de Reembolso do Guru PME. Com uns poucos cliques você resolve esse problema.