empresário analisando fatores que definem o lucro

Os 5 fatores que definem o lucro

Para ajudá-lo a entender o que é importante e quando o assunto é faturar mais, este artigo trará os cinco fatores que definem o lucro da sua empresa. Vamos lá?

Obter boa margem de lucro é o objetivo de todo negócio. No entanto, nem todas as empresas conseguem realizar bem essa tarefa. Isso ocorre porque os empreendedores menosprezam algumas análises.

Para ajudá-lo a entender o que é importante e quando o assunto é faturar mais, este artigo trará os cinco fatores que definem o lucro da sua empresa. Vamos lá?

1. Geração de leads

Ainda que você já tenha uma ideia do que é um lead, é importante saber que essa ferramenta está interligada com outros fatores, como o quanto você conhece seu público-alvo e suas ferramentas de divulgação.

Ter acesso a um banco de dados, com informações de contatos de potências clientes garante sim mais vendas. No entanto, construir essa base não é tarefa simples. Não se pode esperar que o freguês tenha boa vontade em assinar um newsletter ou que responda uma pesquisa.

Bons resultados na geração de leads exigem produção de informações. A saída mais comum é investir em Marketing de Conteúdo, com isso atrai-se a atenção do potencial cliente, garantindo mais vendas. 

2. Taxa de conversão 

Esse fator é um sintoma importante da saúde das estratégias de vendas adotadas. Se o Marketing de Conteúdo conseguiu atrair a atenção do cliente, se o lead foi gerado, por que a venda não foi efetuada?

Uma taxa de conversão baixa pode significar um descompasso entre as estratégias adotadas. Vamos a um case:

Você já deve ter ouvido falar da famosa campanha publicitária do “Tio da Sukita”, certo? Pois bem, ainda que tenha sido uma peça publicitária bem-sucedida, ela não conseguiu a aumentar as vendas do refrigerante.

A empresa não tinha pontos de vendas bem definidos e nem uma logística que fosse suficiente para atender ao aumento pela procura. Resultado? A concorrente direta, Fanta, foi beneficiada.

3. Preço Médio

Saber definir o valor do preço médio de um produto é fundamental para evitar o prejuízo. Isso indica que o empresário entendeu o mercado, levando em conta todos os fatores que formam o preço de um produto, como por exemplo: o custo de aquisição, o preço praticado pelos concorrentes, o poder de compra do público-alvo etc.

Por isso, esse é um dos fatores que definem o lucro de sua empresa. É comum que ele seja completamente ignorado por empreendedores que estão começando, essa negligência coloca a empresa em apuros.

4. Ticket Médio

Esse fator revela ao empreendedor o quanto, em média, seus clientes gastam em seu negócio. Com esse dado é possível traçar uma meta de vendas a longo prazo, ou analisar se o empreendimento possui condições de realizar investimentos.

Além disso, o ticket médio pode ajudar o empresário a melhorar suas estratégias de vendas.

5. Margem de lucro

Talvez a mais óbvia entre os fatores que definem o lucro de uma empresa. O problema em questão e que, apesar de quase todos os empreendedores conhecerem esse indicador, poucos sabem como calculá-lo.

O primeiro passo é descobrir o valor do lucro bruto obtido, a fórmula que deve ser usada é: lucro bruto = receitas totais – custos.  Após isso, para calcular a margem de lucro faça o seguinte cálculo:

Margem de lucro = lucro bruto / receitas totais. 

Agora que você aprendeu quais são os fatores que definem seu lucro, está na hora de usar as redes sociais de forma eficiente. Por isso, neste artigo contamos tudo sobre Marketing no Facebook.

  • Millor,

    Acho que há um grande fator que define o lucro e ficou faltando é sua concorrência, pois esta também definie quanto você terá que gastar em uma estratégia para garantir sua vantagem competitiva, seja ela em marketing, ou próprio produto/serviço.

  • Oi Richard,

    Realmente a concorrencia tem papel importantíssimo na análise do lucro. A
    questao é que a ideia era analisar os fatores de uma forma um pouco mais
    matemática.

    Na prática, a concorrencia acaba ajudando a definir esses números, mas a
    forma de calculá-los é a mesma.

    Abracos!

  • Cleyton Ferrari

    O pessoal, continua “Curto e Direto”, excelente! obrigado pela dica mais uma vez!

  • Renan GB

    Artigo simples e direto. Muito bom, como de praxe. Só uma correção: item 3, corrigir a grafia de “lojista”. Abs!

  • Valeu Renan!

    Falha nossa hehe

    Abraços

  • Valeu Cleyton!

    Eu que agradeço o comentário! Bom demais saber que nosso conteúdo tem sido
    útil.

    Abração

  • Lucas Moreira

    Oi Millor,

    Na verdade existe um erro de nomenclatura aí que precisa ser bem explicado, pois cria muita confusão no varejo:

    Preço médio é um índice, Venda média (ticket médio) é outro:

    Preço médio é o total do seu faturamento dividido pelo total de peças (itens) que você vendeu. EX:

    R$ 100.000 de faturamento
    2.000 unidades de produto
    Preço médio: R$ 50

    Já venda média, ou Ticket médio, é o total do seu faturamento dividido pelo total de vendas realizadas. Ex:

    Faturamento: R$ 100.000
    Vendas: 1.000
    Venda média: R$ 100

    Entenderam a diferença?

    O cálculo fica então:

    número de vendas x venda média = faturamento
    ou
    número de vendas x preço médio x número médio de transações = faturamento

    Portanto: venda média = preço médio x número médio de transações

    Espero ter ajudado.

    Abs,

    • Oi Lucas,

      Você está certo. Vou corrigir aqui.

      Abração