Caso de Empreendedorismo: A importância do controle financeiro

Caso de Empreendedorismo: A importância do controle financeiro

Empreendedor: sim, controle financeiro é necessário!

Esse post foi mandado pelo Matheus Quincozes da Vega I.T., empresa de Curitiba que oferece serviços de estrutura em TI e soluções para gestão de empresas.

Parece básico dizer que uma empresa precisa de controle financeiro, não é? Mas infelizmente não é assim que acontece.

Muitas empresas, em sua maioria micro e pequenas, pecam por diversos aspectos, dentre eles: basear-se apenas no dinheiro em caixa (falta de planejamento), misturar o dinheiro do sócio com o da empresa (filosofia sócio rico, empresa pobre), não ter um fluxo de caixa organizado para planejar as melhores datas de pagamento para seus compromissos, reserva de dinheiro para pagamento de custos fixos, etc. Esse descontrole chega ao ponto de muitos empresários não saberem dizer exatamente quanto a empresa lucra (se é que lucra) mensalmente.

Além deste tipo de falta de controle financeiro amplamente visto nas PME’s brasileiras, temos ainda a falta de controle no sentido de não saber exatamente como estão as receitas, ou seja, responder perguntas simples como: Que produto vende mais? Que produto tem melhor margem de lucro? Enfim, várias destas perguntas podem ser respondidas com um controle financeiro adequado, o que não quer dizer complexo.

Muitas empresas conseguem isso até usando o excel. O importante é ter a visão de que isso é tão importante quanto o tradicional “Preciso Vender Mais”.

Vamos pegar como exemplo um cliente nosso: enquanto ele não controlava suas finanças, vivia com problemas para pagar fornecedores e nunca tinha dinheiro em caixa nem para sua folha de pagamento no dia correto; depois de informatizar a empresa (controle de vendas e financeiro integrados) percebeu que a maior parte de seus produtos tinha margem de lucro muito alta e por isso vendia pouco, o que dificultava o giro financeiro em sua empresa e empacava o estoque.

Após a implementação do sistema, ele começou a trabalhar com uma margem fixa de lucro (mais apertada para promover o giro), estabeleceu datas fixas de pagamento de pró-labores, fornecedores, funcionários, etc e passou a acompanhar as finanças de perto.

Resultado: a sua Loja agora são 3, o negócio cresceu! Vender não é tudo, controle também gera resultados… Lembrem-se disso.

Quer controlar melhor a sua empresa?

Os leitores do Saia do Lugar possuem acesso a um mega desconto de 50% nos 6 primeiros de uso do ContaAzul, o melhor sistema de gestão para micro empresas, é só usar o cupom: Empreendemia.

Para melhorar sua organização financeira agora, veja mais aqui.

  • Edubuys

    Matheus, tenho pequenas (íssimas) empresas e aprendí, a muito cu$to, que “Controlar Gera Resultado$”, financeiros também, é claro. Texto é simples e direto, o recado está bem dado. Agora é prestar mais a atenção no “Saia do Lugar”. Já favoritei. Abs, Eduardo Buys
    ps:retribuição de visitas…Blog do Varejo => http://www.varejototal.zip.net

  • Matheus

    Olá Eduardo,
    Que bom que você gostou do Post.
    Qualquer coisa só me procurar.
    Abraço
    Matheus

  • Roberto Fermino

    O mantra clássico do “O Método” proposto pelo Falconi é: Quem não mede não gera!
    Parabéns Matheus. Sucesso.

  • Matheus

    Obrigado Roberto.
    Sucesso para todos nós 🙂

  • Realmente, impossível medir (resultados), o que não é controlado.
    Parabéns pelo Blog.

  • Deyse

    Boa Noite.

    Sigo vocês e adoro as dicas e artigos que publicam.

    Tenho algumas ideias e com elas muitas dúvidas. Penso em abrir uma pequena empresa de vendas pela internet. Como proceder? Qual o passo a passo, desde o jurídico até a venda em si. Alguma sugestão ou dica?

    Já pensei em procurar alguns órgãos como SEBRAE, o que sugerem?

    Abraços e sucesso!