Oprah Winfrey sorrindo

Oprah Winfrey: de uma infância difícil para a maior apresentadora do mundo. Conheça a sua história!

Conheça a trajetória de uma das mulheres mais bem sucedidas da história!

Você já ouviu falar em Oprah Winfrey? Uma das mulheres mais ricas e influentes do mundo, ela inspirou milhões de telespectadores com seu programa The Oprah Winfrey Show e se tornou conhecida por sua alegria, emoção e por mudar a vida de vários de seus fãs.

Apesar do sucesso, Oprah não teve uma vida fácil.

Ela teve que batalhar muito para chegar onde está hoje! Vamos conhecer um pouco da trajetória e da vida de uma das mulheres mais importantes da história?

Oprah e sua infância difícil

Oprah nasceu em 29 de janeiro de 1954, no estado americano do Mississippi, em uma área rural e em uma família com poucos recursos. Um fato curioso: seu nome real, em sua certidão de nascimento, é Orpah.

Mas como ninguém conseguia acertar a pronúncia e escrita do seu nome, seus familiares passaram a chamá-la pelo nome de Oprah, que acabou se tornando uma marca registrada anos depois.

Sua mãe a teve quando ainda era adolescente e trabalhava como empregada doméstica. Oprah passou sua infância sendo cuidada pela sua avó materna, que era extremamente pobre. A avó a ensinou a ler e a ensinou a recitar versos da Bíblia.

Oprah apanhava com um graveto quando não fazia suas tarefas ou quando fazia algo errado. Quando menina, precisou usar vestidos feitos de sacos de batata, já que a avó não tinha condição alguma de pagar por roupas para a criança.

A avó materna não conseguia sustentar a apresentadora. Ela saiu da área rural e mudou para a cidade com sua mãe, Vernita Lee. Os piores anos da vida de Oprah aconteceram nesse momento, quando, aos 9 anos, ela começou a ser abusada por um primo, um tio e um conhecido da família. O abuso durou 4 anos de completa tormenta.

Aos 13, sem aguentar mais a situação, a apresentadora fugiu de casa.

Esses acontecimentos foram revelados em um episódio de seu programa The Oprah Winfrey Show, quando milhões de espectadores assistiam chocados. Sua família nunca acreditou nela. Eles alegaram que os abusos foram inventados pela apresentadora.

Aos 14, Oprah engravidou. Seu bebê nasceu prematuramente e morreu pouco tempo após o nascimento. Depois disso, a apresentadora nunca mais teve o desejo de ser mãe e afirma que, por não ter tido uma boa mãe, não sentia que ela deveria ter filhos.

Sua mãe teve três outros filhos. A primeira, Patricia, morreu de uma overdose de cocaína. O garoto, Jeffrey, morreu nos anos 80 por complicações do vírus HIV. E Oprah só soube da existência de sua outra irmã (também chamada Patricia) em 2010, já que ela foi entregue para a adoção sem que Oprah sequer soubesse que ela havia nascido.

O surgimento do Império Oprah Winfrey

Oprah e sua mãe discutiam muito. As duas nunca se deram bem. Por isso, a apresentadora foi obrigada a morar com seu pai, Vernon, em Nashville. O pai fez da educação de Oprah uma prioridade, o que foi o momento de virada em sua vida.

Ele incentivou constantemente a adolescente a estudar e, com o intuito de motivar ainda mais o desenvolvimento da educação da apresentadora, ele fazia com que ela entregasse relatórios dos livros que ela lia durante toda a semana.

Ela precisava aprender cinco novas palavras todos os dias, ou o pai a mandava para o quarto sem jantar. Oprah diz que o pai salvou a sua vida.

Ele fez com que ela se tornasse uma das melhores estudantes de seu colégio. Votada a estudante mais popular, se juntou ao conselho estudantil, ao time de teatro e ao time de oratória do colégio, terminando em segundo lugar na competição nacional sobre o tema. O prêmio concedeu uma bolsa para a faculdade do Tennessee, onde Oprah escolheu estudar Comunicação.

Seu primeiro trabalho foi em um sacolão, mas aos 17 anos Oprah ganhou um concurso de beleza e chamou a atenção da rádio local. Seu primeiro trabalho oficial no meio da Comunicação começou assim, com ela lendo as notícias do dia.

Oprah adorava interagir com o público e viu nisso uma grande paixão. Depois do rádio, a apresentadora foi escalada para ser âncora em um jornal local. Seus primeiros passos na TV começaram aqui!

Oprah foi a âncora mais jovem da história dos EUA (ela tinha apenas 19 anos!) e a primeira mulher negra a se tornar uma âncora de jornal no país.

Após concluir seus estudos na faculdade, ela permaneceu trabalhando como âncora de jornais locais. Em 1983, aos 29 anos, se mudou para Chicago para apresentar um programa de baixa audiência chamado AM Chicago.

O sucesso da apresentadora foi incrível! Sua simpatia, humor e carisma conquistaram o coração do público. Em poucos meses ela fez com que o programa se tornasse o talk-show de maior audiência na cidade de Chicago. Com isso, ela acabou ganhando mais meia hora na TV e seu programa mudou de nome, se tornando em 1986 o The Oprah Winfrey Show.

Os primeiros anos do programa vieram com muitas críticas, mas sempre com números gigantescos de audiência.

A mídia mais tradicional dizia que Oprah apelava para o sensacionalismo (já que ficou conhecida por suas entrevistas extremamente emocionais com todos que participaram de seu programa), o que fez com ela adotasse temas mais gerais no seu programa.

Em 1985, Oprah foi uma das protagonistas do filme A Cor Púrpura, de Steven Spielberg. A performance dela como atriz foi aclamada pelos críticos de cinema e ela foi indicada ao Oscar daquele ano de atriz coadjuvante.

Depois disso, sua carreira decolou! Ninguém podia parar Oprah Winfrey.

Em 1993, Oprah protagonizou um evento histórico da televisão mundial: uma entrevista rara com o astro do pop Michael Jackson. A entrevista foi uma das mais assistidas na história da televisão, com uma audiência de mais de 30 milhões de pessoas!

Você pode conferir aqui a entrevista:

A apresentadora ficou conhecida por suas entrevistas com celebridades. Oprah conseguia como ninguém tocar seus entrevistados e fazer com que eles revelassem fatos íntimos e extremamente pessoais.

Além de protagonizar o que foi um dos maiores programas da TV americana (que terminou em 2011), Oprah soube muito bem investir seu dinheiro. Ela é a presidente da Harpo Productions, co-fundadora do canal Oxygen e tem o seu próprio canal de TV, o Oprah Winfrey Network.

Os reconhecimentos e a influência de Oprah

Oprah Winfrey mudou a cultura americana. Aos 32 anos, ela se tornou uma milionária. Em 2004, ela virou a primeira mulher negra a se tornar uma bilionária. Ela já foi chamadas diversas vezes de a mulher mais poderosa do mundo e seus rendimentos são avaliados hoje em cerca de 3 bilhões de dólares.

Oprah foi considerada a maior promotora de livros do EUA, já que quando ela anunciava o livro escolhido para o seu clube do livro (que ela discutia mensalmente em um programa), o livro automaticamente disparava em vendas. Todos autores queriam ser escolhidos por Oprah.

Seus fãs são completamente apaixonados pela ex-apresentadora e acredita-se que ela teve um papel gigantesco nas eleições presidenciais americanas de 2008. Winfrey declarou abertamente que votaria em Barack Obama, fez campanha a seu favor e entrevistou o candidato, ganhando milhões de votos para Obama.

O The Oprah Winfrey Show esteve presente em 140 países e estima-se que mais de 40 milhões de americanos ligavam suas televisões semanalmente para acompanhar a apresentadora.

Além disso, Winfrey está envolvida em diversas causas humanitárias, sendo eleita como uma das americanas mais generosas do país. Ela é conhecida por distribuir bolsas de estudo, ajudar seus funcionários e por ter criado o Oprah´s Angel Network, organização que já arrecadou mais de 80 milhões de dólares para caridades e projetos sociais do mundo inteiro.

Ela usou sua influência com os telespectadores para ajudar causas importantes como a educação, a conscientização sobre o abuso sexual de crianças e a fome na África.

O que Oprah Winfrey pode nos ensinar

Oprah Winfrey cresceu em um ambiente hostil, passou por traumas horríveis e não tinha muitas perspectivas de futuro. Mas isso não foi o seu fim! Ela não deixou isso acabar com sua paixão pela Comunicação e pelo público. Ela estudou muito, não abaixou a sua cabeça e se impôs em um mundo que tentou muitas vezes derrubá-la.

Ela é uma empreendedora incrível, com uma habilidade admirável de conectar verdadeiramente com o seu público. Oprah Winfrey toca diretamente no coração de todos eles e ela nunca se escondeu, sempre sendo muito aberta com tudo que aconteceu em sua vida.

Ela nos ensina muito sobre persistência, inteligência e empatia. A apresentadora soube aproveitar ao máximo todas as oportunidades que a vida lhe deu, sendo ela mesma durante todo o processo e inspirando a vida dos milhões de espectadores que acompanharam seus programas.

Ela soube investir e sair do palco no momento certo, deixando para trás um legado difícil de ser superado. Oprah Winfrey tornou-se um ícone da TV, mudou a vida de milhares de pessoas com seus projetos sociais e é uma das mulheres mais influentes do nosso tempo.

Com certeza, Oprah é uma fonte imensa de inspiração de vida, empreendedorismo e bondade para todos nós.

Gostou da história de superação de Oprah Winfrey? Então, continue se inspirando com a história que explica como o fundador do KFC ficou bilionário depois do 60 anos!