Mas e se der certo?

A dica de hoje foi dada por Seth Godin em seu blog.

A dica de hoje foi dada por Seth Godin em seu blog.

O Dr. Dre licensiou seu nome para uma linha de fones de ouvido de alta performance. Eu não tenho ideia do valor de seu royalty, mas imagino que seja algo em torno de U$ 20 por fone vendido.

Em algum momento da negociação, talvez alguém tenha dito “Espere um pouco! E se isso fizer sucesso? E se nós formos os maiores vendedores de fones de ouvido da história? Sei lá, passando de 5 milhões de unidades vendidas? Isso significa que ele vai levar U$ 100 milhões. Isso é um absurdo! Precisamos colocar um limite nisso.

Frequentemente nós hesitamos em dividir os lucros a mais com alguém que está se arriscando, porque nos preocupamos que talvez (só talvez) esse risco valha a pena e esse alguém faça uma fortuna…

O ponto é, se ele fizer uma fortuna, você fará 5 fortunas. Não se preocupe com isso. Vá em frente e dê a oportunidades para que outros tenham esse risco recompensado. Mais do nunca, as pessoas estão motivadas com as oportunidades que vêm com a escala.

Lembre-se, apostar no risco e no lucro futuro não significa pedir serviços pelos quais você não quer/pode pagar. Veja mais na entrevista sobre como lidar com clientes que não querem pagar pelo serviço.

Se quiser dicas diárias sobre como lidar com o risco de empreender, assine nosso RSS ou siga-nos no Twitter: @empreendemia.

  • Eu acredito que a participaçao nos lucros da empresa (mesmo MPEs) seja uma forma de motivar e responsabilizar mais a inteira equipe, nao so os socios.. mas pelo que sei, no Brasil essa cultura ainda nao se afirmou, ne??
    http://imprendo2012.blogspot.com/

    • Gmartins Mkt

      Nas melhores empresas, sim. Não é a toa que são as que tem melhores resultados. Em tempos de encargos trabalhistas extorsivos para as empresas, a máxima é: “É melhor pagar bem a pouca gente boa do que pagar pouco a vários incompetentes”.