Branding Digital

Entenda o que é branding digital e como usá-lo na sua estratégia de marketing

Toda empresa que quer usar a Internet para construir sua marca precisa aprender o que é branding digital. Neste artigo, ensinaremos não só isso, mas também as principais vantagens da estratégia
Cursos de Marketing DigitalPowered by Rock Convert

O maior objetivo de 89% de todos os profissionais de marketing é criar reconhecimento de marca para a empresa em que trabalham. No entanto, para fazer isso no contexto atual, é necessário saber o que é branding digital.

Trabalhar para fortalecer uma marca é se suma importância no marketing do seu negócio, pois a estratégia traz resultados se for bem feita. Para se ter uma ideia, um trabalho de branding consistente em todos os canais da empresa gera 23% mais vendas para a companhia.

E como o termo “todos os canais da empresa” é crucial na frase anterior, isso significa que é necessário ter especial cuidado com a presença online da companhia, principalmente considerando que 70% da população brasileira está na Internet.

Se você compartilha o desejo de criar reconhecimento de marca, siga a leitura a seguir para aprender como alcançar esse objetivo na Internet!

O que é branding?

Em termos genéricos, branding é o processo de gerir as estratégias de marca de uma empresa. Mas essa definição não comunica exatamente o que é branding ou a sua importância.

Jeff Bezos, o fundador da Amazon, no entanto, tem uma frase muito mais interessante e que explica bem o que é branding:

“Sua marca é o que as pessoas falam sobre você quando você não está na sala.”

Ou seja: a marca não é aquilo que projetamos ao mercado, mas sim aquilo que as pessoas guardam sobre a empresa. Em outras palavras, branding é construir a imagem de uma empresa na cabeça das pessoas.

Todas as gigantescas empresas do planeta dedicam, anualmente, enormes porções do seu orçamento de marketing para o branding. Elas pensam em todos os detalhes possíveis: que cores usar, que influenciadores contratar, quais eventos patrocinar e como se posicionar em todos os contextos possíveis.

E quando falamos em contextos, não dá para fugir do maior contexto de todos hoje em dia: a Internet. Por isso, toda empresa que quer fazer um bom trabalho de construção de marca precisa saber o que é branding digital.

Como você provavelmente já adivinhou, o branding digital é a gestão da marca de uma empresa no ambiente digital. Ou seja: nas redes sociais, vídeos, aplicativos e todo o universo da Internet.

Quais os principais elementos do branding digital?

Decorar uma definição não ajuda a entender um conceito de verdade. Se realmente queremos absorver o que é branding digital, precisamos conhecer os seus principais elementos. São eles:

  • visibilidade;
  • conteúdo;
  • público;
  • tecnologia e métricas.

Falemos sobre cada um deles com um pouco mais de detalhes a seguir. Siga a leitura!

Visibilidade

Toda ação de branding, digital ou não, deve ser pensada em um contexto e espaço específico. Afinal, não há como criar uma imagem perante o público se não houver visibilidade.

No branding digital, a visibilidade é obtida pelos canais de comunicação com o público. Não existe uma “plataforma ideal” que sirva a estratégia de todas as empresas. O canal certo dependerá do contexto de cada marca. No entanto, é seguro afirmar que plataformas como um site próprio e as redes sociais são as mais usadas por companhias de todos os segmentos e tamanhos.

Conteúdo

Saber o que é branding digital não é o suficiente. Entender que tipo de imagem se quer construir na cabeça do público também não. É preciso sabre como comunicar essa imagem para as pessoas.

Powered by Rock Convert

No branding digital, usamos as diversas plataformas online para interagir com o público de maneira coerente e estratégica. Por exemplo: não adianta ter uma postura “legal e prestativa” no Facebook, mas um canal de atendimento grosseiro e antipático no chat do site. É necessário coesão entre todos os canais (tal como aponta a estatística do início do artigo).

Por isso, a empresa deve elaborar uma estratégia de branding para construir sua imagem de maneira coesa em todas as plataformas, mas se adaptando a realidade de cada uma delas. Por exemplo, criar conteúdos em vídeo para o YouTube ou Instagram, material compartilhável no Facebook, interações rápidas no Twitter e conteúdo profundo no seu site oficial.

Público

O centro de uma estratégia bem-sucedida de branding é o público. Afinal, é ele que queremos que tenha uma impressão específica sobre a empresa. Por isso, é nele que devemos focar para desenvolver todas as ações.

Tecnologia e métricas

Uma das vantagens do branding digital em relação ao tradicional é o uso de tecnologia para medir a eficácia da estratégia em tempo real. Para isso, no entanto, é preciso ser proativo e não ficar limitado ao público que já segue a empresa nas redes sociais.

Cerca de 96% de todas as pessoas que falam sobre uma marca não são seus seguidores. Ou seja: para ter um relatório real sobre a percepção do público em relação a sua empresa na Internet, é preciso ser proativo e caçar menções usando aplicativos e códigos para isso.

Quais as vantagens de adotar o branding digital?

Falando dessa forma de “caçar menções”, “desenvolver ações com base no público” ou “construir conteúdo”, a impressão que fica é que branding digital dá um trabalho danado. E dá mesmo.

Sendo assim, por que você deveria passar por todo esse esforço? Veja a seguir.

Mais clientes fiéis

Uma das razões para saber o que é branding digital e colocá-lo em prática é conquistar mais clientes fiéis. Uma marca bem construída gera uma relação entre clientes e empresa, o que faz com que os consumidores voltem para novas compras. Por falar nisso…

Mais vendas

O trabalho de branding digital gera mais vendas para a empresa. Nós já vimos que uma empresa com uma marca forte tem 23% mais vendas, mas a conexão emocional aumenta o faturamento também: um cliente fidelizado tem um lifetime value 3x maior.

Menos custos de contratação

Os benefícios de uma boa estratégia de branding não são sentidos só no setor de vendas, mas também no Recursos Humanos. 50% dos candidatos que buscam emprego nas principais empresas revelam que não trabalhariam numa marca que é percebida negativamente. Além disso, companhias com boa estratégia de employer branding diminuem os custos de contração em 43%.

Mais ferramentas

O branding digital apresenta mais ferramentas que o tradicional para alcançar seus resultados e medir o desempenho da estratégia. Com recursos tecnológicos, é possível captar menções em redes sociais e acompanhar métricas de engajamento online.

Ufa, quanta coisa aprendemos hoje! Agora você já sabe o que é branding digital e quais são as principais vantagens de aplicá-lo na sua estratégia de marketing. Só falta aprender como colocá-lo em ação, não é mesmo?

Mas não se preocupe: nós ajudaremos nisso também. Matricule-se agora mesmo no curso de Branding da Rock University para saber TUDO sobre branding digital e como colocá-lo em prática!