características de um líder

As características de um líder e os melhores líderes da história!

Liderança define a capacidade de influenciar outras pessoas, incentivando-as a trabalhar com entusiasmo, em prol de um projeto comum.

O conceito de liderança vem sendo revisado ao longo do tempo, principalmente em função de discussões que envolvem o papel do líder dentro do universo corporativo.

Mas de fato, liderança define a capacidade de influenciar outras pessoas, incentivando-as a trabalhar com entusiasmo, em prol de um projeto comum.

Assim, esse conceito tem sido moldado para ganhar um formato gerencial.

E neste ponto, vale lembrar que empresas são, em linha gerais, entidades organizadas com a finalidade de obter lucros financeiros por meio da atuação de profissionais especializados em diversas áreas do conhecimento.

E o líder é justamente o responsável por interagir com todos os colaboradores, exercendo essa influência, de modo que as equipes realizem determinadas tarefas, garantindo que os objetivos planejados, sejam atingidos.

O estilo de liderança

Porém, existem diversos estilos de liderança.

Estilo de Liderança

Essa variação acontece, pois as atitudes e comportamentos do líder estão fundamentados em algumas questões particulares – como experiências anteriores, crenças, ideologias e no próprio modelo mental.

E essa “bagagem” faz com que os estilos de liderança se distingam, sendo mais ou menos eficientes, de acordo com as características e peculiaridades de cada equipe.

Assim, é possível encontrar líderes democráticos, meritocráticos, liberais, autoritários, paternais ou motivadores, além do líder transformador, servidor e coach.

Sendo que esses três últimos estilos – ou uma mescla deles – tem demonstrado melhores resultados, a curto, médio e longo prazos.

De fato, o maior propósito da liderança deve ser ajudar o time a se desenvolver em vários aspectos, fazendo com que todos atinjam um desempenho extraordinários.

Assim, líder derruba as antiquadas barreiras hierárquicas e consegue horizontalizar a gestão.

Além disso, o líder deve orientar e dividir com o grupo, uma visão sistêmica e abrangente do negócio – de modo que os liderados compreendam as possibilidades e principalmente, o que deve ser feito.

Ao mesmo tempo, precisa fornecer ferramentas e criar condições para que todos possam evoluir, superar metas e vencer desafios.

E ainda, inspirar através do exemplo – com uma postura positiva, que inclui ética, honestidade, imparcialidade, coerência, humildade, equilíbrio emocional e muita determinação.

Deste modo, é possível conquistar a confiança, a admiração e até mesmo, a simpatia da equipe.

Paralelamente, consegue estar presente e acessível, orientando, aprendendo e ensinando, assim, é capaz de reter talentos e construir um clima organizacional colaborativo.

A teoria dos 9 Cs

Segundo Lee Iacocca – lendário executivo do setor automobilístico – as características de um líder são marcantes e balizam a teoria dos 9 Cs. Confira agora quais são essas características:

As características de um líder

Curiosidade

A curiosidade é um elemento indispensável para o processo de aprendizado contínuo.

Por isso, o líder busca sempre novas informações – através de leituras, pesquisas e participação em eventos, seminários e feiras. Desta forma, se mantém atualizado sobre novas tendências, tecnologias, concorrência e nichos de mercado.

Além disso, o líder também está sempre disposto a ouvir opiniões e sugestões, com empatia. Afinal, colaboradores, parceiros do negócio, fornecedores e clientes são fontes inesgotáveis de ideias e soluções.

Essa habilidade lhe garante diferentes perspectivas, que podem ser muitos úteis no dia a dia – principalmente para a tomada de decisões estratégicas.

A curiosidade mantém o líder em movimento, procurando novas possibilidades para ampliar a operação.

Criatividade

A criatividade costuma ser alimentada pela curiosidade e pelo conhecimento.

Assim, o líder é capaz de enxergar alternativas para os problemas atuais e também, novas oportunidades para a empresa.

Essa criatividade é importante para a otimização de processos, redução de custos, racionalização de recursos, eliminação de gargalos, desenvolvimento de novos produtos ou serviços e claro, para a identificação de chances de expansão.

A flexibilidade e a versatilidade também fazem parte deste mesmo contexto.

O líder incentiva a inovação e reconhece a necessidade de uma adaptação rápida às mudanças, eliminando as resistências e bloqueios – pessoais e da equipe.

Comunicação

Uma das características de um líder é ser também um bom comunicador.

Neste sentido, é preciso incluir a utilização de mecanismos eficazes para compartilhar informações, disseminar condutas, indicar prioridades, direcionar os trabalhos, além de esclarecer dúvidas.

Atualmente já existem diversas soluções que podem agilizar a comunicação entre líder e liderados. Os softwares integrados, aplicativos, chats e redes sociais corporativas, são bons algumas opções.

Mas o contato pessoal não pode ser esquecido e por isso, as reuniões são tão importantes. Nestes encontros, o líder consegue alinhar expectativas, tratar objeções, responder a perguntas e principalmente, encorajar a participação e a colaboração de todos.

Essa prática garante a formação de equipes mais completas, atuantes, questionadoras e críticas – o que favorece o desempenho e a produtividade coletiva.

Caráter

O caráter é a integração entre as virtudes e defeitos morais do indivíduo e é evidenciado por uma série de posturas, demonstradas no cotidiano.

Altruísmo, retidão, neutralidade e isenção, suportam as iniciativas e as decisões do líder.

Saber a diferença entre o certo e o errado, ter humildade para reconhecer as próprias falhas e manter a firmeza de propósito – são atitudes que complementam esse perfil.

E o caráter é confirmado também pela coerência na gestão, que preza pela reputação e pela imagem da empresa – repudiando condutas ilícitas e eliminando desvios, fraudes e a corrupção, ativa ou passiva.

Também é preciso separar caráter de habilidade.

Enquanto o primeiro determina que o profissional é, a segunda indica sua capacidade de realização.

Por isso, muitos líderes chegam ao topo, mas não se sustentam, pois são tomados por orgulhos e vaidades.

Ou seja, a falha de caráter se evidencia diante do sucesso, da bajulação e do aliciamento.

Coragem

Neste caso, é preciso lembrar que arrogância e intolerância são sinais de imaturidade e insegurança, por isso, não podem ser confundidas com coragem.

De fato, coragem é uma força interior, que evita a prostração, mesmo diante do medo, de incertezas ou de intimidações. Está diretamente relacionada ao caráter e ao comprometimento com uma causa.

E a coragem também é um componente que garante a distância da zona de conforto – afinal, zona de conforto é definida pela psicologia, como um conjunto de ações, pensamentos e comportamentos, que um indivíduo mantém e que o coloca em uma situação conveniente, longe de temores ou ameaças.

Nessa condição, o profissional fica preso a um desempenho mediano e limitado. Por isso, o líder assume uma posição contrária a essa comodidade, buscando sempre novos desafios.

Convicção

A convicção é a certeza que um indivíduo possui, sobre algo em que acredita. O líder defende suas opiniões, valores e aspirações, com paixão.

Mesmo que pareça visionário ou pouco realista, insiste em uma argumentação rica e entusiasmada, para convencer a todos, através da influência.

E essa convicção é um dos fatores que inspiram os seus liderados, pois muitos compartilham destes mesmos princípios e veem no seu líder, um verdadeiro representante.

Além disso, na esfera empresarial, há sempre uma certa instabilidade e claro, uma forte dependência em relação a situação econômica do país.

Crises, inflação, variação do câmbio, restrição ao crédito e queda nas vendas – são alguns aspectos que  impactam diretamente nos resultados operacionais.

Assim, surgem as incertezas, que afetam negativamente o desempenho das equipes.

Nestes momentos, a convicção do líder produz a tranquilidade e a motivação necessárias, para que os profissionais voltem a atuar com excelência.

Carisma

Carisma é uma habilidade inata, que gera encantamento e fascinação nos demais – através de atitudes, comportamentos e resoluções.

O líder é carismático pois possui um conjunto de qualidades que o caracteriza como um profissional notável, admirável, confiável – e dentre essas qualidades estão a autoestima, a aptidão para assumir riscos, altos níveis de energia interna, o poder de persuasão, bom humor, gentileza e a vocação para a articulação.

Na verdade, a palavra carisma vem do grego e significa ter a capacidade de agradar, atrair e cativar as pessoas, despertando atenção e interesse.

Está associado, principalmente, a profissionais bem-sucedidos, em diversas áreas de atuação, e que se sobressaem devido a uma personalidade forte e impactante.

Competência

Um líder, precisa desenvolver competências técnicas, gerenciais e comportamentais, para então ser capaz de conduzir sua equipe com eficiência.

Assim, o aprendizado deve ser contínuo, através de cursos de atualização, especialização ou pós-graduação e também, de iniciativas para o aperfeiçoamento do potencial de liderança – como o coaching de carreira, o mentoring, os feedbacks e as autoavaliações.

Assim, é possível trabalhar o autoconhecimento, reconhecer os próprios defeitos, preferências, ambições e aptidões – e definir um plano para corrigir as fraquezas e aperfeiçoar as habilidades mais exigidas no universo corporativo e no ambiente empreendedor.

Com essa preparação, é mais fácil conquistar resultados importantes para o negócio – com o envolvimento de equipes talentosas e engajadas.

Por isso, essa competência deve se refletir também na gestão do capital humano.

Senso comum (common sense)

Senso comum é o modo de pensar da maioria das pessoas, ou seja, são noções admitidas por praticamente todos os indivíduos.

Trata-se da sabedoria adquirida a partir de experiências, vivências e observações.

O senso comum se caracteriza por conhecimentos acumulados e que permitem enxergar a longo prazo.

Por isso, outra características de um líder é compreender o mercado, as demandas, os concorrentes e os impactos provocados por variáveis externas. Todas essas informações possibilitam um planejamento consistente e evitam o imediatismo.

Assim, é possível manter o foco em questões estratégicas.

E ao compartilhar essa visão com a equipe, o líder indica claramente o caminho a ser seguido para a obtenção dos resultados esperados e ainda demonstra controle sobre a situação.

Desta forma, também consegue conquistar a confiança de seus liderados.

Há quem advogue que é necessário incluir mais um item à esta teoria.

De fato, não seria exatamente de uma característica pessoal a ser acrescentada e sim, uma habilidade.

De acordo com executivos, empresários e gestores, a capacidade de gerenciar a Crise, deveria fazer parte desta lista.

Exemplos de líderes mundiais que inspiram os empreendedores

Alguns líderes são reconhecidos mundialmente — por sua visão sistêmica, coragem, persistência ou pela paixão. E por isso, são exemplos para novos empreendedores.

Dentre os mais famosos e admirados que possuem características de um líder bem marcantes, estão:

Bill Gates

Com 21 anos já era um dos empreendedores mais bem-sucedidos da história. Ao lado de seu amigo e parceiro empresarial, Paul Allen, fundou a Microsoft — a mais importante empresa desenvolvedora de softwares de todo o planeta.

Bill Gates construiu um império e modificou definitivamente, a forma como a sociedade se comunica e relaciona.

Como uma das características de um líder, Gates recomenda que todos os empresários exercitem suas ideias e o pensamento criativo, diariamente — evitando rotinas, de modo a aguçar a percepção sobre detalhes, alternativas e possibilidades.

Jorge Paulo Lemann

Dono de uma das maiores fortunas do país, Lemann é um dos controladores da AB InBev, a maior cervejaria do mundo, além da Burger King, ALL e Lojas Americanas, apenas para citar as principais.

Foi o precursor na introdução da meritocracia na gestão de suas empresas – através de metas agressivas de crescimento e redução de custos, atreladas a altos bônus em dinheiro e ascensão profissional.

É conhecido por sua determinação, disciplina e capacidade de inovar.

Walt Disney

Walt Disney faleceu antes mesmo de inaugurar seu famoso parque.

Criou uma empresa que é referência mundial e que tem como foco, buscar a perfeição e conquistar resultados cada vez maiores e melhores – através de clientes satisfeitos e fidelizados.

A Disney tem como premissa, valorizar a cultura organizacional voltada para o sucesso, com líderes de alta performance, que estimulam um ambiente colaborativo.

Entre os ensinamentos deixados por esse líder, está a valorização do indivíduo e adoção de práticas que garantam o engajamento e motivação dos liderados.

Steve Jobs

Falecido em 2011, foi responsável pela fundação da Apple. Com sua criatividade, perfeccionismo e espírito de liderança, Jobs conquistou não apenas consumidores, mas também, fãs da marca.

Provou que uma cultura organizacional bem definida é um elemento indispensável para a competitividade de uma empresa.

Como líder, Jobs procurava compartilhar sua visão com seus colaboradores, de forma a reforçar o comprometimento de todos com o negócio, com a missão e com os valores corporativos.

Bernardo Rezende

Um dos técnicos mais vitoriosos do mundo, é conhecido por ter conquistado muitos títulos para o vôlei no Brasil.

Bernadinho valoriza, acima de tudo, a motivação de seus jogadores, com uma liderança impecável.

Determinado, firme e passional, é um apaixonado pelo esporte e possui diversas características de um líder, como autenticidade, transparência e capacidade de realização.

E então, gostou de saber um pouco mais sobre as características de um líder? Quer saber mais sobre empreendedorismo? Leia também: O que fazer quando penso em desistir do empreendedorismo?

  • Daniel Junqueira

    Esse cara não mandou bem no longo prazo.

  • Daniel Junqueira

    Esse cara não mandou bem no longo prazo.

  • millor

    Po, o cara saiu da Chrysler em 92, manter a influência por tanto tempo assim seria um tanto quanto tenso né?
    Segundo a revista Porfolio ele foi o 18o. maior CEO da história. Acho que isso o dá certa moral…

    Abraços!

  • millor

    Po, o cara saiu da Chrysler em 92, manter a influência por tanto tempo assim seria um tanto quanto tenso né?
    Segundo a revista Porfolio ele foi o 18o. maior CEO da história. Acho que isso o dá certa moral…

    Abraços!

  • Pingback: Características de um líder: Saber delegar tarefas | Saia do Lugar()

  • Pingback: Que tipo de líder é você? | Saia do Lugar()

  • Pingback: O que é liderança: Conceitos e dicas básicas | Saia do Lugar()

  • Pingback: Como conduzir uma reunião | Saia do Lugar()

  • Pingback: O que é liderança, lições do filme 300 (Vídeo) | Saia do Lugar()

  • Pingback: Perguntas ao especialista: Liderança jovem | Saia do Lugar()

  • Pingback: Características de um líder: Confiar em seus liderados | Saia do Lugar()

  • ramazzei

    De muito bom senso. Gostei bastante do que li. É para refletir, fazer uma auto-análise.

  • luizpiovesana

    Exatamente! Não adianta querer simplesmente copiar e achar tudo é tão
    facilmente aplicado.

    Além de ver como você está em relação a essas características, é sempre
    legal ver como exercitar alguns pontos para ganhar essas qualidades.

    Abraços,
    Luiz

  • Pingback: Características de um líder | Saia do Lugar()

  • luizalvesdasilva

    È ISSO AI COLAR É FACIL , TEM QUE ENTENDER E DEMOSTRAR ISSO NA PRATICA.

  • Pingback: Características de um líder: Dar autonomia a seus liderados | Saia do Lugar()

  • Débora

    MUITO bom.

  • luizpiovesana

    Oi Débora, tudo bom?

    Obrigado pelo elogio!

    Só pra saber mais, você acompanha o blog há muito tempo? Também tem uma
    empresa?

    Abraços,
    Luiz

    • Aline alves

      oi luiz eu queria saber quais as caracteristicas um lider de classe tenque ter

  • Regininha

    Gostei muitooo…
    vlw..

  • Regininha

    Gostei muitoo,me ajudou bastante…
    vlw..

  • Pingback: Os 12 mandamentos de um bom líder | Saia do Lugar()

  • Nathaliatq10

    adorei as dicas para ser um lider…
    nathalia

  • Karol

    eu odiei…to brincando….

  • Fabi

    oi regina gostei do seu comentario
    bjssssssssssssssssssssssssss…..

  • Pingback: Sua empresa é feita pelas pessoas que trabalham nela | Saia do Lugar()

  • Pingback: O que é liderança: As características de um líder « Desmonta & CIA()

  • Belinhagataroots

    amei,vou apresentar um trabalho sobre liderança mim ajudou bastante,bjs.

    • Aline alves

      o kei

  • luizpiovesana

    Conte-me depois como foi a apresentação então, ok?
    Boa sorte!

    Abraços,
    Luiz

  • Faltou um C…
    o de se CONHECER!

  • Acredito que o líder é meio inato e meio aprendido. Configurações biológicas podem ser fatores fundamentais para conceber um bom líder, pessoas depressivas por fatores hereditários podem ter todas as qualidades de um líder, mas podem pecar no quesito carisma em alguns momentos, perdendo o link com sua equipe.
    De todo modo acredito que esses obstáculos podem ser superados, mas não com facilidade.

    Paulo Alberto
    http://www.bluetie.com.br

  • Pingback: As 3 coisas que realmente motivam as pessoas | Saia do Lugar()

  • Fernandhamartins

    abriu minha cabeça… estou concorrendo a uma vaga de lider, e estava bem assustada…

  • Pingback: 6 lições de trabalho em equipe aprendidas com os mineiros do Chile | Saia do Lugar()

  • Lua Lpm

    Luiz Piovesana irei levar comigo todos esses 10 C’s, acho muito importante um líder seguir essas dicas, para ser líder vc precisa literalmente seguir essas regras que foram dadas, afinal um líder tem que saber lidar com os seus subordinados e acima de tudo tem que ter humildade……..

  • Lua Lpm

    Vai aí uma boa dica para vcs que querem aprender a liderar e se tornar um grande empreendedor, leiam o livro ” A Biblia do sucesso” Jack Welch

  • kamaleom

    venho recebenoo email de vc´s e acabando me indentificando com um espirito do empreendedor,o cara que batalha pelo futuro,tenho 32 anos, mas varis vezes perdi tudo vi meu mundo cair,mas sei que o meu futuro eu que to construindo tenho graças a deus em sempre construir ,desde os 14 anos sou empresário e numca desisto…………………vou sempre buscar …………agradeço aos amigos que numca abandonam a gente.

  • KAMALEOM

    os textos de vcs ajudam a indentificar os verdadeiros………………….. VENCEDEDORES………………

  • Sara Colares

    Como sempre, textos bons e inspiradores! Parabéns, meninos! =)

  • Taty

    Valeu pela dica. Recem nomeada lider…abçs

  • Vancia costa1

    adorei itens fantasticos que me faram sê-lo obrigadoooooooo

  • Pingback: O que é liderança: Entrevista com Antonio Jorge Gordilho | Saia do Lugar()

  • Luiz Fernando

    Leiam “O Monge e o Executivo”, um livro sobre a essência da liderança. Tem uma resenha aqui: http://www.luiztools.com/post/Resenha-O-Monge-e-o-Executivo.aspx

  • Lucasrafael Uece

    muito muito bom!
    parabens!

  • Fernando

    Cadê os Líderes?

    Essa pergunta foi feita por um dos mais influentes líderes no seguimento automobilístico. Quem não conhece ou conheceu a história de Lee Iacocca?
    Quando Iacocca escreveu seu último livro, com o título “Cadê os líderes,” publicado aqui no Brasil pela Campos Editora, ele já mostrava sua preocupação com o apagão de liderança nos seguimentos corporativos americano, principalmente, claro, no setor automobilístico. Parece que na época, ninguém deu ouvido.
    Iacocca foi um dos líderes mais influentes de sua geração, especialmente quando esteve à frente da Ford. Seu legado continua até nossos dias. Por isso, suas considerações sobre a ausência de líderes, inspiraram-me a escrever mais uma vez sobre o tema.
    Em sua última palestra aqui no Brasil, o Prof.Jeffrey Pfeffer (renomado Professor de Stanford, realizou a primeira palestra do Fórum Mundial de Liderança e Alta Performance da HSM na manhã do dia 2 de junho 2010) comentou que a crise de 2008/2009 não foi uma crise de crédito, mas sim, uma crise de liderança. Sem papas na língua, ele apontou suas baterias para os líderes à frente das instituições financeiras e para o setor automobilístico. Ele afirmou que no epicentro da crise estava a “ausência de liderança.” Ou seja, dois anos após Lee Iacocca escrever sobre sua preocupação com a ausência de liderança nos Estados Unidos, os acontecimentos mostraram que suas previsões estavam corretas.
    O Professor Pfeffer, falando sobre a crise de 2008/2009, mostrou-se indignado com a complacência e apatia dos líderes à frente dessas instituições; bônus bilionários pagos a executivos fracassados foi uma das maiores vergonhas corporativa dos Estados Unidos, disse ele. Afinal, ficou claro que a única preocupação dos líderes era salvar os seus bônus. Quanto às empresas, nos lembramos ainda muito bem o que lhes aconteceu. Você ainda se lembra do Lheman Brothers?
    Liderança é exatamente a antítese de tudo isso. Liderança é comprometimento, primeiro com a instituição e seus funcionários e posteriormente, quando cabível, com outros interesses. Claro que estamos falando aqui em lucro, estabilidade, perenidade etc. Quando os líderes pensam neles e tão somente nos resultados de sua conta bancária, os resultados são catastróficos.

    É verdade que os números podem ser maquiados ou manipulados, mas um dia a casa cai. Quem não se lembra da Enrom.
    Lee Iacocca estava cheio de razão ao se preocupar com a ausência de liderança. Segundo analistas de diversos países, os executivos americanos com sua ganância descomedida e fora de controle, estavam apenas empurrando a sujeira para debaixo do tapete. A pergunta de Iacocca ‘Cade os Líderes’ continua sem resposta. O mundo passa pelo maior apagão de liderança de sua história. Se não vejamos.
    Jack Welch foi considerado o líder do século, com todo merecimento. Mas isso é muito pouco. Estamos assistindo a um festival de mesmice, pelo menos por uns trinta anos.
    Desde Michel Dell, passando por Bil Gates, Steve Jobs e mais recentemente pelos criadores do Facebook, Mark Zuckerberg e Sergey M. Brin
    Lawrence E. Page, criadaores do Google ─ o que há de novo no reino da Dinamarca?
    No Brasil, a única liderança fascinante foi Ricardo Semler e a história da Semco. Fora isso, são sempre os mesmos.
    O Congresso Nacional espelha o que está acontecendo. Um festival de continuísmo e show da mesmice. No mercado corporativo não podíamos esperar por algo diferente. Um país que ainda engatinha quando o assunto é empreender, a renovação se tornou um bem raro e para poucos.
    Então, o que pode ser feito? Criarmos e desenvolvermos novos líderes. Dar oportunidade para que surjam novas cabeças com idéias mais arejadas e menos engessadas. Talvez a fórmula usada por J. Welch na G.E para a formação de novos líderes, não seja assim tão velha. Acredito que precisamos debater muito mais sobre o esse assunto, criando nas empresas, mesmo que de forma lenta, a preocupação com o tema ─ liderança.

    Um grande abraço,

    Fernando Fernandes
    http://www.programacases.com.br

  • Alcides Dantas

    Não concordo que o líder tem que ter carisma. O Lider tem que ter contúdo, capacidade de discernimento e Atitude. A Atitude faz toda a diferença.

    Um abraço e parabéns pelo site.

    • Bruna Rizzieri

      Acontece que liderança é bem diferente de chefia. O lider não precisa, necessariamente ser chefe. Existem chefes ao montantes que nem sequer características de lider tem.

  • LISANDRA

    È massa,adorei !!!!!!!!!
    ass.:L.T.S

  • Líderes não nascem líderes, são criados… Recomendo este texto pra todos que querem um dia chega no centro.

  • Pingback: As características de um líder | Empreendedorismo em Mato Grosso do Sul()

  • Pingback: As características de um líder « Blog – Liondesign()

  • Douglas

    ótimo, gostei muito.