mesa de uma empresa para representar escala de trabalho

Conheça os diferentes tipos de escala de trabalho e suas vantagens

Um dos grandes desafios do empreendedor, seja qual for o seu negócio, é organizar de forma otimizada a escala de trabalho dos seus funcionários.

Um dos grandes desafios do empreendedor, seja qual for o seu negócio, é organizar de forma otimizada a escala de trabalho dos seus funcionários. Neste post vamos falar um pouco sobre o assunto, mas primeiramente é importante diferenciar escala e jornada de trabalho.

Escala de trabalho é a maneira como cada empresa organiza a jornada de trabalho dos seus funcionários, visando o seu bem-estar e a maior produtividade.

Jornada de trabalho, por sua vez, refere-se ao número de horas (por dia ou por semana) em que o colaborador está disponível para trabalhar. A jornada deve ser registrada pelo contrato de trabalho e assinada pelo empregador.

Algumas regras devem ser respeitadas

Desde a assinatura da constituição de 1988, muitas regras foram estabelecidas sobre as relações entre empregadores e empregados. Essas relações de trabalho são regulamentadas no Brasil pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

A CLT é uma norma legislativa cujo principal objetivo é coibir relações abusivas de trabalho e garantir condições justas a todos. Na montagem de uma escala de trabalho, segundo a CLT, algumas regras devem ser seguidas:

  • entre uma jornada e outra é necessário um período consecutivo de no mínimo onze horas de descanso;
  • é assegurado a todo trabalhador um descanso semanal de no mínimo vinte e quatro horas consecutivas;
  • o descanso semanal deve coincidir com o domingo pelo menos uma vez a cada 7 semanas;
  • no trabalho contínuo, cujo período exceda 6 horas, é obrigatório um período para o repouso e alimentação de no mínimo uma e no máximo duas horas consecutivas.

Os principais tipos de escalas de trabalho

Segundo o conceito, escala de trabalho é a forma que a empresa organiza seu fluxo de trabalho para se tornar mais produtiva. Ela pode variar de acordo com as necessidades de cada empresa e com os sindicatos de cada área. A seguir listamos as principais escalas e apresentamos algumas características delas.

Escala de trabalho 5×1

Nessa escala, a cada 5 dias de trabalho o colaborador tem direito a uma folga. Sendo assim, trabalha-se 6 dias na semana e é necessário folgar um dia.

Na escala 5×1, a jornada de trabalho é de 07h20min. A grande questão dessa escala é que a folga pode cair em qualquer dia da semana, independentemente de sábados, domingos e feriados.

Escala de trabalho 5×2

Nessa escala, a cada 5 dias trabalhados são necessários 2 dias de folga, que podem ou não ser consecutivos. Isso confere uma carga diária de 8h48min horas, totalizando 44 horas semanais.

Como principal vantagem, vale lembrar que o trabalho realizado nos domingos e feriados, quando não compensados, ou seja, deve ser pago em dobro pelo empregador.

Escala de trabalho 6×1

Na escala 6×1, a cada 6 dias trabalhados o colaborador deve ter um dia de folga. Diferentemente dos homens, que devem folgar um domingo a cada 7 semanas consecutivas, as mulheres têm direito a folgar a cada 15 dias no domingo. Para ambos, as 44 horas semanais jamais deverão ser ultrapassadas.

Escala de trabalho 12×36

Nessa escala, cada 12 horas trabalhadas dão direito ao colaborador a 36 horas de descanso. Esse tipo de escala normalmente está relacionado às áreas da saúde cujas atividades não podem ser interrompidas.

Essa escala é legalmente acordada em Convenções Coletivas, mas não tem amparo legal nos Tribunais Trabalhistas.

Escala de trabalho 24×48

Na escala 24×48, a cada 24 horas trabalhadas o funcionário tem direito a 48 horas para descansar. Escalas 24×48 são comumente realizadas por cobradores de pedágio e alguns setores de polícia. Cabe lembrar a grande dificuldade desse sistema, em que o trabalhador é submetido a um grande período consecutivo de prestação de serviço.

Como é possível notar, as escalas de trabalho são inúmeras e ajudam o empreendedor na hora de organizar os horários de suas equipes. Um bom gerenciamento das escalas pode garantir produtividade, otimizando o desempenho dos colaboradores.

Vale ressaltar que a busca de resultados deve sempre levar em consideração a qualidade de vida dos empregados. Sua satisfação e saúde também estão diretamente relacionados à produtividade.

Agora que você já sabe o que é uma escala de trabalho e como ela funciona, acesse este post sobre saúde e produtividade e aprenda ainda mais sobre o tema!