desligamento de funcionário da empresa

Quais são as melhores práticas no momento do desligamento de funcionário

Listamos as principais ações que devem ser feitas no momento de desligamento de funcionário. Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe o post!

Sabemos que a sensação de empreender é muito boa, pois ela proporciona um grande sentimento de realização para o empreendedor. Porém, nem tudo são flores, há alguns momentos que não são tão bons, um deles é quando é preciso prosseguir com o desligamento de funcionário.

Independente se foi uma opção do colaborador ou da empresa, é preciso que o negócio saiba proceder da melhor maneira possível em momentos como esse. Até porque, esse pode ser um momento delicado para ambas as partes e se não for feito da forma mais coerente, pode gerar grandes traumas e conflitos.

E, claro, sabemos que esse não é o objetivo de nenhum negócio, não é mesmo? Então, a empresa precisa saber muito bem como agir! O fato é que poucas delas se atentam a todos os detalhes do processo de desligamento.

Saiba que essa atenção é essencial para que ele seja bem executado, pois são muitas tarefas que precisam ser realizadas.

Por isso, listamos as principais ações que devem ser feitas no momento de desligamento de funcionário. Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe a leitura conosco e confira nossa lista!

1. Entrevista de desligamento

Independente do motivo da demissão, muitas vezes é inevitável gerar qualquer desconforto entre o colaborador e a empresa nesse momento. Então, saiba que amenizar essa situação é de responsabilidade do gestor e do setor de RH da empresa.

Pois bem, um dos meios para conseguir esse feito é realizando a entrevista de desligamento. O principal objetivo dessa prática é dar voz ao colaborador para que ele possa expressar suas opiniões sobre a empresa.

Saiba que essa ferramenta não só satisfaz o funcionário, no que diz respeito a dar a chance dele ser ouvido, mas também é muito vantajosa para o negócio como um todo.

Com a entrevista de desligamento, é possível saber o que pode ser melhorado a nível de gestão de pessoas e também na própria operação da empresa no dia a dia.

Obviamente que o colaborador apresentará a sua visão e isso não significa que ele esteja certo, mas feedbacks são sempre bem-vindos, não é mesmo? No mais, cabe ao gestor e o departamento de RH avaliar as suas ponderações.

2. Carta de recomendação

Caso o funcionário tenha sido um bom profissional pelo trabalho que realizou na empresa durante a sua jornada, propor uma carta de recomendação pode ser algo que ajude a tornar esse processo algo mais suave e ajudá-lo de alguma forma.

Os motivos de desligamento podem ser vários, e não é porque o seu momento de vida não está mais de acordo com a empresa, que não estará de acordo com a rotina dos outros negócios.

Por isso, se for avaliado que o colaborador merece uma carta de recomendação por todo trabalho e contribuição que dedicou para o negócio, não custa nada fazer isso como se fosse um último agrado antes da sua despedida, não é mesmo?

3. Benefícios e outras ajudas

Outra boa conduta da empresa no momento de desligamento de um funcionário é avaliar a continuidade de alguns benefícios e se colocar à disposição para ajudar no que for possível.

Sendo assim, avalie se é possível manter alguns benefícios por um tempo, tal como o plano de saúde, plano odontológico, cesta básica, dentre outros que a empresa oferece.

Caso não seja possível manter os benefícios, é preciso comunicar todas as operadoras que prestam esse serviço para a empresa do desligamento do funcionário para que elas cancelem a sua cobertura.

No mais, sugerimos também que seja oferecido ajuda para o colaborador, encaminhando-o para empresas de recrutamento, ou então indicá-lo para outros negócios que sejam parceiros e até oferecer auxílio na busca por uma terapia que o ajude a continuar em frente e se recolocar profissionalmente.

4. Folha de pagamento

Quando entramos na questão da folha de pagamento, é preciso se atentar a alguns detalhes que são bem importantes.

Primeiramente, é preciso avisar ao setor responsável sobre a saída do colaborador para que sua rescisão seja calculada e, assim, enviar todos os detalhes para que ele possa conferir e dar um sinal positivo sobre o procedimento.

No mais, é preciso que o colaborador seja excluído de futuras folhas de pagamento da empresa. Caso contrário, pode ser que ocorram erros no sentido da empresa realizar transferências financeiras indevidas para esse ex-colaborador, o que pode gerar transtornos maiores para ambas as partes.

5. Itens corporativos

No processo de desligamento do funcionário também é preciso se atentar à devolução dos itens corporativos, ou seja, os recursos que a empresa disponibilizou para ele.

Afinal, hoje é muito comum que o colaborador receba um notebook, muitas vezes um telefone celular, dentre outros objetos para realizar o seu trabalho. Sem contar outros itens que não possuem valor material, tal como o seu email corporativo e credencial para acessar a sede da empresa.

Portanto, é preciso que seja definido como será a devolução desses itens, ou seja, até quando o colaborador poderá utilizá-los e como será o procedimento para a realização dessa devolução.

6. Itens pessoais

Obviamente que após o seu último dia, o colaborador não terá mais acesso ao escritório. Então, é preciso que ele faça a remoção dos seus itens pessoais até esse dia.

Deixar isso bem claro para o funcionário é importante, pois ele poderá se organizar para poder retirar todas as suas coisas com calma e pelo fato dele não poder mais entrar no escritório sem autorização, todos os seus itens que não forem retirados, passarão a ser de responsabilidade da empresa.

Ou seja, se o funcionário esquecer de algum item, o negócio precisará dar um destino para aquilo, armazenando em algum outro lugar que seja o mais apropriado, mas de qualquer forma o ideal é que não fique nenhum item remanescente.

Saiba que por mais que o desligamento de funcionário não é das coisas mais agradáveis, ele pode ser suavizado ao máximo por meio desses itens que listamos.

Agora que você já sabe o que precisa ser feito no desligamento de funcionário, Confira 5 dicas para reduzir a carga tributária da sua empresa.