o que é mei

O que é MEI (Microempreendedor Individual)?

O registro de Microempreendedor Individual (MEI) é um cadastro nacional feito no portal do empreendedor que permite abrir uma empresa pequena de um modo simplificado.

Se você chegou até este artigo, provavelmente, está pensando em empreender ou, então, já está empreendendo e está à procura de ajuda para organizar a rotina de trabalho da sua recente empresa.

Então, vamos começar com uma notícia boa: você já está no caminho certo!

Muitos empreendedores acabam se esquecendo ou menosprezando a necessidade de conhecer melhor os processos da montagem de uma empresa antes de colocar a mão na massa e mesmo depois.

Isso pode acarretar vários problemas. Como você vai ver, o MEI possui algumas especificidades e tê-las em mente ajuda você a evitar imprevistos desagradáveis.

Mas, vamos começar do começo?

O que é MEI?

O registro de Microempreendedor Individual (MEI) é um cadastro nacional feito no portal do empreendedor que permite abrir uma empresa pequena de um modo simplificado.

Para fazer o cadastro basta apresentar CPF, RG e número do recibo da última declaração de imposto de renda ou título de eleitor, caso nunca tenha declarado.

Com esse cadastro, você passa a ter algumas vantagens e algumas obrigações.

O recolhimento tributário, por exemplo, passa a ser feito de forma simples, com um boleto.

E você, como proprietário de uma empresa, passa a ter permissão para emitir notas fiscais. Então, solicitar seu cadastro como MEI é o primeiro passo para ter uma empresa pequena no Brasil.

Escolha uma área com a qual se identifique

A primeira dica importante para quem pretende ter uma empresa de sucesso ou, no caso, deseja ser um microempreendedor de sucesso é ter paciência e ponderar bem antes de escolher a área de atuação.

Você estará muito envolvido com seu novo negócio depois que ele que tirá-lo do papel, então, é essencial que você se identifique com ele e que seja um tipo de trabalho que você consiga executar bem.

Não se engane, você sempre precisará investir em mais capacitação e mesmo o melhor emprego do mundo sempre tem seus momentos de decepção.

Porém, quando mais próximo do ideal você conseguir chegar, maior será seu nível de satisfação pessoal, mais fácil você alcançará uma qualidade excelente de prestação de serviços e/ou produto e, em última instância, maiores serão suas chances de ter um ótimo resultado.

Você não é mais apenas um funcionário

Agora que você já tem sua empresa uma mudança interna é necessária antes do próximo passo.

O microempreendedor precisa estar ciente de que não é mais um empregado, agora é um empresário. O que muda com isso? Praticamente tudo.

A partir deste momento você é o líder da empresa e suas decisões impactam no rumo que aquele negócio irá tomar.

Em outras palavras, o grau de responsabilidade do empresário sobre o sucesso da companhia é elevadíssimo.

Portanto, dê o seu máximo, extrapole seus limites de dedicação e empenho.

Pois toda a energia que você colocar de forma eficiente em seu negócio poderá ser revertida em resultados cada vez melhores no futuro.

Qualidade, palavra de ordem

E se nós pudéssemos dar um conselho a você (além do filtro solar) seria: nunca perca a qualidade de vista.

Começar uma empresa significa estabelecer relacionamentos comerciais com seus clientes, fornecedores e parceiros.

E um grande gerador de valor para esses públicos é, com certeza, a qualidade daquilo que leva a marca da sua empresa.

Então, é essencial nesses momentos iniciais e também nos próximos, que seu cliente receba o melhor que você pode oferecer, que seus fornecedores apreciem fazer negócios contigo etc.

Esses movimentos serão úteis para gerar a confiança necessária para que seus negócios cresçam.

É também a partir de um bom atendimento e/ou um bom produto que seu cliente se fideliza e convida outros contatos para consumir sua marca.

É assim que sua empresa ganha destaque na carteira de clientes dos seus fornecedores. E assim por diante.

Não se assuste com a papelada

Quer saber dois aspectos do negócio que acabam sendo negligenciados pelos MEI e que podem ser uma grande arma para o sucesso? Legislação e Tributação.

Isso mesmo, as determinações e regulamentações de cada setor são específicas e quem melhor domina esses fatores tem uma vantagem competitiva incrível frente aos concorrentes.

Por isso, não se deixe desanimar pelas letras miúdas ou pelo juridiquês que alguns documentos podem conter.

Prepare uma xícara de café bem forte, se possível chame um colega que seja da área do direito e mãos à obra.

Conhecer esses parâmetros é importante pois lhe permite evoluir seu negócio no caminho certo, evitando problemas com as autoridades e, claro, crescendo de forma saudável.

É possível, inclusive, que você identifique oportunidades de investimento que sequer havia cogitado antes de se qualificar.

Procura praticidade no mundo dos negócios? Nós recomendamos a ferramenta Guru PME.

Assumindo riscos controlados

Existe uma característica muito valorizada em todos os empreendedores, inclusive os MEI que é o apetite por inovação.

Ou seja, a gana por estar sempre querendo investir no que é novo e buscar oportunidades onde todos enxergam desafios.

Isso é ótimo, explore isso em você mesmo.

Pensar fora da caixa é o que nos leva a lugares inexplorados, independentemente do campo profissional.

Porém, jogue de forma inteligente. Para isso, muna-se do máximo de informações possíveis sobre seu segmento de mercado e sobre sua própria empresa. Informação é poder.

Quanto mais você conhecer, mais fácil será identificar essas oportunidades de ouro que aparecem no mercado.

Muitas vezes, é por estar inserido de forma muito aprofundada em um ambiente específico que conseguimos identificar formas diferentes de agir.

Não se canse de aprender

Nos dois itens acima falamos por alto da importância de estar disposto a aprender com o dia a dia da sua empresa.

Agora, como não poderia deixar de ser, queremos lembrar a você a importante de aprender também fora da empresa.

Se capacitar sempre foi o modo mais eficiente de se diferenciar dos concorrentes.

Porém, no mundo acelerado e em constante transformação de hoje, capacitação permanente passou a ser requisito de sobrevivência.

Todos os tipos de negócios estão passando por constantes mudanças.

Um novo processo é lançado, parceiros elaboram novos equipamentos, pesquisadores criam possibilidades diferentes, concorrentes anunciam produtos mais competitivos.

Por isso tudo você precisa estar sempre reciclando seus conhecimentos e estar aberto ao que o ensino formal pode lhe oferecer.

Pode ser um curso superior relacionado à sua empresa, uma especialização, talvez um curso técnico para entender melhor algum processo, investir em uma reciclagem de alguma certificação que já está um pouco velha… sempre é possível aprender mais.

Não se isole

Pela própria estrutura enxuta das microempresas brasileiras, é comum ver MEIs que constroem seus negócios em casa e lá permanecem.

Com as facilidades do mundo digital então, um email aqui, uma mensagem ali e pronto, negócio fechado.

Mas, para impulsionar o negócio de um MEI é essencial ampliar os horizontes de atuação.

Então, não se esqueça de estar atento a congressos, seminários, encontros e outros eventos do seu nicho mercadológico.

Esses momentos são valiosos para construir relacionamentos e diversificar sua forma de trabalhar.

Desde uma palestra que pode inspirar você a mudar alguma política interna até, quem sabe, um novo cliente grande a procura de preços justos não praticados por concorrentes maiores que você.

Tire a agenda da gaveta e comece a encontrar espaços para essas confraternizações sociais. Sua empresa agradece!

Marketing digital?

Outra dica valiosa para quem é MEI é o marketing digital. E o motivo é simples: com baixo investimento é possível ter um retorno muito interessante.

Uma campanha feita no facebook, por exemplo, não precisa de mais do que algumas dezenas de reais investidos para alcançar várias milhares de pessoas.

Assim como o ótimo resultado que uma postagem gratuita em um site pode trazer ao ser bem ranqueado em um portal de buscas.

Mídias sociais, site oficial, estratégias de marketing digital.

Tudo isso são tipos de ferramentas muito valiosas com preços razoavelmente acessíveis.

Para quem está com uma empresa pequena, não poderia existir equação melhor, não é mesmo?

Então não deixe essas possibilidades de lado. Procure se informar, se capacitar e invista no mundo online.

Disciplina e Planejamento

Nossa última dica tem a ver com as características que um microempreendedor individual (MEI) deve ter.

Como você acabou de ver, gerir uma empresa não é algo simples, embora possa ser muito recompensador.

Para alcançar a tão sonhada independência profissional e ser “seu próprio chefe” é essencial planejar e ter disciplina para perseguir o planejamento.

É claro que um planejamento sempre pode mudar porque, afinal, o mundo muda.

Mas a disciplina para perseguir as metas que você estabeleceu e o cuidado para planejar com seriedade e pé no chão esses objetivos são duas características que destacam qualquer negócio no mercado.

Por isso, já comece com o pé direito, sem se apressar e sem corpo mole.
O que você achou desse artigo? Ele ajudou você a entender melhor o que significa um MEI e o que é necessário para que uma microempresa individual tenha sucesso hoje no Brasil?

Esperamos que sim, mas se você quiser saber mais sobre o assunto, leia o nosso post sobre as dúvidas que todo mundo tem sobre o MEI.

E, claro, não se esqueça de seguir nossos perfis oficiais nas redes sociais e de continuar acompanhando as postagens do blog para outras dicas e artigos como este.