homem no computador aprendendo como abrir uma loja virtual

Como abrir uma loja virtual: mercado, processos tributários e administrativos

Quer aprender como abrir uma loja virtual? Preparamos este post com todas as informações que você precisa saber antes de começar seu negócio!

Neste material, elencamos tudo que é necessário para entender como abrir uma loja virtual. Confira o que vem a seguir:

As barreiras de tempo e distância realmente deixaram de ser um problema e tornaram-se solução para comércio de produtos e serviços? Saiba que sim, e esse é o principal fator que faz com que os empreendedores brasileiros busquem ideias sobre como montar uma loja virtual.

Além da praticidade, o negócio pode ser a fagulha inicial para que você comece uma empresa com custos baixos e um potencial de alcance ilimitado. E então? Vamos entender melhor os conceitos práticos para investir nesse segmento?

Mercado

Principalmente por conta do grande número de usuários digitais, o mercado nacional vem crescendo anualmente no que diz respeito ao faturamento das lojas virtuais. Essa questão é comprovada pela Ecommerce Trends 2017, uma pesquisa focada neste nicho que indica que 98,8% dos brasileiros entrevistados já realizaram ao menos uma compra na internet.

Outro número importante para quem quer trabalhar com o comércio eletrônico é o fato de que o Brasil se destaca em 10º lugar no ranking de melhores países do mundo para trabalhar com vendas online.

Alguns produtos se destacam por ter um volume maior de comercialização:

  • smartphones;
  • eletrônicos em geral;
  • vídeo aulas e músicas;
  • games;
  • brinquedos;
  • vestuários e acessórios;
  • artigos de beleza;

Apesar desses dados, quase qualquer empresa tradicional pode aderir ao mercado online, bastando adaptar alguns aspectos da loja física para o conceito digital.

 

Custos

Os custos são uma peculiaridade interessante do mercado eletrônico, uma vez que aluguel da loja ou salário dos vendedores podem ser dispensáveis. Se o empreendedor pretende assumir a gestão operacional do negócio, o custo pode ser extremamente competitivo.

Fizemos uma estimativa válida para montar uma loja virtual de pequeno porte, mas em nível profissional.

Os de implementação inicial são:

  • desenvolvimento do site/plataforma: R$ 2.500,00;
  • computador básico: R$ 1.200,00;
  • mesa/cadeira escritório: R$ 550,00;
  • recursos para manutenções preventivas/corretivas: R$ 500,00;
  • capital de giro: 35% a 50% de todo o valor investido na loja virtual;
  • estoque inicial de produtos: valor é determinado com base no ramo de atuação.

Os custos mensais médios são:

  • domínio anual: R$ 50,00;
  • manutenção e estabilidade mensal: R$ 550,00;
  • servidor em cloud: R$ 200,00;
  • internet: R$ 200,00;
  • tributos: R$ 450,00;
  • marketing: R$ 700,00;
  • armazém para produtos: R$ 500,00.

Apesar dessa estimativa básica, ressaltamos que os custos podem variar bastante com base na região e na qualidade do serviço contratado. Adicionalmente, é importante acrescentar os equipamentos (computadores, cadeiras, internet extra) para todas as pessoas que vão trabalhar no projeto — além da remuneração própria.

Tributação

De regulamentação estadual, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS é o mais representativo na atividade de comércio eletrônico de produtos. Basicamente, quando venda ocorre dentro do estado em que a loja virtual atua, o imposto a ser pago é de 18% do valor da operação.

Por outro lado, se você vendeu seu produto para entrega em outros estados, deve recolher a chamada alíquota interestadual:

  • 12% nas mercadorias com destino às regiões Sul e Sudeste (exceto Espírito Santo);
  • 7% nas mercadorias com destino às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e no Estado do Espírito Santo.

Agora, para quem vai montar uma loja virtual de menor porte, uma dica para o planejamento tributário é optar pelo Simples Nacional, regime que possibilita recolher todos os impostos em uma única guia.

Nesse caso, a alíquota aplicada é de 4% a 11,61%, com base na receita bruta da loja virtual, portanto, a opção pode ser economicamente vantajosa.

*Outros tributos importantes: IRPJ, CSLL, PIS e Cofins.

Marketing de conteúdo

Para que uma loja virtual tenha sucesso, é primordial que a marca domine o mercado eletrônico. Para isso, adotar uma estratégia de marketing de conteúdo talvez seja a melhor forma de conquistar e fidelizar potenciais consumidores.

A estratégia tem como objetivo atrair e engajar o público alvo por meio da publicação de conteúdos relevantes, gerando mais reconhecimento para o negócio, com a intenção de agregar valor para a marca e, assim, aumentar o número de vendas.

Além disso, é possível demonstrar de forma inteligente a idoneidade da loja, o que ajudaria o negócio dominar o mercado e gerar mais receita.

Quer saber mais sobre marketing de conteúdo? Entre em contato com um dos nossos consultores!