dois empreendedores conversando sobre o medo de pedir ajuda

Não tenha medo de pedir ajuda! Isso faz parte da caminhada

Abrir um negócio é fazer parte de uma minoria. Portanto, é hora de vencer o medo de pedir ajuda e, com isso, acelerar o progresso. Veja como!

A partir do momento em que você toma a decisão de um negócio próprio, começa a perceber que faz parte de uma minoria. Sim, empreendedores são uma exceção!

Ao olhar para os lados, fica fácil perceber que a maior parte dos amigos, familiares e conhecidos tem um emprego fixo. Por isso, o novo empresário já começa sua caminhada se sentindo um peixe fora d’água. Se vê incompreendido e sente que precisa provar que é capaz. E, assim, passa a caminhar sozinho. Você também já se sentiu assim?

O perigo desse sentimento é acharmos que temos que fazer tudo por conta própria. O medo de pedir ajuda é normal, mas pode nos transformar em uma ilha. No fundo, todos sabemos que ninguém conquista nada sozinho.

Portanto, é hora de vencer o medo de pedir ajuda e, com isso, acelerar o progresso. Veja como!

Por que pedir ajuda é importante

Especialmente no início de um empreendimento, o avanço se dá a passos lentos. Temos muito trabalho a fazer e, normalmente, pouca mão de obra. Muita gente começa sozinha, executando todo tipo de tarefa para que o negócio se torne uma realidade.

Mas você já parou para pensar que a ajuda externa pode alavancar o empreendimento, trazer novas visões e perspectivas? Por mais aterrorizante que seja, um pedido de ajuda pode nos fazer caminhar a passos muito mais largos.

Vencer o medo de pedir uma ajuda estratégica — seja a um amigo empresário ou a um consultor — pode fazer você abrir a cabeça, enxergar novas possibilidades, criar novos produtos e serviços, vislumbrar novas formas de divulgação.

Ao mesmo tempo, uma ajuda operacional — isto é, uma mãozinha nas tarefas do dia a dia — pode tirar um peso dos seus ombros. Pode desafogar sua agenda, reduzir o estresse, tornar o trabalho mais divertido e até mesmo liberar tempo para a estratégica.

Como vencer o medo de pedir ajuda

Acostume-se a ouvir “não”

Quando se trata de pedir ajuda, o máximo que pode acontecer é você receber um “não”. E um dos segredos está justamente aí: quanto mais acostumado você estiver a ouvir essa palavra indesejada, mais naturais serão os seus pedidos de ajuda.

Aos poucos, o medo de pedir ajuda vai sumindo. Além disso, percebemos que mesmo que uma pessoa não possa ajudar, ela pode indicar outra pessoa capaz de contribuir para o projeto. Por isso é tão importante dar o primeiro passo e pedir o auxílio.

Faça um mapa de competências

O mapa de competências é uma lista das habilidades necessárias para o seu negócio funcionar. Portanto, coloque no papel todos aqueles talentos que sua empresa precisa ter.

Depois, veja quais dessas habilidades você mesmo possui. Todas aquelas que você não possuir, terá que pedir ajuda a outra pessoa, caso contrário o negócio não irá adiante. Visualizar o mapa de competências nos ajuda a encarar a realidade de que não construiremos nada sozinhos e nos motiva a correr atrás do auxílio que for necessário.

Inspire-se em empresários de sucesso (e perceba como eles foram ajudados)

Aqui vale ler bibliografias e assistir filmes biográficos. Muitos dos grandes empresários começam do zero e, para isso, precisam pedir ajuda a amigos, a familiares, ao banco, etc. Mas uma coisa todos eles têm em comum: correm atrás do que querem.

Aproveite para se inspirar naquela lenda dos negócios que você admira e comece a se informar sobre as situações em que essa pessoa também foi ajudada.

Por fim, peça ajuda às pessoas certas

Todos nós temos alguns amigos ou conhecidos que adoram ajudar e que, muitas vezes, são bastante prestativos. Porém, nem sempre significa que essas são as pessoas certas nos apoiar.

O ideal é que a pessoa que está ajudando você seja especialista no que ela faz, pois assim fará com naturalidade e eficiência. E se você precisar de ajuda para definir os rumos do negócio, pode ser preciso recorrer a um mentor mais experiente. Esse mentor pode ser desde um profissional de consultoria até alguém próximo de você, desde que essa pessoa já tenha uma empresa de sucesso.

Fique um pouco mais aqui no Saia do Lugar. Aproveite para ler o artigo: Não desista se a sua jornada empreendedora for embaraçosa no início.