coaching pessoalprocessos de coaching pessoal para ajuda-los a melhorar sua performance.

">

15 dicas de coaching pessoal para ajudar na sua carreira

Você sabe o que os políticos tem em comum uns com os outros? Eles costumam contratar um auxílio de processos de coaching pessoal para ajuda-los a melhorar sua performance.

Você sabe o que os políticos tem em comum uns com os outros? Eles costumam contratar um auxílio de processos de coaching pessoal para ajuda-los a melhorar sua performance.

Um coach é um profissional que tem como meta ajudar uma pessoa a alcançar seus objetivos.

A palavra “coach” em inglês significa “treinador”, e a relação entre um coach e  o seu orientando é, realmente parecida com a de um treinador e um atleta.

Esse tipo de trabalho já era muito popular entre políticos, celebridades e empresários, mas agora as técnicas de coaching pessoal vêm se popularizando e atraindo a atenção de diversas pessoas que querem ganhar produtividade e alcançar seus objetivos.

Este artigo trará 15 dicas de coaching pessoal para ajudar você a melhorar seu rendimento profissional.

Sem metas, sem ganho!

Imagine um time de futebol que participa de um campeonato apenas por participar. Não existe uma meta de vencer, nem mesmo de melhorar o rendimento em comparação ao campeonato anterior.

Você acha que esse grupo tem alguma chance de conseguir um bom resultado?

Quando não temos uma meta clara de onde queremos chegar não conseguimos usar racionalmente nossos recursos, gerando desperdício de tempo e energia.

Estabeleça, portanto, algumas metas que você deseja alcançar. Esse é o começo para o processo de coaching pessoal.

Mas como estabelecer metas? Esta é a próxima dica.

Não confunda sonhos com delírios

O filósofo e educador Mario Sérgio Cortella chama a atenção para os problemas que confundir sonhos com delírios podem causar na vida de uma pessoa.

Voltando às metas, imagine que uma pessoa estabeleceu como objetivo o seguinte: “realizar meu sonho de passar no vestibular de medicina”.

Esse é um exemplo de sonho, afinal, ainda que o vestibular para cursar medicina, normalmente, seja concorrido, qualquer indivíduo consegue perceber o que é preciso para realizar esse desejo – estudar provas dos anos anteriores, realizar exercícios, fazer simulados e etc. –.

No entanto, imagine que outra pessoa decidiu que sua meta seria: “Ser um jogador campeão pela Seleção Brasileira de futebol”.

O problema é que esse sonho se torna impossível caso a pessoa não tenha, por exemplo, mais idade para ser jogador de futebol.

Um delírio, portanto, é algo que não pode ser alcançado. Já um sonho pode ser realizado.

Você pode sonhar ao estabelecer suas metas, mas não pode delirar.

Divida suas metas

As metas devem fracionadas, assim é mais fácil alcançá-las. Por exemplo, a meta de “passar no vestibular” pode tornar-se uma meta anual, exemplo:

  • Meta anual: passar no vestibular
  • Meta mensal: melhorar a nota alcançada nos simulados
  • Meta semanal: realizar exercícios da apostila
  • Meta diária: estudar duas horas seguidas.

Realizando as metas diárias será mais fácil manter-se motivado e, ao mesmo tempo, se está trabalhando para alcançar a meta principal.

Tenha disciplina

A técnica de coaching pessoal exige comprometimento do indivíduo. Por isso seja disciplinado.

Da mesma maneira que um atleta treina todos os dias, faça chuva ou sol, você também terá que se manter fiel ao seu planejamento.

Cada vez que você trapacear estará, na verdade, se sabotando.

Não se subestime

Nossos pensamentos criam emoções. Por exemplo: se você imaginar uma briga que teve recentemente poderá sentir raiva. A briga já passou, mas, só o fato de pensar naquele momento já criou um sentimento negativo.

Da mesma maneira se você pensar em coisas boas melhorará seu humor.

Perceba o quanto seus resultados podem mudar se, por alguma razão, você começar a  se subestimar.

Evite ao máximo esse comportamento tóxico.

Busque inspiração

Às vezes é muito difícil manter a motivação. Nesses momentos é importante buscar inspiração nas histórias de outras pessoas. É impressionante as histórias de superação que encontramos em filmes, livros ou mesmo relatos reais.

Esse tipo de estratégia pode encher de ânimo uma pessoa que está desanimada, então busque-as em palestras como as do Ted – disponíveis no Youtube – ou em filmes.

Evite pessoas negativas

O ser-humano é um animal social, ou seja, preza pela convivência com outros da espécie. No entanto, absorvemos muito das outras pessoas.

Pense por um momento em suas amizades e veja o quanto seus amigos podem ter-lhe influenciado: o modo de falar, os gostos musicais, posicionamentos políticos, etc.

Por isso, quando estamos com pessoas negativas – aquelas que reclamam do clima independente se está sol, chuva, nublado ou nevando – acabamos tornando-nos negativos também. Isso é muito perigoso no processo de coaching pessoal.

Imagine um time entrando em campo e o capitão do time fala: “Nem sei porque estamos aqui, vamos perder mesmo. ”

Provavelmente o restante da equipe ficaria abalado, não é mesmo?

Valorize a comunicação

Técnicas de coaching pessoal valorizam a qualidade da comunicação entre as pessoas. É muito difícil alcançar resultados profissionais satisfatórios quando dizemos uma coisa e as pessoas entendem outra.

Esse tipo de falha pode colocar uma entrevista de emprego em risco, ou mesmo afastar possíveis investidores.

Uma dica antes de falar em público é ensaiar antes. Além disso ler ajuda a melhorar o vocabulário e construir uma comunicação mais eficiente – e isso nos leva a nossa próxima dica.

Dedique um tempo à leitura

Além de ajudar na comunicação, ler é um hábito importante para manter nossa saúde mental. Nossas conexões neuronais são realizadas pelas comunicações entre os neurônios, as sinapses.

Toda vez que aprendemos algo novo, uma nova conexão entre os neurônios é feita, ou seja, é criada uma nova sinapse. A leitura se apresenta como uma ótima oportunidade de aprender algo novo.

Um livro de 400 páginas pode não ser convidativo para quem não possui o hábito da leitura. No entanto se a pessoa ler 20 páginas por dia terá lido um livro, em menos de um mês.

Coaching Pessoal: inteligência emocional

A mesma situação pode ser observada de diferentes maneiras, gerando diversas reações, de acordo com cada pessoa. Por isso é importante manter uma postura de inteligência emocional com quem convivemos.

O termo inteligência emocional ficou famoso após o livro de mesmo nome ser lançado pelo psicólogo Daniel Goleman, em 1995.

Desde então, cientistas dedicam-se ao estudo do tema. No processo de coaching pessoal a inteligência emocional também é levada em consideração.

É importante que a pessoa se mantenha atenta ao próprio comportamento e questiona-se com relação às suas atitudes.

“Era necessário ser agressivo naquele momento?”

“Será que eu demonstrei segurança diante do cliente?”

“Por que estava inseguro?”

Essas são exemplos de perguntas que podem ser feitas para ajudar uma pessoa a entender suas emoções.

Identifique seus pontos fracos

Para alcançar bons resultados com o coaching pessoal é importante ser honesto consigo mesmo e listar quais são os aspectos que estão deixando a desejar em seu comportamento.

Por exemplo: você quer mudar de trabalho, no entanto, chegou atrasado a duas entrevistas de emprego, logo, pontualidade é um ponto fraco, que deve ser trabalhado.

Cultive bons hábitos

Muitos resultados que conquistamos – inclusive resultados ruins – são frutos dos nossos hábitos. Por isso é importante dedicar um tempo para identificá-los e, se for possível, trocar os maus hábitos pelos bons.

O hábito de ficar horas nas redes sociais pode ser substituído, aos poucos, por um novo hábito, como se exercitar, por exemplo.

O hábito de reclamar do chefe pode ser trocado por uma visão mais otimista sobre a empresa.

Coaching pessoal: cuidado com a preguiça

A preguiça faz com que a pessoa prefira uma recompensa imediata ao invés de trabalhar para uma recompensa futura.

Por exemplo: o despertador toca, mas ao invés de ir para a aula o estudante prefere ficar dormindo em casa, afinal, dormir é mais prazeroso e o recompensa imediatamente.

Quem está disposto a melhorar seus rendimentos deve focar nas recompensas futuras.

Não procrastine

Assim como a preguiça a procrastinação é um sabotador muito poderoso. É comum que muitas pessoas deixem suas tarefas para amanhã.

O problema é que quando o amanhã chega elas repetem a estratégia e a deixam, novamente, para amanhã. Desse modo a tarefa nunca é concluída.

Não tenha medo de falhar

Assim como um atleta que começou hoje seu treinamento levará um tempo para tornar-se um campeão, você também precisará de tempo para atingir seus objetivos. É importante que se lembre disso.

Durante esse percurso pode ser necessário que você mude suas estratégias, estabeleça novas metas e tenha que lidar com algumas falhas.

Não deixe que isso o desmotive e o faça desistir. Errar faz parte do processo de amadurecimento e mudança.

Assuma suas responsabilidades

Você é o grande responsável pelos seus resultados. Entenda isso e chame para si a responsabilidade pela sua vida.

Nós somos hoje frutos das decisões de ontem e podemos começar, neste instante, a desenhar nosso futuro.

Essa é uma decisão que cabe apenas a você, e o processo de coaching pessoal é uma importante ferramenta para ajudá-lo.

Em resumo

O processo de aperfeiçoamento pessoal é trabalhoso, mas vale muito à pena e deve ser começado hoje mesmo, afinal, daqui a um ano você terá desejado começar essas mudanças agora.

Agora que você já sabe como o coaching pessoal pode colaborar para uma performance de alto rendimento em sua vida, que tal ler essas dicas para empreender e liderar com sucesso?