Procure trazer um intraempreendedor para a sua equipe!

**Pessoas são um dos principais ativos para qualquer empresa!** Afinal, não basta ter um [modelo de negócio](http://saiadolugar.com.br/modelo-de-negocio/?utm_source=blog&utm_campaign=rc_blogpost) sólido ou uma marca consolidada no mercado se não há gente boa para estar na linha de frente disso tudo e gerenciar toda a sua operação com maestria.
Porém, formar uma equipe já trouxe muitas dores de cabeça para muitos empreendedores. Que atire a primeira pedra, o empreendedor que nunca falhou nesse processo e nunca trouxe colaboradores desalinhados com a cultura e objetivos do negócio!

Soma-se a isso, o fato de que a disputa por jovens talentos do mercado está cada vez mais acirrada. Há casos em que esses talentos tem a condição e o privilégio de escolher onde querem trabalhar, por isso, atrair esse tipo de profissional se tornou uma tarefa cada vez mais árdua.

Um dos diferenciais desse tipo de profissional é a sua atitude empreendedora de querer realizar algo grandioso, independente do cargo em que ocupa e de onde esteja. Esse profissional é o que chamamos de Intraempreendedor!

Portanto, continue lendo esse post para saber mais sobre o intraempreendedor e também a entender como incentivar e contratar esse perfil de colaborador!

Quem é o intraempreendedor?

Antes de apresentar a figura do intraempreendedor, vamos apresentar o conceito do intraempreendedorismo, que é uma modalidade do empreendedorismo praticado por colaboradores de uma empresa, partindo do princípio que empreender é algo ligado às atitudes e estilo de vida do que algo preso a um cargo.

O profissional que é considerado **intraempreendedor **possui, acima de tudo, a capacidade de analisar cenários e encontrar oportunidades de forma diferenciada, e assim, busca criar e implementar essas ideias, independente da posição em que está ocupando. Ou seja, ele ajuda a girar a máquina de criação e execução de novas ideias.

Colaboradores que são intraempreendedores são ideais para empresas que buscam se diferenciar em seu mercado, pois agregam um alto valor para o ambiente de trabalho e o negócio em si.

Características de um intraempreendedor

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o intraempreendedor e também entende o quão benéfico ele pode ser para sua empresa, vamos apresentar algumas de suas características.

Obviamente que cada colaborador sempre terá características particulares que são específicas e pessoais, porém quando ele é um intraempreendedor é possível identificar características que são inerentes a todos eles, como por exemplo: o inconformismo, a ousadia e a criatividade.

Outras características desse profissional que merecem destaque são:

  • Capacidade de arriscar;
  • Proatividade em buscar fazer coisas novas dentro da empresa;
  • Visão completa e abrangente do funcionamento do negócio;
  • Facilidade em encontrar oportunidades escondidas;
  • É apaixonado pelo que faz;
  • Aberto à novas ideias;
  • Arriscam fazer coisas novas, mas também procuram minimizar qualquer risco de ações incertas;
  • Buscam conhecimento complementar;
  • Preferem pedir perdão do que pedir permissão.

Ainda há outras características, porém é importante ficar claro que acima de tudo eles se comportam como empreendedores dentro de sua área de atuação e da empresa em que trabalham, pois possuem espírito empreendedor!

Incentivando a cultura intraempreendedora

Empreendedores que fomentam o intraempreendedorismo dentro da sua própria empresa estão fazendo um bem não somente para si, mas também para o próprio negócio. Por isso, eles devem sempre estar atentos aos colaboradores que possuem esse perfil.

Nesse contexto, a geração Y costuma se enquadrar perfeitamente para esse escopo profissional, pois são jovens sedentos por engajamento e agregar valor por onde passa.

A grande verdade é que **não existe uma receita pronta para estimular essa cultura dentro da empresa, pois cada uma deve procurar entender como pode viabilizar isso o quanto antes para encontrar o caminho a ser trilhado nessa jornada. **

Para auxiliar com esse desafio, vamos citar  algumas ações para ajudar você a fomentar essa cultura na sua empresa:

  1. Peça para seus colaboradores, sugestões de como eles podem ter mais autonomia no trabalho. É possível fazer isso através de uma pesquisa de clima;
  2. Identifique as pessoas que já possuem essa cultura dentro de si e peça ajuda para incentivar esse tipo de comportamento dentro da empresa, propondo que sejam “donos” desse processo;
  3. Empodere todo o seu time através de um canal aberto para sugestões e ideias. Isso pode ser feito através de ferramentas internas da empresa ou até mesmo em seu espaço físico através de post-its, por exemplo;
  4. Implante ferramentas que incentive seus colaboradores a pensar em objetivos a curto, médio e longo prazo, como por exemplo, a cultura de OKRs (Em inglês, Objetive Key Results). Essa estratégia deu muito certo para o Google;
  5. Faça uma reflexão sobre a sua liderança dentro da empresa. Ela está sendo inspiradora? Os seus colaboradores conseguem te identificar como alguém que estimula a cultura intraempreendedora dentro da própria empresa e isso os motiva a seguir por esse caminho? Reflita e faça correções necessárias em seu dia a dia;
  6. Estimule o próprio time a compartilhar conhecimento com os demais. Esse conhecimento não precisa necessariamente ser algo ligado a empresa ou a atividade que desempenha. O importante é que eles possam aprender consigo mesmos a serem mais empreendedores;
  7. Nessa mesma linha, convide pessoas externas a compartilhar conhecimento empreendedor com seu time, isso ajuda para que todos tenham referências externas à empresa;
  8. Delegue as atividades e atue como um mentor para ajudar na concretização delas. Um líder centralizador fere os princípios de qualquer cultura intraempreendedora;
  9. Não tenha medo de formar e dar asas a novos empreendedores!

Como recrutar profissionais intraempreendedores

Profissionais com características intraempreendedoras são valorizados pelas empresas e por isso a procura por eles vem aumentando a cada dia, sendo que, conforme falamos na introdução desse post, eles possuem condições de escolher em quais delas querem trabalhar.

Por isso, recrutar esse tipo de talento não é fácil, mas também não é impossível! Porém, também não há uma receita pronta para esse processo, a empresa precisará criá-lo e entender qual é a melhor maneira de convencê-los a fazer parte de seu quadro de colaboradores.

Para isso, é preciso que a** empresa mostre que tem condições de oferecer um ambiente de desenvolvimento contínuo e que há oportunidades de crescimento em seu dia a dia. **

Ter um código de cultura ou culture code aberto ajuda bastante a encantar esse perfil de profissional. Tomamos como exemplos, a Netflix, a Rock Content e a Resultados Digitais, que possuem seus respectivos culture code abertos para qualquer um consultar.

Junto a isso, elabore um processo seletivo que seja transparente e completo. Nele, coloque etapas práticas com o objetivo de identificar características intraempreendedoras, e não somente as técnicas para a função, nos candidatos.

Procure também, tornar essa seleção algo que irá propiciar muito aprendizado para os candidatos já no próprio processo, mostrando que a empresa está agregando valor a eles antes mesmo de virarem seus colaboradores.

O mundo do empreendedorismo vem caminhando de forma cada vez mais acelerada nos últimos anos e um empreendedor não consegue mais seguir um ritmo de crescimento se trabalhar sozinho!

Por isso, estar acompanhado de profissionais com o perfil intraempreendedor é essencial para crescer cada vez mais em busca de seus objetivos e propósitos.

**Gostou desse post? Que tal saber agora sobre **Como aumentar a Taxa de Conversão das suas vendas?

comments powered by Disqus