como lidar com pessoas difíceis

">

Como pessoas inteligentes lidam com pessoas difíceis

Saber como lidar com pessoas difíceis é um exercício que todos devemos fazer. No entanto, isso nem sempre é tão fácil! Pensando nisso, separamos algumas dicas para você. Confira!

(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post! Deixe nos comentários o que achou.)

Ter um bom relacionamento interpessoal é uma das maiores habilidades que um ser humano pode desenvolver. Afinal, relacionar-se com diferentes tipos de pessoas nos torna melhores em todos os aspectos. No entanto, isso nem sempre é tão fácil! Alguns indivíduos são mais complexos e saber como lidar com pessoas difíceis é um exercício que todos devemos fazer.

Apesar de ser uma necessidade real de todos nós, essa questão merece uma atenção maior por parte dos empreendedores. Como líderes e mentores do seu próprio negócio, saber se comunicar e interagir com os diferentes perfis de pessoas é essencial para alcançar o sucesso.

Pensando nisso, resolvemos trazer para o nosso blog um conteúdo que demonstre como pessoas inteligentes lidam com pessoas difíceis. Se você tem curiosidade e quer se tornar um empresário mais inteligente e comunicativo, acompanhe a seguir!

Relacionar com pessoas difíceis: uma missão difícil, mas possível

“A arte de viver é simplesmente a arte de conviver… simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!” – Mário Quintana

Em nosso dia a dia somos testados a todo momento ao nos depararmos com indivíduos ríspidos e pouco comunicativos. É certo que quem lida diretamente com o público precisa aprender a se adaptar a isso e encontrar formas de tornar o contato menos negativo. Mas, nós sabemos que essa não é uma missão tão simples.

A maioria das pessoas difíceis sequer sabem o mal e o desconforto que geram naqueles que estão ao seu redor, mas há aquelas que sabem e parecem sentir-se satisfeitos com tal situação.

De todo modo, esses indivíduos intoxicam o ambiente, tornam o clima pesado, geram conflitos e acabam estressando todos os envolvidos. Como se sabe, o estresse é um dos grandes propulsores de doenças físicas e mentais. A exposição a situações assim, podem impactar tão negativamente uma pessoa a ponto de afetar seu desempenho profissional e suas relações sociais.

Diante disso, aprender a lidar com pessoas difíceis é essencial para se manter forte e focado em seus objetivos. Para um empreendedor, é uma maneira de não se deixar afetar pela negatividade de outras pessoas e atender a todos com cordialidade e respeito.

Ou seja, é preciso saber gerenciar suas emoções e assim como as pessoas inteligentes, valer-se de estratégias inteligentes para neutralizar essas pessoas difíceis de se relacionar.

Como lidar com pessoas difíceis: dicas infalíveis!

Como dissemos, apesar de ser uma tarefa difícil, podemos aprender a lidar com pessoas difíceis da mesma maneira que as pessoas inteligentes fazem. Portanto, fique atento a algumas dicas e veja como proceder quando se deparar com alguém assim!

1. Saiba impor limites

A maioria de nós tem o perfil de ser simpático e demonstrar atenção quando alguém nos relata um problema ou dificuldade. No entanto, o que você precisa saber é que pessoas difíceis tendem a transformar pequenas adversidades em grandes problemas.

Em geral, elas reclamam com mais frequência e intensidade que as outras pessoas, se incomodam facilmente e possuem o hábito de prolongar o “sofrimento”, deixando de focar em soluções para apenas reclamar, como se isso as fizesse se sentir melhores.

Pessoas inteligentes aprendem a se esquivar dessas situações, pois impõem limites e você, assim como elas, não precisa ficar horas ouvindo tais reclamações. Ou seja, aprenda a se distanciar sempre que necessário.

Mas, como fazer isso? Mesmo acreditando que pode estar sendo rude ou indelicado, saiba se afastar dessas pessoas. Para isso, procure fazer perguntas que a levem a refletir sobre a posição de reclamação em que se encontram, como:

  • Você já pensou em alguma solução para o problema?
  • Quando pretende solucionar essa questão?

De modo geral, ao ouvir tais indagações esses indivíduos podem adotar duas saídas: ficarão calados refletindo a respeito ou tentarão mudar o foco da conversa. Com isso, você evita que isso se prolongue e ainda pode contribuir para que a pessoa abandone tal hábito.

2. Não se deixe contaminar

Pessoas difíceis são emocionalmente instáveis. Por vezes, esses indivíduos possuem comportamentos que o nosso senso comum sequer consegue entender. Acredite! Isso é normal e é reflexo de uma personalidade desequilibrada.

O que pessoas inteligentes não devem fazer é permitir que toda essa instabilidade emocional os contamine. Imagine tentar dialogar com alguém que simplesmente quer impor uma opinião? Você dificilmente chegará a algum lugar e poderá ser afetado emocionalmente.

Assim sendo, não perca tempo com discussões desnecessárias. Estabeleça uma distância e não leve para o lado pessoal qualquer comportamento que elas possam ter. Mais que isso, coloque-se no papel de um psicólogo e aceite que o ser humano é, por natureza, muito complexo e que você jamais conseguiria solucionar os problemas de todos eles.

Foque no que há de concreto no problema apresentado, ignore os jogos emocionais e se prenda aos fatos que permeiam o problema. Fazendo isso, você não se deixa contaminar e mantém sua saúde emocional intacta.

3. Fique atento às suas oscilações emocionais

Por mais frios e concentrados que possamos ser, em algum momento, a negatividade e desequilíbrio que esses indivíduos trazem podem nos afetar. Pessoas inteligentes estão sempre se policiando e avaliando como se comportam frente a situações estressantes.

Por exemplo, pode acontecer de um cliente insatisfeito chegar até o seu estabelecimento nervoso e disposto a iniciar uma discussão. Ao se deparar com tal situação, é necessário ter controle emocional para não permitir que você mesmo eleve o tom da conversa para uma discussão mais acalorada.

Aprenda a pensar antes de falar e encontrar soluções práticas e menos danosas para tais momentos. No caso em análise, por exemplo, você pode ouvir o cliente e tentar solucionar a demanda sem muitos questionamentos ou tentar um diálogo mais profundo. Nesse caso, avalie se você está (ou não) emocionalmente pronto para a conversa — caso não esteja, você pode dizer que analisará o problema e entrará em contato posteriormente com uma solução.

4. Evite, quando puder evitar

Sabe aquele funcionário ou cliente mais difícil de se relacionar? A convivência de vocês não precisa ser maior do que o estritamente necessário. O que estamos dizendo é que você pode aprender a controlar o tempo e o momento em que interage com tais pessoas.

Pessoas inteligentes fazem exatamente isso. Elas não tentam resolver o problema ou bater de frente tentando mudar essas pessoas. É muito mais inteligente evitar o contato, sempre que possível.

Sim! Em muitos casos, quando a convivência é extremamente complicada, o melhor a se fazer é diminuir o contato, estabelecer uma barreira e definir quando você falará com elas. Essa estratégia faz com que você tenha mais tempo para pensar como agir e permite que prossiga com sua rotina de trabalho sem se estressar.

5. Esteja focado em encontrar soluções

Conforme já dissemos, pessoas difíceis gostam do problema. Na verdade, elas procuram reforçar o problema e se prendem a isso como forma de se sentirem melhor. Por outro lado, pessoas inteligentes estão sempre focadas em encontrar a solução para o problema e isso torna tudo mais fácil de lidar.

No caso de conviver com pessoas complicadas, se você ficar preso ao fato de que elas são difíceis e te afetam negativamente, estará apenas prolongando um sofrimento — fazendo aquilo que elas fazem. Portanto, procure encontrar soluções reais para esse tipo de conflito e trace estratégias para conseguir conviver com elas.

Focar em soluções é um exercício que todos devemos fazer em nosso dia a dia. Seja qual for o problema que enfrentamos, quando abandonamos a posição de vítimas e buscamos uma solução, nos sentimos mais proativos e diminuímos todo o estresse que isso possa estar nos causando.

6. Aprenda a perdoar

Uma grande característica de pessoas inteligentes é sua capacidade de perdoar. Afinal, ficar guardando rancor e mágoas de alguém não é uma atitude saudável. No entanto, perdoar não significa esquecer.

Quando você perdoa, você põe um ponto final na discussão. Entretanto, a partir da experiência negativa vivenciada, é capaz de se programar melhor e se proteger de possíveis conflitos futuros.

Desse modo, aprenda a desculpar os deslizes e descontroles de pessoas difíceis — especialmente quando vierem de um pedido espontâneo —, mas tome precauções para que o mesmo problema não venha a se repetir futuramente.

7. Saiba buscar ajuda

Algumas pessoas têm o hábito de tentarem resolver tudo sozinhas. No entanto, nem sempre essa é a melhor estratégia a seguir. Pessoas inteligentes sabem disso e procuram se apoiar em quem elas confiam nesses momentos de incertezas e dificuldades.

Por isso, se você precisa lidar com uma pessoa difícil e ainda não encontrou a maneira mais eficiente de tornar isso menos prejudicial, procure ouvir a opinião de alguém com quem tenha afinidade e aceite ajuda em momentos assim.

Ora, muitas vezes, por estarmos envolvidos demais com a situação, não conseguimos encontrar a saída. Uma simples conversa com alguém isenta e imparcial pode ajudar a encontrar a solução ideal.

Chegamos ao fim do post de hoje e cumprimos a missão de ajudá-lo a aprender como lidar com pessoas difíceis. Como você percebeu, assim como as pessoas inteligentes fazem, é preciso se manter emocionalmente equilibrado e buscar formas de superar esse problema. Portanto, use todo o conhecimento adquirido hoje e comece a melhorar sua relação com indivíduos complexos e tóxicos.

Quer aprender um pouco mais? Então, acompanhe dicas sobre como aprender a liderar sua equipe!

  • Rodolfo freitas

    Post sensacional, parabéns.

    • Letícia Abrantes

      Obrigada pelo feedback, Rodolfo 😀

  • Everton

    Cara, que baita texto. É bem difícil ter a maturidade necessária para identificar cada uma dessas situações, e ainda por cima escolher a resposta certa para cada uma, mas taí um baita cardápio para lidar com tais dificuldades. Parabéns mesmo!

    • Letícia Abrantes

      Fico feliz que tenha gostado do artigo, Everton! Estar preparado para lidar com este tipo de situação é muito importante! Obrigada pelo feedback 😀

  • Jana Oliveira

    Gostei muito d ouvir o áudio em vez de ler oh texto é bem mais prático
    Tirei muita coisa boa dele é com certeza vou colocar em prática, pois tenho uma convivência difícil com minha irmã…

    • Letícia Abrantes

      Agradecemos pelo feedback do áudio, Jana! E ficamos felizes em saber que o nosso conteúdo tem contribuído na convivência com a sua irmã! Abraços.