Situação de boa parte dos empreendedores iniciantes

Como conseguir investimento para sua empresa

Quando conversamos sobre empreendedorismo, principalmente na área de tecnologia, é extremamente comum pensarmos em investidores, crescimento meteórico e riqueza quase instantânea.

Quando conversamos sobre empreendedorismo, principalmente na área de tecnologia, é extremamente comum pensarmos em investidores, crescimento meteórico e riqueza quase instantânea.

No mundo real, existem pessoas dispostas a investir em ideias em estágio inicial para fazê-las crescer, mas é importante ficar bem claro que não é tão fácil assim.

Situação de boa parte dos empreendedores iniciantes

Situação de boa parte dos empreendedores iniciantes

Conheça o tipo de empresa que interessa a um investidor
Normalmente, investidores são atraídos por empresas escaláveis. Isso quer dizer que para ser atrativo, você precisa ter um projeto megalomaníaco e que consiga crescer numa velocidade incrível.

Um ótimo exemplo de empresa atrativa para investidores é o Peixe Urbano que em um ano cresceu de 5 para mais de 300 funcionários, faturou uma quantidade cavalar de dinheiro e conquistou alguns milhões de usuários (conheça melhor a história do Peixe Urbano aqui).

Quanto menor o risco, mais fácil rolar um investimento
Uma coisa precisa ficar bem clara: por mais que sua ideia hipermegaultramasterpowerpluszord seja genial e tenha potencial pra te tornar o Eike Batista brasileiro, ela só estará comprovada quando você tiver uma multidão de pessoas se degladiando pelo seu produto. Até lá, é uma ideia como qualquer outra.

Imagine o projeto de uma empresa como um belo filé-mignon, servido numa churrascaria caríssima. Até valer não sei quantos reais por kilo, o boi precisou nascer, ter uma infância, crescer, ser abatido, ser preparado por um master Chef, etc.

Digamos que o investidor até esteja disposto a pagar pelo embrião do boi, que pode ou não, tornar-se um suculento filé mignon. Porém, quanto mais avançado você estiver no processo, maior a probabilidade da compra e maior o preço que ele pagará pelo seu projeto.

Ou seja, avance o máximo que você puder para mostrar a viabilidade do seu projeto. Investidores adoram empresas que já passaram pela fase do protótipo e que já tem clientes, equipe formada, marca conhecida, etc.

Saiba que o processo não é rápido
Pra começar, não é muito fácil achar alguém disposto a investir na sua empresa. Depois de achar, você precisa convencê-la de que o preço que você quer pelas ações valem a pena. Depois disso, vocês precisam concordar sobre o que vai acontecer caso ocorra a entrada de outro investidor mais pra frente. E por aí vai.

Além da negociação, toda a parte contratual é consideravelmente complexa. Paciência e boa assessoria jurídica fazem muita diferença.

Conclusão: Saia do lugar!
Se você realmente pretende buscar investimento, a melhor solução é mostrar avanços do seu projeto e conhecer as pessoas certas que podem te ajudar no processo.

Além disso, vale sempre a pena lembrar que um bom controle financeiro demonstra muita credibilidade na hora de mostrar o projeto. Nessa hora que uma boa ferramenta pode facilitar muito o seu dia-a-dia.

Nós usamos e recomendamos o ContaAzul, que além de organizar muito bem as movimentações, também tem um sistema bem bacana de integração com nota fiscal eletrônica e emissão de boletos. Para melhorar, leitores do Saia do Lugar possuem 50% de desconto nos 6 primeiros meses, só usar o código: Empreendemia.

Veja mais informações sobre o ContaAzul aqui.

Abraços,
Millor Machado (doido pra transformar meu bezerro num filezão saboroso)

Se você quer se aprofundar no tema, confira a entrevista com Simon Olson sobre capital de risco.

Se você não tem dinheiro e acha difícil conseguir investimento, confira o artigo Como empreender com pouco dinheiro.