Caso de empreendedorismo: Como um consultor pode ser útil ao cliente

Meu nome é Valter Mello, e minha empresa é a VM Clínica Logística, cujo foco é obter a excelência nos processos internos de logística e nos métodos de trabalho dos meus clientes.

Clínica logística

Antes de empreender
A idéia da empresa começou em fins de 92, após 16 anos de uma carreira de sucesso na Philips, quando resolvi voar com minhas próprias asas.

Lá meu trabalho era de consultoria interna e, além dos projetos de movimentação e armazenagem, e melhoria do desempenho operacional, eu auditava o desenvolvimento de embalagens para que sempre tivessemos custos reduzidos de armazenagem e frete através da melhor ocupação volumétrica de conteineres, páletes, etc…

Por isso, quando sai, a idéia era continuar trabalhando com otimização de embalagens através de um software que cheguei a desenvolver.

O começo da empresa
Iniciei o negócio ministrando alguns cursos de administração de armazéns e de otimização do uso do espaço, e logo fui convidado por uma multinacional para fazer projetos de melhoria das operações logísticas de seus distribuidores de médio porte.

Foram cerca de 100 projetos e eu percebi que a grande maioria dos clientes precisava de intervenções pontuais e que seus problemas eram basicamente solucionáveis através de uma visão sistêmica, organização, e estabelecimento de métodos e controles simples.

Foi assim que nasceu a Clínica Logística, no sentido de Clínica mesmo, de prevenção, vacinas, profilaxia, e de remediação quando há um problema instalado.

Resolver o problema até o fim
Eu tenho a “mania” de botar a mão na massa e não gosto de dar conselhos “engravatados”, por isso minhas intervenções são essencialmente práticas. Para mim o serviço só acaba no treinamento do pessoal, no acompanhamento da operação e nos bons resultados dos indicadores.

Fico feliz quando os meus clientes deixam de depender da minha intervenção.  Com isso eu não crio “galinhas dos ovos de ouro” mas ganho um novo amigo a cada cliente.

Dicas para consultores que querem se destacar no mercado
Para quem pretende empreender em consultoria tenho alguns conselhos:

  1. É essencial ter experiência! E isso só se adquire após ter comido muito pó de chão de fábrica (e no caso da logística, também dos armazéns).  E é imprescindível saber muito mais do que aquilo que pretende oferecer, o que exige aperfeiçoamento constante.

  2. Não queira vender “fumaça”. O mercado é perverso e não perdoa bobagens.

  3. Consultoria é 50% seu trabalho e 50% trabalho do cliente. E depende do estabelecimento de uma relação/contrato muito delicada em que o equilíbrio e a transparência são a base do sucesso.

  4. Cultive também a humildade, no sentido de não ser arrogante ou dono da verdade.  A verdade vem de suas atitudes. O sucesso nesse tipo de trabalho vem de saber falar a linguagem do cliente e respeitar a cultura de cada empresa.   Minha experiência tem me mostrado que o cliente valoriza soluções simples, a confiabilidade, e a consistência nos resultados.

  5. E por último seja resiliente. Não desista!  Não trabalhe pelo dinheiro e faça o seu sonho valer mais do que um salário regular.  Minha empresa já tem 15 anos e ainda hoje a batalha é diária. Mas o sonho valeu e continua valendo a pena.

Para entrar em contato com Valter, seguem os perfis no Empreendemia:

Se você também tem um caso de empreendedorismo para contar, mande para [email protected]

comments powered by Disqus