ética e empreendedorismo

Ética e empreendedorismo: como fazê-los andar juntos?

Aprender sobre ética e empreendedorismo é fundamental para qualquer empresário em busca de oportunidades para se destacar.

Na atual situação brasileira, em que diversos escândalos têm sido pautas principais de jornais e revistas, falar sobre ética e empreendedorismo é essencial.

É impossível abordar esse tema sem lembrar de famosos casos: mensalão, petrolão e diversas delações de gestores de grandes empresas colocam em xeque e demonstram a fragilidade da ética no mercado.

Aprender sobre esse assunto delicado é fundamental para qualquer empresário em busca de oportunidades para se destacar.

Afinal, qual é a função da ética no mundo empresarial?

Seguramente podemos afirmar que o empreendedorismo está na moda! Isso quer dizer que o volume de pessoas em busca de uma autonomia no mercado de trabalho aumenta, elevando também a concorrência.

A ética nesse mercado é o que distingue um bom profissional de um oportunista: demonstrar preocupação nos seus atos, respeitar a todos, bem como promover ações de responsabilidade social e sustentabilidade são práticas fundamentais para se destacar no mercado.

Promover o combate à corrupção e a luta pela transparência pode gerar diversos benefícios:

  • empresas engajadas nessa luta têm menos probabilidade de perder oportunidades com clientes;
  • a integridade empresarial protege a sua imagem contra alegações falsas, impedindo que seu exercício seja comprometido;
  • práticas de cidadania auxiliam na competitividade com a concorrência;
  • companhias com gestão empresarial possuem maior ascensão, com melhor desempenho de atividades e valorização no mercado.

O que fazer para conciliar ética e empreendedorismo?

Existem ótimos benefícios para empreendedores preocupados com a transparência e com o respeito social, mas é importante entender quais tipos de ações podem ser promovidos para alcançá-los.

Geralmente ações do dia a dia são capazes de melhorar a imagem da empresa e sua competitividade no mercado. Confira!

Causas sociais

Investir em causas sociais é uma forma de transparecer a preocupação com o meio em que a sua corporação está inserida.

Faça uma análise do nicho de mercado em que você atua e, estrategicamente, crie atividades que promovam o bem-estar social — juntamente à sua atividade.

Tenha sempre em mente os benefícios que sua conduta pode gerar para os vários tipos de clientes e suas famílias, bem como o poder de fortalecer os laços entre essa comunidade e a sua empresa por meio disso.

Sustentabilidade

A sustentabilidade é um dos temas mais debatidos da atualidade, então promover políticas sustentáveis é uma forma de demonstrar preocupação, não só com o próprio negócio, mas com a satisfação do público.

Devido ao crescente debate, procure investir em campanhas de proteção ambiental, opte por materiais recicláveis, reorganize setores para respeitar as leis e as tendências. Além de se atualizar, você melhora a imagem da sua marca e atrai o público.

Compliance

O termo compliance significa “agir de acordo com um conjunto de regras”.

Imagine se cada funcionário da sua equipe agisse de determinada maneira: no final, seu negócio ficaria vinculado a quaisquer práticas deles. É importante definir um plano de ações em regulamentos externos e internos para que seja seguido.

Assim, sua empresa fica em conformidade com a lei e com seus regulamentos internos, definindo um padrão para orientar todos aqueles que levam o nome da sua marca!

E então, gostou de saber como ética e empreendedorismo podem ser grandes aliados? O mundo empreendedor possui várias particularidades, então é bom ficar atento! Aproveite para descobrir se empreender te fará rico!