Como definir prioridades no dia-a-diaHerb Cure for Asthma.

">

Como definir prioridades no dia-a-dia

Na prática, empreender é “simplesmente” fazer as coisas certas, da maneira certa, na hora certa. Assim como em qualquer outra coisa da vida.

Na prática, empreender é “simplesmente” fazer as coisas certas, da maneira certa, na hora certa. Assim como em qualquer outra coisa da vida.

Gerar ideias de coisas bacanas a serem feitas é bem fácil. A parte difícil é definir como, quem e quando serão feitas essas tarefas. Isso não é nada fácil.

Confira então algumas dicas de como definir prioridades.

É sempre uma questão de expectativas
Acima de tudo, uma empresa é uma instituição de pessoas (sua equipe), que depende de pessoas (fornecedores e parceiros) para gerar a felicidade de pessoas (clientes e acionistas). Seja em forma de dinheiro ou não, o objetivo de uma empresa é deixar pessoas felizes.

Felicidade é algo complexo de definir e medir, mas nós consideramos felicidade como o alcance ou superação de expectativas. Sempre é necessário um referencial.

Por isso, ter expectativas alinhadas com as pessoas é o primeiro passo para um dia-a-dia que deixe todo mundo feliz.

Prazos devem ser cumpridos
Por definição, um prazo é uma expectativa. Ou seja, cumprir os prazos prometidos deve vir sempre no topo da lista das prioridades.

Para garantir a sanidade de todos, a habilidade de definir prazos viáveis é fundamental.

Saiba o que é realmente importante
A definição que usamos sobre importância é: aquilo do que você bate no peito com orgulho e fala “Fiz isso!”. Importante é algo que empurra a humanidade pra frente.

Você não vira pra ninguém e fala “Hoje eu respondi milhares de e-mails! Que orgulho!”. Porém, é difícil conter a felicidade ao falar “Hoje lancei um novo produto!” ou “Consegui um novo cliente!”.

As atividades que não geram essa sensação de felicidade são necessárias e servem de suporte para o que é importante, mas de nada adianta se no final do dia a barrinha de progresso do Windows não avançar.

Não se esqueça do que é importante
Por incrível que pareça, é muito fácil esquecer do que é importante. Isso acontece porque as coisas importantes exigem esforço para serem entendidas e normalmente têm um prazo distante, que é difícil incorporar no dia-a-dia.

Para incorporar o que é importante no cotidiano, a melhor coisa a fazer é definir pequenas unidades de progresso que mostram que você está no caminho certo. Essa técnica mágica se chama: planejamento.

Lembre-se, apenas Chuck Norris consegue empurrar a humanidade pra frente sem planejamento. E sem as mãos.

Cuidado com as urgências
Uma coisa muito comum é ouvirmos “Não tenho tempo pra nada!”. Porém, tempo é o único recurso que TODOS têm em comum.

Se você fica o dia todo “apagando incêndios”, reavalie se essas coisas precisam ser feitas agora (definição correta de prazos) ou até se realmente precisam ser feitas (aprender a dizer não).

É possível aprender a organizar prioridades?
Sim e não.

Definir o que deve ser feito da maneira correta é um hábito e como qualquer hábito, não é possível ser incorporado do dia pra noite.

Por outro lado, para ganhar um hábito, você precisa de uma base sólida de fundamentos e direcionamentos que facilitem o aprendizado desse hábito. É aí que entra a importância de cursos, leituras especializadas, etc — mais informações sobre o assunto sempre podem melhorar o seu senso crítico sobre ele.

Falando nisso, recomendo bastante a leitura do nosso e-book Produtividade sem enrolação.

Faça seu download gratuito aqui.

Abraços,
Millor Machado (priorizando o que é importante)

Obs.: Agradecimentos a nosso amigo Glauber Batista pela sugestão do tema.

  • Millor, gostei muito das dicas. Afinal sem organização não se vai a lugar nenhum.
    Abraços
    http://www.webcontexto.com.br

  • Muito obrigado Fernanda!

    Realmente, a organização é o primeiro passo. Com um bom planejamento e

    organização fica muito mais fácil fazer as coisas acontecerem.

    Abraços!

  • Thiago

    é Verdade… pouco se falou e muito anunciou!! rss!

  • Ótimo post, todos nos temos 24h, o que define o q fazer com
    elas somos nós, se muitas pessoas conseguem fazer múltiplas tarefas ao dia porque
    não podemos conseguir também, uma vez que,  todo mundo tem a mesma quantidade de horas .
     

  • Veralucialobos

    O artigo que começou com boas ideias e definições esclarecedores. Parecia convergir para uma conclusão informativa, porém tudo o que se viu ao fim foi a divulgação de um curso de pós graduação. Pensei que a prioridade do autor fosse a construção do conhecimento… parece que se perdeu em seus próprios conceitos.