Etapas do desenvolvimento de produto

Etapas do desenvolvimento de produto

Quando estava na Alemanha em 2008 trabalhei num instituto de empreendedorismo que, além de outros atributos, é reconhecido pelo expertise em prototipagem, a qual é usada não só para teste do produto em si, mas principalmente como parte do desenvolvimento de produto, melhorando a comunicação entre desenvolvedores e o público-alvo, conseguindo feedbacks mais rapidamente.

Quando estava na Alemanha em 2008 trabalhei num instituto de empreendedorismo que, além de outros atributos, é reconhecido pelo expertise em prototipagem, a qual é usada não só para teste do produto em si, mas principalmente como parte do desenvolvimento de produto, melhorando a comunicação entre desenvolvedores e o público-alvo, conseguindo feedbacks mais rapidamente.

cad

Este post é o primeiro de uma série que vai falar sobre como desenvolver um produto usando um modelo baseado em design/prototipagem. Aqui vão os 4 passos  para o desenvolvimento iterativo, ou seja, o processo todo com cada passo será repetido até que o resultado seja satisfatório:

1- Entenda o problema que o produto vai resolver

a) Observe o comportamento das pessoas – Normalmente as pessoas não sabem o que querem ou necessitam, por isso é preciso observar e até viver (ou simular) o ambiente do seu cliente para captar seus reais interesses e necessidades – vide metodologia OPS e como ouvir seu cliente.

b) Quem resolve o problema hoje – Quem já tenta resolver (analisar seus concorrentes) e que tecnologia usam. Aqui no Saia do Lugar já escrevemos bastante sobre pesquisas de mercado.

(Artigo complementar – Desenvolvimento de produto: Coloque-se no lugar do cliente)

2- Melhore a comunicação dentro da equipe

O objetivo aqui é alinhar o entendimento do problema entre todos. Ao invés de números, tabelas ou outros dados crus, cada membro da equipe deve apresentar sua ideia em forma de história – desde personagens, até detalhes e emoções envolvidas – cada informação de contexto é essencial para que todos que ouvirem a história possam realmente visualizá-la. (Artigo complementar – Desenvolvimento de produto: Melhorando a comunicação dentro da equipe de projeto)

3- Estimule a criatividade – faça um brainstorming

Agora é a hora de gerar o maior número possível de soluções. O brainstorming é uma das mais usadas técnicas para isso. Seu funcionamento é simples e seu foco é gerar muitas ideias num grupo – quanto mais pessoas, mais ideias. Usar figuras, não julgar sugestões alheias e incentivar ideias malucas fazem parte do pacote (algumas dicas sobre brainstorming aqui). O uso desse tipo de ferramenta consegue reunir diferentes conceitos de diferentes pessoas, contribuindo assim para inovações no desenvolvimento do produto. (Artigo complementar – Desenvolvimento de produto: O conceito de Brainstorming na prática)

4- Prototipagem

Essa é a hora de colocar uma forma física no seu produto, para que a visualização fique completa. O protótipo é a etapa final em desenvolvimento de produtos, mas como o processo de 4 passos é iterativo (você vai repetí-lo até que chegue na versão final), é recomendado que os primeiros protótipos sejam em papel (desenhos mesmo) ou objetos baratos – lego é uma ótima opção! Esses protótipos permitem fácil visualização, análises de tecnologias necessárias e troca de rápida de ideias. Com o avanço do projeto, opte por materiais que serão usados na realidade. (Artigo complementar – Desenvolvimento de produto: A importância da demonstração)

Abraços,

Luiz Piovesana (porque metodologias devem ser fáceis e factíveis)

Para se aprofundar no tema, recomendo conferir nosso livro: Desenvolvimento de produtos sem enrolação.