Erro comum em uma empresa: não formar uma equipe completa

Erro comum em uma empresa: não formar uma equipe completa

A dica de hoje foi dada por Tim Berry no blog Up and Running

A dica de hoje foi dada por Tim Berry no blog Up and Running

Fazer tudo sozinho funciona para algumas pessoas, mas é a exceção. A maioria de nós precisa construir um time para construir uma empresa.

Pense sobre o que gosta e o que não gosta, fortalezas e fraquezas. Algumas pessoas gostam de números, outras gostam de pessoas, outras gostam de máquinas e outras gostam de programação. O que as pessoas gostam faz diferença na hora de gerenciar as diferentes habilidades no time. O administrador, o cara das operações, o cara de vendas (da língua de ouro), etc. não precisam ser a mesma pessoa. Normalmente são pessoas diferentes.

E não se esqueça dos outros profissionais. É interessante fazer seu dever de casa e entender um pouco sobre legislação, mas você precisa de um advogado que possa confiar. O mesmo vale para o contador.

Fazer tudo você mesmo nem sempre é a melhor saída. As vezes você precisa formar uma equipe.

Confira mais dicas sobre gerenciar pessoas na sua empresa na sessão sobre liderança.

Para receber dicas diárias sobre como fortalecer sua equipe, assine nosso RSS ou siga-nos no Twitter: @empreendemia

  • O pior são os empreendores hiper-empreendedores, que acham que precisam fazer tudo “mesmo”, tipo, pintura do escritório, quebra calçada, fazer entregas, ir ao correio levar UMA carta e não enxergam que às vezes outsorcing é a solução mais prática e econômica.

  • Com certeza Carlos.

    O que é interessante é que ao mesmo tempo esse “hiperempreendedor” tem um
    ego muito alto e muito baixo ao mesmo tempo. Alto porque acha que é o
    superhomem e baixo porque não valoriza seu tempo focando em atividades que
    agregam pouco valor à empresa dele.

  • O pior são os empreendores hiper-empreendedores, que acham que precisam fazer tudo “mesmo”, tipo, pintura do escritório, quebra calçada, fazer entregas, ir ao correio levar UMA carta e não enxergam que às vezes outsorcing é a solução mais prática e econômica.

  • Com certeza Carlos.

    O que é interessante é que ao mesmo tempo esse “hiperempreendedor” tem um
    ego muito alto e muito baixo ao mesmo tempo. Alto porque acha que é o
    superhomem e baixo porque não valoriza seu tempo focando em atividades que
    agregam pouco valor à empresa dele.

  • Acredito que a origem desse tipo de empreendedor vem daquele ditado ‘se quer algo bem feito, faça você mesmo’. Mas nem sempre é por ego, no meu caso eu só queria ter aporte suficiente para remunerar bem meus futuros funcionários. Acabei aprendendo que era melhor ter aberto mão de alguns princípios e ter formado uma equipe de parceiros, pois teria prosperado muito mais facilmente.