pessoa no computador começando a empreender na internet

Empreender na internet: 5 maneiras de ganhar dinheiro fazendo o que gosta

Quer saber como algumas pessoas ganham dinheiro na internet? Conheça algumas possibilidades de empreender na internet fazendo o que ama!

Se você clicou neste texto, provavelmente está buscando alternativas que te permitam fazer algo que gosta, enquanto paga as contas.

Se antes, o cenário que acabamos de descrever parecia impossível, hoje em dia, com o avanço da internet, cada vez mais pessoas estão conseguindo transformar seus hobbies e habilidades em atividades lucrativas e construindo uma reputação online nos mais diversos segmentos.

Quer saber como essas pessoas fazem? Conheça algumas possibilidades de empreender na internet fazendo o que ama!

Listas são as melhores amigas dos empreendedores

O primeiro passo para qualquer pessoa começar a empreender na internet é descobrir aquilo que você gosta de fazer ou o tema que você mais domina, dentre as habilidades que você tem. Essa escolha é importante, porque depois que você criar um empreendimento precisará pesquisar constantemente sobre aquele assunto, e será mais fácil se for um tema com o qual você tenha afinidade.

A melhor forma de visualizar suas opções e fazer uma escolha assertiva é criando listas. Em uma coluna coloque suas áreas de interesse, na outra escreva aquilo que você saiba fazer realmente bem. A sua escolha surgirá, naturalmente, na interseção dos seus interesses e habilidades.

Existem chances de você estar em busca de uma mudança radical de carreira, que envolva criar um negócio sobre algo completamente diferente daquilo que você já saiba fazer. Se este for o caso, também será preciso fazer uma lista dos tópicos que você precisará estudar para se tornar uma referência neste segmento.

O que fazer com a sua habilidade

Conforme nós falamos no início do texto, na internet existem diversas opções para quem deseja ganhar dinheiro trabalhando com algo que gosta. As opções a seguir, talvez sejam as mais comuns para quem pretende atuar no mercado digital, mas não significa que você deva se restringir à elas.

Lembre-se que o seu produto deve estar alinhado com os interesses da persona que você definiu para o seu negócio. Voltar-se para as necessidades desse público, propondo soluções que agreguem valor para a jornada deles é fundamental, caso você queira ter um retorno positivo em vendas.

1. Cursos online

Cursos online são materiais educacionais que são vendidos ou distribuídos gratuitamente pela internet, também conhecidos como produtos digitais ou infoprofutos. Podem ser conteúdos focados em áreas de conhecimento como Português, Matemática, Finanças, ou ensinando pessoas a desempenhar tarefas cotidianas como cozinhar, organizar o guarda-roupas, entre outros temas.

A maior vantagem de criar um curso online é que você pode disponibilizar o seu conteúdo em diferentes formatos como ebook, videoaula, audiobook, podcast e até mesmo combiná-los entre si.

Uma dica importante para produtores que estão começando agora, é escolher uma plataforma confiável para hospedar seu produto digital, que inclua as funcionalidades necessárias para oferecer uma experiência completa para os seus compradores.

Dessa forma, você evita gastar tempo e esforço em atividades que você não domina, e pode focar em desenvolver um produto de maior valor agregado.

2. Canal no YouTube

O YouTube é o segundo motor de busca mais utilizado do mundo, perdendo apenas para o Google, ou seja, se você fizer um conteúdo de qualidade e utilizar as estratégias certas, existem grandes possibilidades de milhares de pessoas assistirem seus vídeos e acompanharem o seu canal.

Na plataforma, é possível abordar qualquer tema que você quiser, desde que esteja de acordo com as políticas da rede. Esse é o momento ideal para voltar naquela lista de interesses e habilidades e encontrar o assunto com o qual você tem mais afinidade, para falar com mais propriedade e, consequentemente, atrair mais fãs.

O único ponto de atenção do YouTube é que pode demorar mais tempo para construir uma autoridade no assunto e rentabilizar o seu canal, mas se os seus objetivos profissionais incluem se tornar reconhecido, certamente é uma opção!

3. Blog

Para ter um blog você precisa saber escrever bem. A boa notícia é que a maioria das pessoas não nasce sabendo escrever, é uma coisa que se aprende ao longo do tempo. Então, se você tem interesse por esse mercado, talvez seja interessante já começar a exercitar sua habilidade desde já!

Entre as principais vantagens de ter um blog, estão: você tem liberdade editorial para escrever sobre o que quiser; pode trabalhar com prazos maiores e ainda consegue rentabilizar a sua página com publicidade e ganhar dinheiro escrevendo sobre assuntos que realmente te interessam.

4. E-commerce

Ter um e-commerce é uma boa opção para quem deseja comercializar produtos físicos.

Você pode selecionar um segmento mais alinhado com os seus interesses e fazer uma curadoria de produtos para a sua loja online.

Diferente das opções anteriores, ter um e-commerce exige mais investimento na fase inicial, pois você precisará pagar pelo seu domínio, contratar um serviço para montar sua loja e comprar os produtos para revender. Além disso, deve considerar a logística de estoque e envio dos produtos.

Por isso é importante fazer um planejamento prévio das suas finanças, prevendo todos os gastos que você espera ter com o seu negócio, somados às suas despesas pessoais pelos próximos seis meses, até que o seu investimento comece a dar retorno financeiro.

5. Afiliação de produtos

O Afiliado é o profissional que promove produtos de terceiros em troca de comissões por cada venda realizada. Na prática, é ele quem faz a ponte entre o produto e o consumidor final, podendo divulgar tanto produtos digitais quanto físicos. Para fazer a venda, esse profissional pode utilizar anúncios pagos, promover o produto nas redes sociais e blogs, compartilhar via e-mail marketing, entre outros.

Aproveite para ver outras sugestões de trabalhos que você pode realizar por conta própria, em casa.

Nichos lucrativos na internet

Para te ajudar na escolha do nicho ideal para o seu primeiro empreendimento, listamos os segmentos mais lucrativos da internet. Quem sabe, você consegue descobrir algo que gosta de fazer em uma dessas categorias?

Negócios e carreira

Assim como você, milhares de pessoas estão em busca de mudanças em suas carreiras, seja por estarem insatisfeitos com o emprego atual, pela falta de autonomia ou pelas baixas remunerações, o que resulta em uma alta demanda por produtos sobre negócios e carreira.

Cursos profissionalizantes, materiais que auxiliam na capacitação de pessoas ou na estruturação de novos negócios se enquadram nesta categoria.

Saúde e esportes

Nos últimos anos, o culto ao corpo e a preocupação com a saúde, fizeram com que o nicho de Saúde e Esportes se tornasse um excelente segmento para quem deseja começar um negócio próprio. Você pode criar um produto sobre receitas fit, guias para musculação e até mesmo exercícios que as pessoas podem praticar em casa.

Educação e Ensino

Só em 2015, o mercado de Educação à Distância (EAD) movimentou 107 bilhões de dólares, incluindo cursos livre, educação corporativo e graduações à distância. São exemplos de materiais de educação: aulas de idiomas, cursinho preparatório para vestibular e concursos, aulas de redação, entre outros.

Relacionamento

Atire a primeira pedra quem nunca pesquisou na internet em busca de soluções para crises em relacionamentos amorosos ou familiares. Este é um dos motivos pelos quais produtos sobre “Como conquistar um novo amor”, “Como superar um término”, “Como se relacionar com a família”, fazem tanto sucesso online.

Desenvolvimento pessoal

Na mesma linha do nicho de carreira e negócios, os produtos para desenvolvimento pessoal buscam descobrir e valorizar as potencialidades de cada indivíduo, método também conhecido como coaching. Tipos de produto desta categoria: curso para elevar autoestima, como aumentar sua produtividade, como definir metas pessoais, como se manter motivado, entre outros.

Vantagens de trabalhar fazendo algo que gosta

Você se torna mais produtivo no dia a dia

Quando o trabalho deixa de ser uma obrigação para se tornar uma atividade prazerosa, você naturalmente se torna mais produtivo, pois não fica mais contando as horas para o dia de trabalho acabar. Essa produtividade também se estende para outras áreas, propiciando maior desenvolvimento pessoal.

Você sempre quer saber mais sobre aquele assunto

Quem trabalha com algo que gosta vê a especialização como uma oportunidade de evoluir ainda mais naquilo que faz, como um cozinheiro, por exemplo, que tem interesse em descobrir temperos exóticos para incrementar seus pratos.

Você tem mais tempo livre

O profissional autônomo tem horários mais flexíveis e, por esse motivo, consegue encaixar compromissos diversificados na sua agenda e ter uma vida pessoal mais equilibrada. Mas atenção, não confunda “ter horários flexíveis” com trabalhar menos, este é um dos mitos sobre o mercado de produtos digitais que nós desmentimos neste post aqui.

Preparado para ganhar dinheiro com o que gosta? Então confira 9 dicas de pequenos negócios que dão lucro!

Esse post foi escrito pela equipe da Hotmart!