mulher acessando sua fan page no Facebook

Entenda o que é uma Fan Page no Facebook e como ela pode gerar resultados incríveis para sua marca

Ter uma fan page atualmente é quase que obrigatório, mas você sabe o que é exatamente? E como criar a sua? Te mostramos neste post!

Que o Facebook está presente na vida da maioria das pessoas, não há mais dúvidas. Segundo dados da própria rede, só no Brasil são mais de 75 milhões de usuários ativos no canal.

Não importa o ramo do seu negócio nem o produto ou serviço que você oferece, seus clientes usam a rede em seu dia a dia e, se você ainda não a usa, pode estar perdendo um potencial de comunicação gigantesco para sua empresa.

A fan page empresarial (página de marcas no Facebook) é o espaço para se aproximar do público-alvo, conhecê-lo melhor, atendê-lo e convencê-lo de consumir na sua empresa. Otimizando as estratégias de marketing da sua marca.

A seguir, vamos mostrar como aproveitar esse meio para aumentar vendas e fidelizar clientes. Confira!

1. Saiba a diferença entre página e perfil

Muita gente abre uma conta no Facebook para a sua empresa sem saber que existe uma diferença básica entre perfil e página. O perfil é feito para pessoas físicas e é a conta padrão da rede social, que você usa para adicionar pessoas e fazer posts para a sua rede de contatos direta.

Já a página (ou fan page) é própria para as marcas e, em vez de amigos, reúne fãs da empresa, que curtem a página para receber o conteúdo postado por ela.

Para criar uma página, é necessário ter uma conta pessoal antes e, com ela, você consegue uma série de dados sobre os fãs da sua empresa, além da opção de fazer posts pagos (ou patrocinados), que funcionam como anúncios dentro do Facebook. Mais pra frente vamos falar melhor sobre isso.

2. Comece fazendo o planejamento

Se você ainda não tem uma fan page da sua empresa, pesquise sobre esse canal de comunicação antes de abrir a conta. Além de ler esse texto, leia os termos de uso do Facebook, procure as páginas da sua concorrência e faça uma análise de como elas atuam nesse meio.

Coloque-se no lugar do seu cliente e pense no que ele gostaria de receber de conteúdo da sua empresa.

Não adianta divulgar um monte de informação se você não tem um norte, um objetivo final com sua comunicação. Por isso é importante fazer uma pesquisa de mercado na rede social antes e, só então, definir as estratégias e colocar a mão na massa.

3. Crie a página da sua empresa

Uma vez que você já sabe o que vai falar para seu cliente, aí sim é o momento de criar a fan page. A conta precisará estar conectada à sua conta pessoal, e nem pense em criar um perfil falso para isso!

O Facebook exige que a conta da fan page esteja conectada à de uma pessoa real, podendo deletar a página se descobrir irregularidades posteriormente (imagina perder todos os fãs conquistados?).

Assim, para criar a página, o primeiro passo vai ser a definição da categoria do seu negócio. As opções que a rede social disponibiliza são:

Negócio local

Serve para páginas de estabelecimentos comerciais como lojas, restaurantes, bares, lanchonetes, padarias, baladas, cinemas, aeroportos, hotéis, hospitais, etc.

Estando nessa categoria, sua empresa entra no Facebook Places, espaço criado para as pessoas sugerirem negócios para seus amigos — ou seja, propaganda gratuita para a sua marca.

Empresa, organização ou instituição

Uma empresa mais generalizada, que não vende nenhum produto palpável nem serviços locais, entra nessa segunda categoria.

São exemplos de empresas, organizações ou instituições os contadores, as agências de empregos, marceneiros, indústrias, entre outros.

Marca ou Produto

Para divulgar produtos ou serviços específicos da sua marca, é possível criar uma página para eles. Principalmente para empresas maiores, com grande portfólio de produtos, essa estratégia pode ser interessante para segmentar o público.

Artista, banda ou figura pública

Nessa categoria, como o próprio nome já indica, entram pessoas famosas que precisam de um canal para se comunicar com os fãs.

É o caso por exemplo de artistas, bandas e figuras públicas de uma forma geral e que precisam desse tipo de exposição.

Entretenimento

A categoria de Entretenimento, mais ampla, é utilizada para divulgar eventos que ocorrerão em uma determinada região, como shows, lançamentos de filmes ou peças de teatro. Também serve para portais de notícias e blogs, por exemplo.

Com a página criada é possível reunir as pessoas interessadas e criar um evento no Facebook para que elas não se esqueçam da data.

Causa ou Comunidade

Essa categoria serve para a criação de uma comunidade de pessoas para troca de informações. Pode ser em torno de uma causa social ou de qualquer outro tipo de assunto, como vagas de emprego em uma cidade ou receitas culinárias de uma dieta, por exemplo.

Dentro de cada uma dessas categorias listadas, o Facebook oferece ainda uma série de subcategorias empresariais. É importante analisar bem em qual delas a sua empresa se encaixa, já que essa fase do processo de criação da fan page é decisiva e não pode ser alterada posteriormente.

4. Crie uma identidade personalizada

Depois de criar a fan page, é hora de customizá-la com a identidade visual da sua empresa. Personalize imagens para colocar como fotos de capa e perfil, que servem de vitrine da sua marca no Facebook.

Você pode usar o logotipo em fundo colorido na foto do perfil e fazer uma complementação na foto de capa, utilizando o mesmo fundo, por exemplo.

Mas atenção: em ambas as imagens é preciso obedecer aos tamanhos do Facebook, então, se precisar, não hesite em contratar ajuda especializada, como uma agência de publicidade que possa criar as imagens e alterá-las pra você sempre que necessário (no caso de uma campanha, por exemplo).

5. Complete as informações do perfil

Depois de inserir as fotos de capa e perfil, o Facebook pedirá que você preencha algumas informações sobre o negócio, como site, telefone, endereço e horários de funcionamento.

É importante que esses dados estejam sempre atualizados, já que é por meio deles que seus clientes saberão se a loja está aberta ou não, como podem entrar em contato, etc.

Lembre-se de que o Facebook é um dos primeiros resultados nos buscadores e, muitas vezes, é por meio dele que os clientes buscam esse tipo de informação sobre as empresas e não no site oficial.

6. Delegue funções na fan page

Ao entrar em “Configurações”, você identificará no menu a opção “Funções Administrativas”. Nesse painel, é possível inserir outras pessoas como responsáveis pela página. A rede social oferece diferentes perfis administrativos para a página, de acordo com as suas necessidades. São elas:

  • Administrador: com acesso total à página, pode alterar tudo.
  • Editor: consegue alterar a descrição da página, criar posts e anúncios, interagir com os clientes e ver informações da página para relatórios — como gráficos e estatísticas.
  • Moderador: pode interagir com o público, criar anúncios e ver dados para relatórios, mas não pode fazer posts.
  • Anunciante: consegue apenas criar anúncios e ver os dados para relatórios.
  • Analista: é o perfil mais simples, que apenas consegue ver dados para relatórios.

É importante criar diferentes perfis, mesmo que de amigos seus ou familiares (caso você não queira confiar essa responsabilidade a um funcionário), porque caso sua conta seja bloqueada pelo Facebook, você garante o acesso à fan page por outras contas.

7. Faça posts exclusivos

Antes mesmo de chamar seu público para curtir a fan page, crie pelo menos cinco posts e publique na página. Assim, as pessoas terão uma ideia do tipo de conteúdo que receberão e estarão mais motivadas a clicar no botão curtir.

Para fazer conteúdos realmente relevantes para o seu público-alvo, invista em uma linha visual personalizada para a sua empresa. Se for postar conteúdo que não é seu, dê o crédito. E procure escrever pouco. As pessoas preferem assistir a um vídeo ou curtir uma foto do que ler um textão, ainda mais de empresas.

A ideia é sempre chamar a atenção dos clientes, não afastá-los!

Na dúvida, pesquise referências de páginas que fazem sucesso na rede e tente entender por que o público gosta tanto do conteúdo delas.

8. Crie anúncios pagos

Uma opção que o Facebook oferece para as fan pages são os anúncios pagos. Com pouca verba, você consegue investir na página como um todo (para que as pessoas curtam a fan page) ou nos posts individualmente (para incentivar a interação com os mesmos).

O próprio Facebook apresenta alguns casos de sucesso para você se inspirar nas boas práticas para atrair mais clientes.

Sabendo os objetivos que você quer alcançar e reservando uma verba mensal para isso, você consegue alcançar milhares de pessoas, com diferentes formatos de anúncios e segmentação de público. Estude a melhor opção para a sua empresa e lembre-se de que toda campanha precisa ter menos que 20% de texto na imagem.

O valor que você vai investir em cada campanha depende do formato do anúncio e dos objetivos. Mas é importante que você conheça as diferentes formas de pagamento oferecidas:

  • Por impressão: pagamento por visualização do anúncio.
  • Por CPM: custo fixo para cada mil impressões.
  • Por custo por ação: pagamento por ações específicas, como curtidas na página, cliques em links, downloads de apps, etc.

Para cada tipo desses você consegue limitar pagamentos mínimos e máximos, tanto por dia quanto pela duração completa da campanha (chamada “lifetime budget”).

O valor mais baixo possível é US$ 1,00 e não há limite máximo, sendo que você pode ajustar a quantia ao longo da campanha, de acordo com os resultados (o Facebook mostra como o anúncio está indo, com gráficos, estatísticas, etc. na página de gerenciamento de anúncios).

Outra dica para criar uma campanha é ler o Guia de Anúncios da rede social, com mais explicações sobre formatos, tipos de conteúdo (foto, texto, vídeo), entre outros.

9. Interaja com seus clientes

Não se esqueça de que as redes sociais foram criadas para que as pessoas pudessem interagir entre si. E isso não é diferente entre as marcas e seus clientes.

Além de criar posts, é importante acompanhar os comentários que seu público faz neles, as mensagens que te mandam e posts que fazem na própria linha do tempo da fan page.

Responda aos seus clientes com carinho e paciência, mesmo quando o feedback deles for negativo. No mínimo, o comentário servirá como insight para alguma melhoria na sua empresa.

As interações entre empresas e clientes são tão importantes para o Facebook que foi criado até um selo para as marcas que respondem mais rápido aos seus fãs!

10. Acompanhe o andamento da fan page

Outro ponto importante para quem vai administrar a página da empresa é fazer relatórios periódicos sobre a performance dos posts e da fan page.

Faça uma análise de tempos em tempos de que tipo de conteúdo faz mais sucesso com seu público-alvo (para investir em mais posts nessa linha daqui pra frente) e aqueles que não dão muito certo (para não fazer mais).

Saiba se os anúncios estão dando certo ou não, se é preciso mudar a segmentação, o formato ou alguma outra diretriz nas próximas campanhas que for fazer.

Tirar insights da página fica fácil com os painéis no menu “Informações”, no topo da fan page. Acessíveis apenas para quem tem perfil administrativo, esses painéis oferecem uma série de dados, como:

  • Ações realizadas na página: quem curtiu ou clicou para saber mais informações sobre a marca no “Sobre”;
  • Visualizações da página: quem entrou na página, mesmo que não tenha clicado em nada;
  • Curtidas na página;
  • Alcance: número de pessoas alcançadas pelos posts;
  • Vídeos: quantas vezes as pessoas visualizaram os vídeos da página por pelo menos 3 segundos;
  • Eventos: engajamento nos eventos criados pela página;
  • Pessoas: perfil demográfico e geográfico do seu público;
  • Total de conversas: mensagens trocadas entre a empresa e seus clientes;
  • Capacidade de resposta: o tempo médio em que a marca responde ao público.

Todos esses dados (mostrados em gráficos, editáveis por período e baixáveis) servem para que a marca possa mensurar seus resultados de atuação no Facebook. A ideia é sempre otimizar esses números, por isso é tão importante acompanhá-los de perto.

Como qualquer ferramenta de marketing digital, o Facebook é um espaço que, para trazer resultados reais em vendas e fidelização de clientes, precisa ser bem utilizado.

Então se você quer mandar bem na sua fan page, estude bastante sobre esse meio e dedique tempo para se planejar, criar estratégias e campanhas matadoras — lembrando-se sempre da avaliação constante dos resultados e da interação com o público.

Curtiu as nossas dicas? Quer tirar melhor proveito das redes sociais para o seu negócio? Saiba como implementar marketing no Facebook na sua empresa!