Os colhões para estar errado

Essa dica foi dada por Seth Godin em seu blog.

Alguns trabalhos são orientados através de processos: depois de estruturar corretamente o processo, ele anda sozinho. Acertar o processo pode ser desafiador, mas, depois disso, você entra em piloto automático e o esforço criativo diminui bastante. Faça o trabalho e os resultados virão.

Outros trabalhos requerem um tipo diferente de esforço: os colhões para estar errado – um confronto com o risco de parecer estúpido.

O comediante que tem medo que sua próxima piada não cause risadas; o líder que precisa improvisar pois precisa resolver problemas novos frequentemente. O que torna esses trabalhos difíceis é o fato que talvez eles não deem certo.

Qual é o seu tipo de trabalho? Deixe seu comentário.

Para ver mais como aproveitar seu trabalho desafiador, veja a dica sobre como o errado é um professor melhor do que o certo.

Se quiser dicas diárias para empreendedores corajosos, assine nosso RSS ou siga-nos no Twitter: @empreendemia.

comments powered by Disqus