Dica diária ao empreendedor 22: Colete e-mails e saiba usá-los

Dica diária ao empreendedor 22: Colete e-mails e saiba usá-los

Dicas sobre criar e utilizar bem uma lista de e-mails

Dica mandada por Brian Linton

Existe uma grande diferença entre marketing por e-mail e spam. De jeito nenhum eu encorajo ou acho que spam é uma boa forma de construir seu negócio.

Ao invés disso, colete e-mails de qualquer cliente em potencial que você conhecer. Use então algum serviço de marketing por e-mail como Mailchimp, E-mail Marketing Locaweb, ou qualquer outro serviço que organize sua lista de e-mails.

Usando um serviço de marketing por e-mail, você pode criar newsletters para manter seu cliente em potencial atualizado sobre novas ofertas e promoções.
É uma forma muito barata de se manter conectado com seus clientes em potencial e possivelmente torná-los clientes.Eu fico impressionado com o quanto que e-mails que eu mandei recentemente em campanhas de marketing foram bem recebidos. Além disso, eu consigo alcançar todos os meus clientes em potencial com um click do mouse.
Obs.: Esse artigo foi patrocinado pela Locaweb. Isso significa que recomendamos seu sistema de loja virtual como um exemplo, mas não há interferência na nossa linha editorial, muito menos na nossa opinião. Confira nossa forma de trabalhar com posts patrocinados no artigo Conteúdo útil para empreendedores em primeiro lugar.
  • Betina

    E qual é a opinião de vocês em relação a este marketing por e-mail, principalmente direcionado a quem ainda não é cliente? Essa forma de “primeiro contato” pode mesmo ajudar mais que atrapalhar?
    Qual é afinal a grande diferença entre SPAM e marketing por e-mail para possíveis futuros clientes?

    Ou, na verdade, minha pergunta é: enviar e-mails apresentando seu produto para um mailing de contatos chaves – que não necessariamente te conheçam – é algo levado a sério?
    Um executivo, ou seja lá quem for, levaria a sério um e-mail anunciando um produto, e lembraria da sua empresa quando precisasse deste tal produto?

  • Betina

    E qual é a opinião de vocês em relação a este marketing por e-mail, principalmente direcionado a quem ainda não é cliente? Essa forma de “primeiro contato” pode mesmo ajudar mais que atrapalhar?Qual é afinal a grande diferença entre SPAM e marketing por e-mail para possíveis futuros clientes?Ou, na verdade, minha pergunta é: enviar e-mails apresentando seu produto para um mailing de contatos chaves – que não necessariamente te conheçam – é algo levado a sério? Um executivo, ou seja lá quem for, levaria a sério um e-mail anunciando um produto, e lembraria da sua empresa quando precisasse deste tal produto?

  • Betina, como comentei no post: Como conseguir o que você precisa usando e-mails, eu pessoalmente não acho válido sair mandando e-mails aleatoriamente. O ideal é você pedir permissão para a pessoa para adicioná-la na lista e no próprio e-mail ter a opção da pessoa parar de receber esses e-mails.
    Dessa forma, se a pessoa não quiser mais os e-mails, ela não recebe. As que se mantiverem na lista, estão porque querem suas notícias.
    Comigo por exemplo, estou em algumas listas de e-mails e só leio as mensagens quando é algo que me interessa, senão simplesmente marco como não lido. Mas no momento em que eu não perceber nada de útil, eu simplesmente saio dessas listas ou crio no meu e-mail um filtro para apága-las automaticamente.

    Se for algo com permissão e com a opção de sair facilmente da lista, não vejo problema em usar o e-mail como uma ferramenta de marketing.

    Muito obrigado pelo comentário.

    Abraços,
    Millor

  • Betina, como comentei no post: Como conseguir o que você precisa usando e-mails, eu pessoalmente não acho válido sair mandando e-mails aleatoriamente. O ideal é você pedir permissão para a pessoa para adicioná-la na lista e no próprio e-mail ter a opção da pessoa parar de receber esses e-mails.Dessa forma, se a pessoa não quiser mais os e-mails, ela não recebe. As que se mantiverem na lista, estão porque querem suas notícias. Comigo por exemplo, estou em algumas listas de e-mails e só leio as mensagens quando é algo que me interessa, senão simplesmente marco como não lido. Mas no momento em que eu não perceber nada de útil, eu simplesmente saio dessas listas ou crio no meu e-mail um filtro para apága-las automaticamente.Se for algo com permissão e com a opção de sair facilmente da lista, não vejo problema em usar o e-mail como uma ferramenta de marketing.Muito obrigado pelo comentário.Abraços,Millor

  • Pingback: Tweets that mention Dica diária ao empreendedor 22: Colete e-mails e saiba usá-los | Saia do Lugar -- Topsy.com()

  • Pingback: Tweets that mention Dica diária ao empreendedor 22: Colete e-mails e saiba usá-los | Saia do Lugar -- Topsy.com()

  • Daniel Docki

    Millor,

    Acho que o primeiro contato é válido um email, claro dando a opção para essa pessoa não receber mais os emails.

    Um serviço que uso e é brasileiro é http://www.mailee.me fica a dica ai

  • Daniel,
    Concordo plenamente com você.

    Nós temos usado o Mail Chimp e estamos bem felizes. Vou dar uma conferida no maille.me. Muito obrigado pela indicação.

    Abraços!