Dica diária ao empreendedor 37: Por quanto tempo devo guardar os livros e os documentos contábeis?

A dica de hoje foi dada pelo blog Beco com Saída: um canal de comunicação com todos os empreendedores que sonham em abrir o próprio negócio e para aqueles que já estão há algum tempo no mercado.

A dica de hoje foi dada pelo blog Beco com Saída: um canal de comunicação com todos os empreendedores que sonham em abrir o próprio negócio e para aqueles que já estão há algum tempo no mercado.

Abaixo, relacionamos os prazos de guarda dos documentos:

1 – Trabalho e Previdência

– documentos sujeitos ao FGTS: 30 anos;
– documentos sujeitos à fiscalização do INSS , PIS/PASEP e salário-educação: 10 anos;
– termo de rescisão do contrato de trabalho, aviso prévio e pedido de demissão: 2 anos;
CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados: 3 anos;
– livros de atas da CIPA, livros de inspeção do trabalho, contrato de trabalho e livros ou fichas de registro de empregados: indeterminado;
RAIS: 5 anos;
– demais documentos: 5 anos.

2 – IPI, IRPJ, ITR, II e ISS: 5 anos;

3 – ICMS: depende da legislação de cada Estado e do Distrito Federal; a regra geral é de 5 anos;

4 – documentos Fiscais e Livros Contábeis e Fiscais para fins de Fiscalização do PIS/PASEP, COFINS, CSLL: 10 anos.

  • Evandroarthur

    Voce Empresario, vale a pena saber como funciona o regime tributario de sua empresa, conhecer os documentos que a constitui e garante a continuidade de seu negocio. É importante tambem conhecer alguns principios basicos, exemplos publicados nas dicas ao empreendedor. E vida longa ao seu negocio.  

  • Alex

    Olá, muito obrigado pelas informações. Eu gostaria de saber se posso
    descartar os documentos de uma empresa do meu falecido pai, fechada em
    1994. Grato, Alex