networking: reuniões de negócios

O poder do networking na hora de alcançar o seu sucesso!

Conhecer as pessoas certas sempre foi um dos princípios do empreendedorismo.

Conhecer as pessoas certas sempre foi um dos princípios do empreendedorismo.

Aqui no blog, sempre procuramos trazer bons motivos para aumentar e fortalecer a sua rede de contatos.

Mas pode ser que você ainda não tenha tanta certeza sobre como o networking impacta em seu negócio e por onde começar a organizar a sua rede.

Por isso, preparamos este conteúdo especial sobre o poder do networking, com dicas valiosas sobre este instrumento que pode te ajudar a sair do lugar.

Afinal, o que é Networking?

Pode ser que você já tenha ouvido falar muito sobre este termo mas nunca parou para realmente entender o que ele significa e de onde veio.

Networking vem do termo em inglês “net” que significa rede e “work”, que significa trabalho.

O networking nada mais é do que a sua rede de contatos dentro do contexto da sua área de atuação, seja você empreendedor em busca de iniciar um novo negócio, um empresário já estabelecido ou um profissional em busca de um novo emprego.

O networking é um instrumento de conexão de interesses e necessidades muito útil e poderoso.

É uma forma de criar uma ligações com pessoas que de alguma forma possam contribuir com o seu negócio ou ajudá-lo a desempenhar melhor o seu trabalho.

Por meio de um networking bem feito, novas possibilidades podem surgir e facilitar diversos processos dentro da sua instituição por meio de parcerias com pessoas e empresas.

A partir de agora, você vamos conhecer vários detalhes importantes sobre rede de contatos.

Pode ser que você já possua uma rede que pode ajudar a fazer o seu negócio ser um sucesso mas ainda não sabe como utilizá-la e organizá-la da melhor forma. Vamos lá?

Onde começa a minha rede de contatos?

Esta é uma pergunta bastante interessante e a sua resposta é muito simples: a sua rede começa onde você estiver: na faculdade, no trabalho, em cursos, eventos, em todo lugar.

Estamos nos relacionando com pessoas o tempo todo e a forma como estabelecemos estas relações é que fazer a diferença e podem nos ajudar a perceber quem é um bom parceiro ou não.

Um colega de faculdade, um professor, seu chefe, seu sócio ou fornecedor.

Cada pessoa com quem trocamos experiências pode vir a ser um bom contato, dependendo do que estamos procurando.

Por isso, é sempre importante ter em mente seus objetivos profissionais para otimizar a ampliação de sua rede de contatos. Vamos falar sobre isso mais adiante.

Quando falamos em objetivos, estamos falando sobre onde queremos chegar.

Seu network pode ajudá-lo de diversas formas neste sentido. Se no momento você procura uma melhor colocação profissional, você pode utilizar seus contatos para conseguir uma indicação para um novo emprego.

Caso você esteja iniciando um novo empreendimento, seu network pode ser a ferramenta que vai ter ajudar a encontrar um boa parceria ou abrir as portas para oportunidades de negócios.

Vamos supor que você atua na área do varejo.

Participar de fóruns, eventos, clubes e associações que disseminem informações sobre este setor são de extrema importância para que você se mantenha atualizado e sempre oferecendo o que há de melhor para os seus clientes.

Contudo, é evidente que conforme seus horizontes vão se expandindo, você inevitavelmente vai perceber a necessidade de encontrar outras pessoas que possam te ajudar com um determinado tema ou técnica que esteja distante daquilo que você domina.

Por isso, é interessante procurar formas de expandir sua rede para outras áreas, onde você pode encontrar perfis complementares aos seu e potencializar as ações de seu empreendimento ou ideia.

Neste caso, uma boa solução é pesquisar sobre eventos que sejam voltados para networking, bem como procurar participar de cursos e palestras voltados para a área em que você procura um parceiro.

Pode ser que em uma interação inicial você consiga entender um pouco melhor a área e os quesitos necessários para encontrar um profissional ou empresa que atendam à sua necessidade.

Qualidade > Quantidade

Quando o assunto é rede de contatos, vale a regra de ouro: qualidade vale mais do que quantidade.

Ter uma rede enorme de contatos não é o mesmo que uma boa rede de contatos e vamos dizer o porque.

As suas conexões com pessoas são valiosas. Da mesma forma como nosso conhecimento é nosso capital intelectual, nossas relações com pessoas é o nosso capital social.

Para que este valor se mantenha, é preciso que as relações estejam ativas e sejam cultivadas com atitudes de parceria, abertura e confiança.

Com uma rede de contatos imensa, isto é muito complicado de gerenciar.

Já uma rede bem selecionada, você e seus contatos poderão ser muito mais próximos e úteis uns para os outros.

Existe um fator que pode influenciar muito para que as suas relações de networking sejam mais fortes: a legitimidade.

Quanto mais legítimas e genuínas forem as suas conexões com as pessoas da sua rede, maiores são as chances de estas pessoas passarem o seu contato para outras e ajudar que a sua rede se expanda sozinha, de forma espontânea.

Por isso, lembre sempre de criar oportunidades para se relacionar de forma consistente e segura, com benefícios para ambas as partes, sem forçar a relação profissional.

É neste momento que a reputação conta muito.

Possuir uma boa reputação pode ser o seu maior ponto forte, pois desta forma, suas habilidades são divulgadas de forma natural entre sua rede de contatos, pois aqueles que já tiverem contato com você se sentirão seguros em indicá-lo para algum projeto por saberem que podem confiar no seu trabalho.

Lembre-se: habitualmente utilizamos o termo Networking, que seria o ato de estar criando redes de contato a todo momento. Na língua inglesa, quando um verbo termina com “ing” refere-se à uma ação que está sendo feita, ou seja, está em movimento. É assim que a sua rede de contatos deve sempre estar: ativa e em constante atualização.

Variedade da sua rede

Quando atuamos em um setor específico, é muito importante procurar manter conexões com pessoas de nossa própria área, com quem podemos trocar experiências sobre melhores práticas, novas tecnologias e estabelecer parcerias.

Da mesma forma, é válido criar uma relação com especialistas em áreas que você não domina e que podem te ajudar a resolver problemas que você não possua muita experiência.

Vamos pensar nisso por meio de um exemplo:

Digamos que você e seus dois sócios estejam construindo um novo negócio. Você é especialista em planejamento. Um de seus sócios é da área de marketing e o outro é focado na produção.

Você ainda vai precisar de alguém para a contabilidade, recursos humanos, design, enfim, todos os elementos que farão com que o seu novo negócio seja um sucesso.

Onde você vai encontrar as pessoas certas para garantir que tudo saia bem?

Você pode procurar de forma mais ampla, em anúncios ou pela internet.

Mas é evidente que existe uma confiança muito maior quando podemos ter a indicação de alguém sobre alguma empresa ou profissional que possa nos ajudar.

Da mesma forma, ter a possibilidade de oferecer o seu trabalho para pessoas que podem posteriormente indicá-lo para outros projetos é sempre uma ótima oportunidade. Aqui, mais uma vez, a reputação conta muito.

Um detalhe importante que sempre precisamos lembrar é que o networking é uma via de mão dupla.

Para manter sua rede sempre ativa, procure avaliar como você pode ser útil ou quais oportunidades podem surgir de parcerias com os contatos que você já tem.

Seth Godin, autor de diversos livros da área de negócios, resume bem esta questão quando afirma que  “Pessoas conectadas normalmente se beneficiam pela frequência e pelo laço de confiança”.

Procure incentivar mais conexões de oportunidades do que para simplesmente procurar resolver seus próprio problemas.

Desta forma, você dá abertura para que mais oportunidades boas para o seu negócio cheguem até você e mantem uma relação de fidelidade para um momento em que precisar de ajuda dos seus contatos.

Networking é para todo tipo de negócio?

Nesta altura você pode estar se perguntando: será que networking é algo que se aplica para o meu tipo de negócio?

Pode ser que o estabelecimento de redes de contatos seja algo que não esteja dentro do contexto de algumas áreas de atuação.

Mas vamos lá. Levando em consideração que todas as transações envolvem diversos processos e atividades diferentes e que essas relações envolvem pessoas, podemos afirmar que uma boa rede de relacionamentos é sim um fator de fortalecimento para qualquer tipo de negócios.

Esta questão vai além de apenas contribuir para a melhoria dos processos da empresa ou de encontrar profissionais qualificados para atender às necessidades.

Como comentamos no início desse artigo, o networking é uma ferramenta de conexão de interesses e necessidades.

Pode ser que nos primeiros passos de um novo negócio, algumas destas necessidades ainda não estejam claras e alguns problemas não possam ser previstos, a não ser que, de alguma forma, seja possível trocar experiências que possam contribuir para acelerar processos e evitar problemas.

Ao iniciarmos um empreendimento, podemos sentir que estamos sós em meio a problemas e considerar difícil encontrar um solução para aquilo.

Mas a partir do momento em que começamos a nos relacionar com pessoas que estão passando pelas mesmas dificuldades que nós, é possível enxergar novas soluções e criar possibilidades que antes pareciam distantes.

Como comentamos na questão de variedade de contatos, o relacionamento com pessoas de outras áreas também trás insights interessantes que alavancam nossos processos e oportunidades.

Montando a sua rede de contatos

Como comentamos anteriormente, a primeira coisa a se fazer no momento de montar a sua lista de contatos é ter em mente qual é o seu objetivo profissional.

Pergunte-se onde você está e onde você pretende chegar. O seu alvo vai dizer muito sobre os contatos que você precisa estabelecer para atingi-lo.

Por exemplo, você pode estar montando seu novo negócio ou terminando a faculdade em busca de se inserir no mercado de trabalho.

Em ambos os casos, ampliar a rede de contatos pode ser essencial, mas o foco em cada situação é bastante diferente.

Com o seu objetivo definido, você pode começar a montar a sua lista e começar a pensar em estratégias para amplia-la.

Pode ser que você já tenha alguns contatos interessantes, como por exemplo algum amigo ou professor que possa ajudá-lo.

Procure organizar estes contatos em uma planilha, classificando em categorias que façam sentido para você.

Insira nesta planilha todos as informações que você tiver disponível sobre este contato, como por exemplo nome, empresa, cargo, telefone, e-mail, onde você o conheceu, qual é sua especialidade, o que você pode oferecer em troca, etc.

Em resumo: centralize em um único meio as informações dos seus contatos e procure deixar claro sua função e as possibilidades de interação com este contato.

Com os seus contatos organizados, procure perceber em que áreas específicas seria interessante possuir mais contatos e que você ainda não tem conexões.

A partir daí, você pode começar a pesquisar sobre eventos, cursos e palestras deste assunto para participar em busca de ampliar a sua rede.

A sua de contatos precisa ser funcional e atender aos seus objetivos pessoais. A comunicação empresarial integrada pode te ajudar nisso!

Lembre-se de procurar manter um contato que estabeleça benefícios para ambas as partes, sempre pensando em formas de oferecer algo em troca da mesma forma que você espera.

Agora é a sua vez!

Agora chegou a hora da pergunta que não quer calar: como está o seu networking? Você tem procurado se relacionar para ampliar as suas oportunidades?

Aqui no blog temos muito conteúdo bacana sobre rede de contatos. Para começar, confira nossas dicas de como organizar a sua rede de contatos e comece a por em prática! Com o tempo, você vai perceber como isso vai fazer a diferença na sua carreira.