contador realizando a auditoria contábil

O que é, como e quando é realizada a auditoria contábil

Acompanhe o nosso artigo e descubra qual é a importância e como funciona a auditoria contábil em sua empresa.

Uma empresa para ter destaque no mercado deverá ser transparente e os seus documentos contábeis precisam ser confiáveis. Na verdade, é necessário que o empreendedor saiba se a sua empresa está respeitando as normas nacionais de contabilidade. Decerto, a auditoria contábil é o instrumento ideal para analisarmos a verdadeira realidade financeira e econômica dessa empresa.

Além disso, por meio desse instrumento, é possível observar se os registros de despesas e receitas estão sendo feitos corretamente, se o controle interno está adequado ou se existiram irregularidades na administração daquela empresa.

Você sabe o que é uma auditoria contábil? Como ela funciona ou quando ela deve ser realizada? Confira agora nesse post!

O que é auditoria contábil?

A auditoria contábil é o processo no qual será verificada a situação financeira de uma empresa. Esse procedimento pode ocorrer em qualquer empreendimento, até mesmo nos de pequeno porte. De fato, esse instrumento será utilizado para certificar a exatidão dos registros contábeis, confirmar a eficiência do controle interno e apurar se houve irregularidades ou fraudes na sua gestão.

Ela será realizada baseada conforme a observação de documentos contábeis, livros, registros, inspeções de fontes internas ou externas, pretendendo obter informações. Poderão ser analisados também o balanço do patrimônio, fluxo de caixa e a demonstração do resultado de caixa (DRE).

A auditoria é imprescindível para o empreendedor, pois o profissional responsável dará a sua opinião fundamentada sobre a real situação financeira daquele estabelecimento, possibilitando, assim, que esse empresário fique ciente se a sua empresa está seguindo ou infringindo as normas de contabilidade. Além disso, o auditor também apresentará as soluções pertinentes em casos de erros ou fraudes.

A auditoria irá beneficiar a sua empresa não apenas no controle financeiro, econômico ou patrimonial, pois poderá atingir de forma reflexa outras áreas, como:

  • administrativa, pois reduzirá a ineficiência e a improbidade;
  • fiscal, porque visará cumprir todas as obrigações tributárias;
  • técnica, em razão da efetividade dos serviços contábeis;
  • ética, uma vez que analisará a honestidade nos atos praticados;
  • social, visto que será observado se os recursos ambientais e para fins sociais foram adequadamente utilizados.

Vale ressaltar que essa auditoria contábil é realizada por um auditor independente ou firma de auditoria, logo, não se confunde com a auditoria interna. Essa é aquela que  realizada pelo contador da própria empresa e que almeja alcançar os objetivos de seu chefe.

Quem é o profissional responsável?

Conforme a legislação brasileira, o contador é a única profissão permitida a atuar como auditor, ou seja, só aquele profissional com formação em Ciências Contábeis e inscrito, com o registro ativo, no Conselho Regional de Contabilidade (CRC) pode prestar o serviço de auditoria a sua empresa.

Além disso, exige-se que o contador tenha 5 anos de experiência nessa área, após o registro no CRC, e a aprovação no Exame de Qualidade Técnica realizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O auditor contábil para ser um profissional competente deve estar sempre atualizado com as normas contábeis nacionais e internacionais, já que as mesmas estão em constantes mudanças e podem afetar as operações das empresas.

Quando é necessário contratar uma auditoria?

O processo de auditoria é muito utilizado para que se possa ter uma noção se a empresa está atingindo ao que se propôs desde o seu surgimento. Em regra, a opção de contratar um auditor é uma faculdade que deve partir da pessoa jurídica. Vale ressaltar que a legislação brasileira torna a auditoria contábil obrigatória para algumas empresas, como aquelas que gozam de benefícios fiscais, as sociedades anônimas de capital aberto, as instituições financeiras, os consórcios e os planos de saúde.

Esse procedimento será sempre benéfico, pois o gestor terá as informações sobre a sua real situação financeira, demonstrando se o seu controle interno está sendo executado da forma devida. Muitas vezes, o olhar conceituado, crítico, detalhista, especializado de um profissional alheio ao quadro de funcionários desse empresário fará toda a diferença. Isso é importante, visto que ele averiguará toda a empresa de maneira imparcial e fundamentada.

Se você percebe que a sua empresa está fugindo dos padrões estabelecidos, ou seja, possui indícios de fraudes ou erros nas suas demonstrações contábeis, é essencial que seja feita uma auditoria. Dessa forma, será possível comprovar se o seu receio é concreto ou não, possibilitando as correções das falhas ou demonstrando que a sua administração é eficaz.

Sendo assim, a auditoria contábil será relevante, pois constatará a segurança e a credibilidade da sua gestão e do seu controle interno, além de dar um melhor direcionamento em suas decisões.

Qual o passo a passo dessa auditoria?

O processo de auditoria em uma empresa é realizado conforme o determinado nas normas brasileiras. O professor Mariano Yoshitake afirma que esse processo se divide em seis etapas: pesquisa ambiental; planejamento de auditoria; controle interno; teste de controle; teste substantivo e parecer do auditor.

Na primeira etapa, o auditor recolherá os documentos e informações sobre aquela empresa. Depois disso, com as informações obtidas com o seu reconhecimento preliminar acerca daquele negócio, ele escolherá as melhores estratégias, aquelas aptas para trazer a transparência dos controles contábeis, inclusive com aplicações de testes.

Na verdade, a fase de controle interno acontecerá antes do início dos testes, pois os controles contábeis e o sistema contábil serão documentados nesse momento, para serem avaliados os quesitos fortes e quais são as deficiências desse sistema. A partir desse momento, o empreendedor passará pelo teste de controle, no qual é observado se ela está cumprindo as normas regulamentadoras.

Já o teste substantivo analisa a fidedignidade dos valores e informações constantes nas demonstrações contábeis. Por último, o auditor redigirá um relatório de acordo com as normas de contabilidade, no qual haverá a análise dos testes realizados e possíveis medidas adequadas a serem adotadas.

Quais os limites da auditoria contábil?

A auditoria é uma ferramenta fundamental para o controle interno, seja financeiro e econômico, seja administrativo de uma empresa. Embora seja realizado por um profissional especializado, pode acontecer que a contradição apresentada esteja fora de seu alcance, isto é, trata-se de um problema não contábil.

Nesses casos, quando a situação fugir do controle patrimonial e atingir, por exemplo, a pesquisa operacional ou de engenharia de produção, o auditor encontrará uma limitação, pois essa averiguação não está entre suas atribuições. Nesse caso, o empresário deverá procurar ajuda de um profissional dessa área.

Quais são os seus benefícios?

A auditoria contábil apresenta benefícios tanto para o empreendedor e seus investidores, quanto para o Fisco e a sociedade. Esse processo dificultará os pagamentos indevidos de despesas e os desvios de bens, ajudará o empresário a identificar as falhas na sua organização administrativa e no controle interno. Além de sugerir como adequar as demonstrações contábeis da sua firma.

A empresa terá uma maior credibilidade, pois serão aplicados padrões internacionais aos processos contábeis. A auditoria também contribuirá para melhores informações acerca da verdadeira realidade da situação patrimonial, econômica e financeira dessa empresa, podendo atrair novos investidores. Bem como também será útil para cumprir as leis fiscais.

Ademais, a auditoria vai ser de grande relevância para a sociedade, porque como garantirá a autenticidade das informações, haverá também a preservação dos empregos. Além de que é possível comprovar, por meio das demonstrações contábeis, o grau de solidez e da evolução da nossa economia.

O que fazer com os resultados obtidos?

O relatório do auditor contábil pode apresentar dois resultados. O primeiro é aquele que confirma que as operações contábeis daquele empresário estão coerentes e adequadas com as normas brasileiras e internacionais de contabilidade. Decerto, nesse caso, o auditor irá orientá-lo para adoção das melhores estratégias contábeis.

De fato, existe a possibilidade de a auditoria confirmar que a empresa apresenta falhas no seu controle interno, pois houve erros ou fraudes nos processos contábeis dela. O que vai diferenciar o erro da fraude é se houve ou não a intenção de adulterar os documentos, registros ou demonstrações contábeis.

Essas atitudes quando intencionadas caracterizam a fraude, que é quando o empreendedor, por exemplo, falsifica um documento, aplica uma prática contábil indevida, omite uma transação contábil ou registra uma movimentação sem provas de que ocorreu.

Serão casos de erro, quando os atos são cometidos sem a intenção de praticar aquela irregularidade, como no caso de aplicação errônea de uma prática contábil, um erro aritmético nas escriturações ou demonstrações contábeis ou até mesmo resultante de uma interpretação equivocada das normas.

Sendo assim, o auditor deverá comunicar (de forma verbal ou escrita) o erro ou fraude ao gestor da empresa e nunca a terceiros, por questões de sigilo profissional. Ademais, ele recomendará as medidas que deverão ser empregadas para corrigir essas irregularidades. Evidencia-se que se a empresa não cumprir o proposto, o auditor poderá deixar esse trabalho. 

Dessa forma, com todos os esclarecimentos disponibilizados nesse post, você agora sabe o que é uma auditoria contábil, se a sua empresa é obrigada ou não a realizá-la, qual o momento ideal para haver uma em seu empreendimento, como funciona esse processo e até mesmo quem são os profissionais responsáveis.

Gostou desse post? Ele foi proveitoso para você aprender tudo sobre a auditoria contábil? Então não deixe de ler o nosso post sobre o quanto a sua empresa está perdendo por não ter uma estratégia efetiva de upsell. Confira!