De inscritos a downloads: como Felipe Neto lançou seu próprio aplicativo que já superou Whatsapp, Facebook e Instagram

De inscritos a downloads: como Felipe Neto lançou seu próprio aplicativo que já superou Whatsapp, Facebook e Instagram

Um dos youtubers mais famosos do Brasil, Felipe Neto divide a opinião de várias pessoas. Seja você um fã ou um hater, é preciso reconhecer a trajetória empreendedora de sucesso que ele vem trilhando

Você faz parte de qual time? Fãs “corujas” ou haters de Felipe Neto?

Ele é um youtuber brasileiro que divide opiniões, tem quem ame e quem…

…digamos, não goste tanto assim.

Independente de como você sinta em relação a ele, é inegável que entre erros e acertos, Felipe conquistou o sucesso como youtuber. Com mais de 14 milhões de inscritos, o seu canal é hoje o terceiro mais assistido do Brasil.

Em todos esses anos, Felipe Neto acumulou experiência, tanto no Youtube quanto como empreendedor e, consequentemente, muito conhecimento. Por isso, decidimos fazer este post para contar a sua história e exibir dicas valiosas sobre a sua trajetória.

História

Felipe Neto Rodrigues Vieira nasceu no Rio de Janeiro e antes de fazer sucesso no Youtube, ele morou com a mãe, avó e irmão em uma casa na zona norte do Rio. Durante infância e adolescência, ele cresceu vendo sua mãe acumular dívidas e tentando administrar da melhor maneira a vida financeira da família.

Hoje, a realidade de Felipe é bem diferente. Ele mora em uma mansão, em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, avaliada em R$ 6,5 milhões, com seis quartos, oito banheiros e uma sala de cinema.

E, claro, ele não iria perder a oportunidade de mostrá-la ao público:

Porém, vamos voltar alguns anos atrás e contar como ele conseguiu chegar até aqui.

A vida profissional de Felipe Neto começou aos 13 anos, como vendedor em uma loja de produtos para camelô. Desde então, já foi atendente de serviço de telemensagem, estagiário de design gráfico, deu aulas na internet, ocupou o cargo de diretor de arte, virou sócio de uma agência de design e hoje em dia atua como empresário e ator.

Durante todo esse tempo, ele conciliava o trabalho com aulas de teatro, praticadas desde os doze anos de idade.

Felipe não chegou a fazer uma faculdade, mas se considera autodidata e apaixonado por livros.

“Eu sou um péssimo aluno. Sempre funcionei muito mal tendo que aprender com alguém me ensinando, e isso me fez buscar alternativas. Sou autodidata, mas não no sentido ‘gênio’ da palavra. Eu aprendo com literatura. Não tenho faculdade mas leio compulsivamente.”

Profissão youtuber

A mudança dos palcos para a tela de uma câmera foi desafiadora. A preocupação com enquadramento, luz, som, aúdio e outros detalhes envolvidos na produção de um vídeo eram completamente diferentes dos obstáculos de uma peça de teatro.

Mesmo sem muita estrutura e guiado por dicas encontradas na internet, Felipe que na época tinha 22 anos, criou o seu primeiro canal no Youtube. De acordo com ele, foi algo que começou por acaso, após diversos acontecimentos pessoais:

“Em 2008 tinha perdido tudo na minha vida, tinha voltado para a casa da minha mãe, estava mal. No começo de 2010, eu não aguentava mais, estava mal mesmo! Precisava fazer alguma coisa. Em um desses lapsos de: “preciso fazer alguma coisa”, pensei: “Vou pegar aquela câmera e gravar qualquer coisa que vier à minha cabeça.”

Semelhante a um programa de tv, o canal era composto por vários quadros. Um dos primeiros e mais famosos foi o “Não Faz Sentido” que foi gravado no quarto do próprio Felipe.

A sua marca registrada era um óculos escuro e críticas sem filtro sobre os mais diversos assuntos, desde política, comportamento de famosos até filmes famosos da época, como o “Crepúsculo” que você pode conferir no vídeo abaixo:

De acordo com Felipe, ele nunca teve grandes pretensões com o canal, mas mesmo assim, em 2012, alcançou a marca de um milhão de inscritos. Algo que nunca tinha sido conquistada por um canal brasileiro no Youtube.

Esse foi apenas o começo da carreira de sucesso de Felipe Neto.

A fama

O reconhecimento no Youtube abriu várias portas. Convites para campanhas publicitárias, participações na televisão, programa no Multishow, um quadro de humor na Globo.

Porém, também trouxe dificuldades, como a depressão. O medo de não ser bom o suficiente e de perder tudo o que foi conquistado sempre foram obstáculos.

Isso poderia ter paralisado Felipe, mas ele não deixou que isso acontecesse. Ao contrário, ele decidiu se desafiar. De youtuber a empreendedor, Felipe criou uma produtora própria, a Parafernalha.

O canal com o mesmo nome da produtora no Youtube foi o primeiro do país a atingir 2 milhões de inscritos e a produzir a primeira série da Netflix no Brasil, estreada em 2013, com o nome de “A Toca”.

O seriado de humor se baseava na já conhecida “The Office” e mesclava bastidores da produtora com outras esquetes. O roteiro era feito por Felipe Neto junto com outros profissionais e contou ao todo com três episódios de 30 minutos cada.

Após o sucesso da Parafernalha, Felipe em parceria com a Maker Studios – uma das maiores empresas que atuam no Youtube – criou a Paramaker Network (uma união da Parafernalha com o estúdio norte americano).

Tudo estava caminhando bem, mas Felipe não estava satisfeito:

“E em 2011 resolvi empreender, pegar o que os vídeos tinham me proporcionado em termos financeiros e de contatos. Criei o Parafernalha e a Paramaker. Foi um empreendimento que deu certo, cresceu horrores, comecei com 4 pessoas trabalhando em uma salinha minúscula e, em 2015, tinha 90 funcionários! Mas eu já estava há três anos afastado dos vídeos, da audiência, voltado para a empresa, e percebi que estava infeliz. Sou um cara muito radical, mudo muito rápido, decido abrir mão das coisas se aquilo não estiver me fazendo bem. Então resolvi vender tudo e voltar para o YouTube”

Foi nesse momento, que tomou a decisão de vender o controle da “Paramaker Network” para a Webedia, uma multinacional francesa que atua no ramo de entretenimento digital, e ficou como responsável pelo núcleo criativo da empresa.

No mesmo ano, Felipe voltou ao teatro. Inspirado em seu canal, a peça “Minha Vida Não Faz Sentido” ganhou e ultrapassou os palcos, sendo filmada e divulgada pela Netflix Brasil.

Retorno ao Youtube

O tão desejado retorno ao Youtube não foi algo fácil. Afinal, o público que acompanhou a sua estréia no canal já não era mais o mesmo após essa pausa.

Felipe precisou se reinventar para ser novamente relevante. Segundo ele, foi o maior desafio que já passou. Para superá-lo estudou muito e colocou em prática tudo o que já tinha aprendido como empreendedor.

O primeiro passo foi entender como as pessoas viam quem era o Felipe Neto. Ele descobriu que o seu nome era associado a palavras como chato e reclamão.

Foi então que ele decidiu investir em uma estratégia de reposicionamento de imagem. Ele queria deixar para trás essa imagem de uma pessoa que só sabe falar mal dos outros e passar a ser visto mais como um apresentador.

Como uma pessoa que gosta desafios, Felipe apostou em 2016 que pintaria o seu cabelo de loiro platinado caso o seu canal alcançasse 7 milhões de inscritos até o dia 31 de dezembro.

E não é que deu certo e ele cumpriu a promessa? A marca de inscritos desejada foi alcançada mais de um mês antes do prazo.

Para se ter uma ideia, em 2015 quando retornou ao Youtube, Felipe tinha 5 milhões de inscritos. Já na metade deste ano, ele já alcançou os impressionantes 13 milhões.

Novos projetos

Ainda em 2017, mais especificamente em agosto, Felipe junto com seu irmão Luccas, criaram o canal “Irmãos Neto”. O lançamento foi transmitido ao vivo da mansão em que moram e contou com 316 mil pessoas assistindo simultaneamente.

Esse foi apenas um dos recordes quebrados. Além de ultrapassar a marca de espectadores de vídeos ao vivo no YouTube, que era de 240 mil, o canal também bateu o recorde mundial de 1 milhão de fãs em menos de 24h e 2 milhões nos primeiros 10 dias no ar.

Se o Youtube já estava rendendo bons resultados, era hora de partir para novos desafios. No dia 28 setembro deste ano, Felipe lançou o seu aplicativo “Felipe Neto Ofical”, em uma parceria exclusiva com a Fanhero.

Disponível no Google Play

Imediatamente o app se tornou um sucesso. Com ele, os fãs, apelidados carinhosamente como “corujinhas”, podem acompanhar todos os passos da vida de Felipe, ter acesso a conteúdo exclusivos, participar de promoções e, claro, interagir mais com o youtuber.

Apenas no primeiro dia de lançamento, foi ultrapassado mais de 400 mil downloads, superando WhatsApp, Facebook e também Instagram, segundo a Exame.

Dicas de empreendedorismo no Youtuber

Felipe surpreende fãs e haters a cada novo trabalho, já que é inegável o sucesso de seus projetos. Com metas ousadas e muito trabalho, ele já quebrou e ainda quebra recordes que hoje não mais se concentram apenas ao canal do Youtube.

Ao conhecer toda a trajetória, foi possível ver que Felipe Neto é um empreendedor de sucesso que sabe muito bem acompanhar tendências e se adaptar às mudanças no mercado.

Por isso, separamos algumas dicas. Confira!

Acredite no que você faz

Felipe foi pioneiro no Youtube e por isso, escutou de muitas pessoas que aquilo não era algo que teria futuro ou poderia um dia virar uma profissão. Porém, ele não deixou que isso afetasse o seu desejo e passou a se esforçar para alcançar o que queria.

“Muita gente acha que ser youtuber não é profissão. Por causa do choque de gerações, talvez…E muitas críticas procedem, porque há mesmo pessoas que só dormem, comem, jogam vídeo game e gravam duas vezes na semana. Então fica uma sensação de injustiça, de aceitar que alguém fazendo ‘tão pouco’ possa ganhar muito. Mas meu ritmo é outro, é profissionalizar o que estou fazendo”.

Crie vídeos divertidos

Além de serem bem feitos, os vídeos são uma forma de entretenimento e por isso, precisam ser bem planejados e elaborados em vista desse objetivo.

“Outro erro comum é fazer vídeos muito longos. Eu, hoje, faço videos de 15 minutos, mas, no início, eram 4 minutos. O usuário só vai te assistir muito tempo se você for conhecido e, mesmo assim, tem que ter cuidado.”

Trabalhe, trabalhe e trabalhe

Ter sucesso como youtuber não é uma tarefa fácil, mas isso não quer dizer impossível. Felipe não esconde que precisa trabalhar muito para conquistar tudo o que já alcançou e manter seus fãs engajados, mas deixa bem claro que não adianta trabalhar pouco e depois reclamar dos resultados atingidos.

“Se dormir um pouco menos e se dedicar um pouco mais, se trabalhar de fato, se esforçar, é possível. Lanço um por dia e, a cada dois dias, mais um extra. São 45 vídeos por mês. Enquanto isso tem youtuber jogando vídeo game e falando que é muito difícil…”.

Seja criativo

Criatividade não é igual inspiração. Para ser criativo é preciso exercitar esse tipo de pensamento. Ou seja, criatividade é fruto de trabalho duro.

“As pessoas têm essa mania de achar que criatividade é resultado de uma inspiração. Não é! Inspiração é desculpinha de criança de 5ª série que não quer escrever redação no colégio. Não existe esse papo. É óbvio que tem dias que você vai estar mais inspirado ou menos inspirado. Mas para mim é muito claro: é sentar a bunda na cadeira e não sair enquanto não tiver planejado X vídeos. E nisso muita gente falha! Ouço gente dizendo que está sem ideias… Está sem ideias porque não parou para ficar focado naquilo até surgir uma ideia”.

Fique de olho nas novidades do mercado

Para estar sempre atualizado Felipe acompanha outros canais, inclusive estrangeiros, para tirar ideias de novos quadros. E você pode e deve fazer o mesmo!

“O Desafio Tente Não Rir era feito nos Estados Unidos. Vi e achei que daria um resultado legal aqui. Explodiu e agora todos os youtubers começaram a fazer. Por que ninguém tinha feito antes? Porque ninguém parou para estudar o conteúdo lá de fora. Estudando, planejando, se dedicando e executando o que foi estudado, você consegue crescer.”

Conclusão

Independente se você gosta ou não do Felipe Neto, é indiscutível o sucesso que ele vem conquistando ao longo dos anos.

Desde o seu primeiro vídeo, Felipe trabalha para conquistar cada vez mais inscritos e visualizações em seus canais.

Sem medo de se reinventar e arriscar, ele é um exemplo de empreendedor para você se inspirar.

Como nem tudo são flores, o sucesso inesperado fez com que Felipe desenvolvesse depressão. Hoje, ele afirma que sabe conviver bem com essa situação, mas que fez questão de contar sobre essa intimidade para ajudar na discussão desse problema.

Mesmo sem ter feito faculdade, ele não deixou que isso se transformasse em um obstáculo. Ao contrário, se esforçou ainda mais para aprender e tentar se manter atualizado sobre os mais diversos assuntos.

Gostou de conhecer a história de Felipe Neto? Animado em começar sua própria empresa? Então confira 8 dicas de como ser empreendedor para ter sucesso na sua carreira

  • Marcelo Maia

    Falar que o aplicativo superou o whatsapp, facebook foi tao estupido que eu parei de ler depois do titulo..