como criar uma buyer persona sem ter clientes

Aprenda como criar uma buyer persona sem ter clientes e alavancar as vendas

Algumas etapas importantes devem ser feitas ainda no começo do empreendimento e uma delas é como criar uma buyer persona sem ter clientes. Vamos explicar algumas técnicas essenciais para criar uma persona ideal para seu negócio e alavancar suas vendas.

Sabemos que para começar um negócio é preciso dar os primeiros passos de uma longa jornada. É muito comum que nesse início muitas coisas ainda não estejam claras, mas mesmo assim etapas importantes precisam ser cumpridas e uma deles é como criar uma buyer persona sem ter clientes!

Você deve estar se perguntando: Será que é possível definir uma persona sem mesmo ter clientes?

Sim, garantimos que é possível! Afinal, por mais que você ainda não conheça a fundo quem será o seu consumidor, você já deve ter uma ideia do perfil dos seus futuros clientes e por isso tem plenas condições de começar a definir quem você quer atingir.

Aliás, começar dessa maneira é uma excelente forma de trazer prosperidade para o seu negócio.

Tendo em vista esse desafio, preparamos aqui uma lista com boas práticas relacionadas a como criar uma buyer persona sem ter clientes para você começar agora mesmo. Confira:

1. Crie a persona com precisão

Entenda que criar uma boa persona pode ser o grande “pulo do gato” ou “o caminho para o sucesso” para a sua empresa que está iniciando. Por isso, criá-la com precisão, e de forma cuidadosa, é essencial para que as chances disso acontecer sejam maiores.

Sugerimos que você invista muito bem o seu tempo nesse processo. Não tenha pressa e nem economize qualquer tipo de recurso que seja necessário, além disso, tenha como premissa usar sempre dados que sejam relevantes e muito bem coletados.

Quanto mais completa e íntegra a persona for, melhores serão as condições de desenvolver uma comunicação eficiente com ela ao longo de sua jornada de compra. Assim ficará muito mais fácil transmitir a mensagem e a proposta do seu negócio.

Lembre-se que há uma grande diferença entre a persona e o público-alvo. A persona apresenta as características de quem você quer atingir de forma específica e detalhada, já o público-alvo trata tudo de uma forma mais genérica.

Tome cuidado para não direcionar o seu processo de criação para o público-alvo, ao invés da persona.

E a primeira dica em como criar uma buyer persona sem ter clientes é fazer uma pesquisa online com pessoas que você acredita terem o perfil do seu futuro cliente.

2. Não crie personas em excesso

Um dos grandes erros que muitos iniciantes cometem nessa fase do negócio é querer criar um número elevado de personas.

Afinal, as ideias estão a todo vapor e é natural que haja o pensamento de que a empresa pode atender vários tipos de perfis de clientes. Soma-se a isso a preocupação de que o negócio não poderá deixar dinheiro na mesa se não focar em atrair todos os clientes possíveis.

Calma! Importante ter foco e tentar direcionar os esforços para o que vai gerar melhores resultados. Sem esse foco, corre-se o risco de não fazer nada bem feito e fracassar.

Quando criamos personas em excesso, fica difícil criar uma estratégia completa para cada uma delas. Então, crie uma de cada vez e conforme os resultados surgirem, trabalhe na confecção das outras.

3. Faça as perguntas certas

Outro passo importante para entender como criar uma buyer persona sem ter clientes é fazer as perguntas certas. Ou seja, elaborar questionamentos que vão ajudá-lo a confeccioná-la da melhor maneira possível.

Como o seu objetivo é criar uma identidade para essa persona, é preciso conhecê-la um pouco mais de perto. Então, além de criar as perguntas, busque obter o maior número de respostas de pessoas que sejam clientes em potencial.

Isso poderá ser feito indo a campo, enviando o questionário para conhecidos, disponibilizando o formulário na internet e até pedindo aquela ajuda para a sua rede de contatos. O importante é conseguir atingir o maior número de pessoas que possuem alguma afinidade com o seu produto ou serviço.

Separamos alguns tópicos que poderão ajudar a criar esse questionário. Sendo assim, as perguntas deverão captar as seguintes características das pessoas:

  • seu perfil demográfico;
  • seus objetivos pessoais e profissionais;
  • em qual ramo trabalha;
  • os seus maiores desafios;
  • quais são as suas principais fontes de informação;
  • os seus hábitos de compra;
  • quais são as suas dores.

Obviamente que há outros tópicos que podem ser utilizados para criar as perguntas. O importante é que as respostas ajudem a definir a identidade da sua persona com precisão.

4. Analise os dados coletados

Tendo em mãos as informações originadas das pessoas que responderam às suas perguntas, já é possível começar a criar o perfil da buyer persona.

Encontre a melhor maneira de analisar os dados e não deixe de verificar se as informações formam um padrão.

A partir do momento que você consegue criar esse padrão, a persona começará a tomar forma.  Nesse momento, também será possível entender se há mais de uma persona que tem potencial para ser cliente do negócio.

Caso não seja possível identificar nenhum padrão, infelizmente algo pode ter dado errado ao longo do processo, mas não se desespere. Tenha calma e verifique o que pode ter dado errado.

Pode ser que seja preciso coletar mais respostas ou reformular as perguntas. O importante é não desistir do processo e ter persistência para criar a persona de forma correta.

5. Crie o seu MVP

Para quem não sabe, MVP é a sigla para Minimum Viable Product, que no Brasil chamamos de Mínimo Produto Viável.

O MVP nada mais é do que a criação de um produto com o mínimo de recursos possíveis, mas que funciona com a finalidade de validar a sua ideia de negócio. É como se fosse uma amostra que ajuda a entender se há espaço no mercado para ela.

O que muitos não sabem é que lançar um MVP pode ajudar muito na criação da buyer persona. A partir do momento que as pessoas interagem com o seu produto, por mais que ele não esteja totalmente pronto, é possível conhecê-las melhor, ajudando a definir quem é a persona que o negócio irá focar.

Além disso, já é uma excelente maneira dos potenciais clientes conhecerem a sua solução e demonstrar a sua percepção sobre ela. Sem contar na possibilidade de estreitar o relacionamento e coletar feedbacks valiosos para o negócio como um todo.

6. Torne a persona pública

Por fim, a nossa última dica é para você não guardar a persona somente para você. Após criá-la, torne-a pública para que todos da empresa possa conhecê-la muito bem.

Afinal, todos deverão interagir com ela em algum momento, não importa se o colaborador trabalha na área de vendas ou o setor administrativo.

Dessa maneira, todos poderão contribuir para as estratégias da empresa, inclusive dando sugestões e fazendo questionamentos a fim de aprimorar a persona ao longo do tempo.

Agora que você já sabe como criar uma buyer persona sem ter clientes, dá uma olhada nesse outro post com dicas mais completas sobre esse processo.