Características do empreendedor: Ter paixão pelo que faz

Dentre todas as características do empreendedor, ter paixão é a mais importante delas. Se você tem paixão pelo que faz, qualquer outra característica é desenvolvida.

Dentre todas as características do empreendedor, ter paixão é a mais importante delas. Se você tem paixão pelo que faz, qualquer outra característica é desenvolvida.

Por outro lado, um empreendedor sem paixão pode ter qualquer outra característica que dificilmente chegará muito longe.

Paixão no que faz é fundamental para o sucesso

Pessoas apaixonadas inspiram outras pessoas
Na prática, empreender é a arte de conquistar a simpatia de pessoas por você e pelas pessoas da sua empresa. Por mais clichê que seja, empresas são feitas de pessoas. Se você é apaixonado(a) pelo que faz, as outras pessoas perceberão isso e te darão mais valor.

Ter paixão pelo que faz é fundamental para conquistar a simpatia dos seus clientes, fornecedores, funcionários, parceiros, etc. Ninguém gosta de fazer negócios com pessoas “mornas”.

Paixão te dá motivação para seguir em frente
Mesmo com toda paixão do mundo, existirão inúmeros obstáculos na sua frente. Se com paixão já é difícil seguir em frente, imagina só a dificuldade que é enfrentar todos os obstáculos em um projeto que não te instigue.

Uma das barreiras mais difíceis de quebrar é o medo da crítica. Ninguém gosta de ser criticado. Porém, se você é realmente apaixonado pelo que faz e confia que está fazendo a coisa certa, você pode muito bem colocar a foto de um unicórnio e um cachorro no seu artigo e não ter medo de ser criticado por isso.

Paixão pelo seu projeto te dá auto-confiança para vender seus serviços
Se podemos escolher uma palavra mágica para o mundo dos negócios, essa palavra é: credibilidade.

A não ser que você seja um ótimo charlatão, é muito difícil passar credibilidade na hora de vender alguma coisa que você não acredite do fundo do seu coração. Vender algo que você acredita é a forma mais fácil de mostrar os benefícios do seu produto/serviço.

Conclusão
É possível que você esteja feliz e seja extremamente competente fazendo algo que não seja sua verdadeira paixão. Porém, vai por mim que você estaria muito mais feliz fazendo algo que te dê um senso de realização.

Por mais louco que pareça, se você não está atualmente trabalhando na sua melhor ideia, você está perdendo tempo que não irá voltar. Como já dizia a Apple “As pessoas que são loucas ao ponto de achar que podem mudar o mundo, são as que o fazem”.

Abraços,
Millor Machado (completamente apaixonado pela ideia de fomentar o empreendedorismo brasileiro)

P.S.1:  Ser apaixonado é muito diferente de ser cabeça-dura. Saiba ouvir as pessoas e melhore seus serviços a partir desses feedbacks. Ser apaixonado significa ser capaz de abrir mão de alguns pensamentos, desde que isso seja para o bem do produto/projeto.

P.S.2: Muito obrigado ao nosso leitor Gustavo Freitas pela indicação do tema!

Existem 2 artigos muito bons caso você queira se aprofundar no tema:

  • E ainda dizem que é impossível gostar do que se faz… Quando se ama nosso trabalho tudo é maravilhas…

  • mauro0x52

    Always, I wanna be with you
    And make believe with you
    And live in harmony, harmony oh love

    Desculpa, não resisti.

  • Paixão e comprometimento!!!

  • Pois é Jordano, não consigo entender porque as pessoas acham que é
    impossível fazer o que gostam. Na verdade é muito mais difícil fazer algo
    que não você não tenha paixão.

    Abraços!

  • railer

    oi millor, aos poucos estou lendo as vários postagens do saia do lugar e tenho gostado bastante.

    esse tema da paixão realmente é algo que inspira, que move a gente. infelizmente há muitos fatores que impedem as pessoas de ir atrás de suas paixões, como o medo ou a insegurança, mas é preciso perceber isso e fazer algo pra mudar. não dá pra ficar insatisfeito, reclamando e não fazer nada. e empreender requer essa atitude para passar por todos obstáculos e não desanimar.

  • Exatamente Railer!

    Correr atrás da paixão é algo que dá medo, já que exige uma atitude
    diferente de simplesmente “seguir o roteiro”.

    Em compensação, ao não enfrentar o medo, ficamos com aquele sentimento de
    “podia ter feito melhor”.

    Medo todo mundo tem, coragem pra enfrentá-lo e fazer algo realmente
    significativo, aí infelizmente é algo pra poucos.

    Abração!

  • Fiz um post exatamente sobre isso um mês atrás: só inova quem tem paixão pelo que faz: http://www.opulodogato.org/2010/11/04/inovacao-se-faz-com-paixao/

  • Bom, muiiiito bom!

  • A propósito, to apaixonado pelo blog também! =)