Perguntas sobre liderança que todos os líderes devem responder

Preparamos algumas perguntas sobre liderança que você precisa saber responder a para si mesmo quando começar a se sentir um líder!

Alguns indivíduos são líderes natos, tendo assumido a frente de projetos e equipes desde a infância, até mesmo em brincadeiras e na escola. Já outros desenvolvem sua liderança ao longo da vida, e geralmente passam a ver-se como líderes a partir de algum momento decisivo.

Em qualquer dos casos, há algumas perguntas sobre liderança que você precisa saber responder a para si mesmo quando começar a se sentir um líder.

Confira nesse post 5 perguntas e pense consigo mesmo sobre as respostas que daria, antes mesmo de ler os nossos comentários.

1. O que é ser um líder?

Obviamente, essa é a primeira pergunta que um líder deve fazer.

Quando falamos em liderança, costumamos pensar em cargos de alta chefia ou posições de destaque em algum sistema hierárquico dentro da empresa. Entretanto, a verdadeira liderança está relacionada à capacidade de influenciar e engajar pessoas. Em uma equipe, mesmo o ocupante do cargo mais afastado da direção pode ser um grande líder!

Líder é uma pessoa que toma a frente de uma situação e inspira as demais a agirem junto com ele. Afinal, liderar não é o mesmo que gerenciar ou administrar. Liderar é mover as pessoas para um propósito, mas com base em algo muito maior do que ordens, comandos e respeito à hierarquia.

Uma pessoa nessa posição precisa perguntar a si mesma quais atitudes fazem dela uma líder.

Com o boom do empreendedorismo e das startups, temos visto nascerem e desenvolverem vários líderes que são capazes de agregar pessoas que se sentem empolgadas com suas ideias inovadoras e ousadas.

Por outro lado, no atual momento pelo qual o Brasil passa, com alto número de desempregados e escassez de renda, temos visto muitos líderes familiares que motivam a família a se esforçarem junto com eles para encontrar novas fontes de renda ou novas maneiras de solucionar problemas financeiros.

Ser líder vai muito além de ter a prerrogativa de estar no comando. A liderança é uma postura, não um título.

2. O que diferencia um bom líder de um ruim?

Em “O Livro de Ouro da Liderança”, o autor John C. Maxwell dedicou um capítulo ao tema: “Para avaliar o desempenho de um líder, observe seus liderados.”

Nesse capítulo, ele sugere perguntas interessantes cujas respostas servem para avaliar a qualidade de uma liderança. Uma dessas perguntas é: “As pessoas seguem sua liderança?”, e em seguida ele pergunta: “Os liderados estão mudando? As pessoas estão se desenvolvendo?

Observe que essas perguntas nos remetem às premissas da arte de liderar, que são:

Ter seguidores

Não há como ser líder sozinho! É claro que liderar a si mesmo também é um exercício importantíssimo, e vamos falar sobre isso mais abaixo; mas a tarefa de liderar exige, essencialmente, estar à frente de pessoas que são inspiradas pelo líder.

Se ninguém se sente tocado a agir pelas ações e pelo entusiasmo do líder, esse indivíduo ainda não é um líder.

Melhorar a vida das pessoas

Não basta que as pessoas queiram acompanhar o líder na sua jornada rumo a algum objetivo. Um bom líder é aquele que conduz bem os seus liderados e os ajuda a crescer durante esse processo.

Liderança tem a ver com causar melhorias. Conduzir sem trazer crescimento pessoal não é liderar.

Portanto, qualidades como proatividade, disposição, coragem, determinação, responsabilidade, ética e paixão são, sem dúvida, muito importantes, mas nenhuma delas tornará uma liderança efetiva se não produzirem impacto na vida das pessoas.

E isso nos leva à próxima pergunta…

3. Qual diferença a liderança deve fazer na vida dos liderados?

Mais uma vez invocando “O Livro de Ouro da Liderança”, John C. Maxwell afirma que “Todos os bons líderes inspiram seus seguidores a confiar neles, mas os grandes líderes inspiram seus liderados a confiar em si mesmos.”

Como já dissemos, um bom líder é aquele que ajuda as pessoas a crescerem. Para promover crescimento pessoal, o primeiro passo é identificar o potencial individual de cada liderado para saber a melhor maneira de ajudá-lo a tornar-se a melhor versão de si mesmo.

As pessoas se sentem felizes em alcançar resultados em grupo, mas o líder que enxerga seus liderados como um grupo homogêneo e despersonalizado vai limitar seu impacto àquela experiência específica em que trabalharam juntos.

Todavia, o líder que sabe extrair o melhor de cada membro e combinar esses talentos para fazer um bom trabalho em equipe, terá sua importância estendida para o resto da vida de cada uma dessas pessoas, pois terá feito com que cada liderado enxergue em si um talento que poderá ser usado em qualquer situação, dentro ou fora daquele núcleo profissional, social ou familiar.

Para identificar esses potenciais, é fundamental: saber ouvir, ser observador, estar próximo, não subestimar (julgando já conhecer os limites da capacidade de cada um) nem superestimar (exigindo de alguém mais do que ele pode dar).

E, após identificados os potenciais, o líder deve procurar dar encorajamento e bons feedbacks (tanto críticas quanto elogios) com respeito, preocupando-se de verdade com o desenvolvimento dos liderados.

Não é uma tarefa fácil, mas é o caminho para um líder verdadeiramente fazer a diferença na vida das pessoas que seguem sua liderança.

4. O que um líder pode fazer para inspirar as pessoas?

Todos os passos que falamos acima são as chaves para uma liderança de resultados, mas para que a liderança exista, em primeiro lugar, é preciso que os liderados sejam inspirados pelo líder.

Para nada serve a vontade de transformar a vida das pessoas se antes elas não sentirem a confiança de que o líder pode mesmo conseguir essa transformação. E para isso, um líder precisa inspirar.

Um líder inspira pelo exemplo, pelo entusiasmo, pela coragem de “colocar a mão na massa”, encarar desafios e superar limitações. Quando os liderados veem o brilho nos olhos do líder, fica mais fácil se conectarem com um propósito.

Igualmente, quando as pessoas veem um líder agindo antes de exigir que os outros ajam, passam a confiar mais na capacidade dele e sentem-se também encorajadas a vencer dificuldades; pois entendem que se alguém consegue, elas também podem conseguir.

A inspiração vem da energia do próprio líder, ou seja: só depende dele mesmo. Essa é a parte mais fácil. Afinal, uma vez que alguém se vê como líder, é porque essa energia, paixão e disposição já fazem parte da sua natureza – caso contrário, ele sequer sentiria a vontade ou o chamado da liderança.

Entretanto, os obstáculos naturais da caminhada de um líder podem fazer com que manter-se inspirado seja difícil.

E isso nos leva à última pergunta…

5. Como ser líder de si mesmo?

Ao longo desse post, falamos sobre como um líder deve inspirar e engajar pessoa por meio de atitudes. Independente da amplitude da missão e visão da empresa, ou da quantificação das metas, liderar é uma missão grandiosa, pois ser líder em qualquer ocasião é lidar com seres humanos.

Mas não podemos nos esquecer de que o líder também é um ser humano. Ele também tem medos, dúvidas, momentos de oscilação e fraqueza. Portanto, para saber lidar com seres humanos, o líder precisa primeiramente saber lidar consigo mesmo, estudando, aceitando e buscando o autoconhecimento.

No livro “Seja líder de si mesmo”, o autor Augusto Cury afirma que “o território dos pensamentos e da sua emoção é seu tesouro”, e que se quisermos viver dias felizes, devemos cuidar mais dele mais do que de nossos bens materiais.

Portanto, liderar as próprias emoções começa por conhecê-las. Não se pode controlar aquilo que não sabemos que existe!

Quando reconhecemos um sentimento (qualquer que seja), uma crença ou padrão de comportamento, fica mais fácil avaliarmos se se trata de algo que está atrapalhando ou ajudando nossa vida.

O líder que identifica as suas próprias emoções saberá identificar também a de seus liderados. E, melhor ainda: o líder que sabe dominar o seu próprio estado de espírito terá mais força para superar dificuldades e seguir inspirando as pessoas por meio do exemplo e da determinação.

Se as respostas que sugerimos para essas perguntas sobre liderança fizeram sentido para você, com certeza você já está a caminho para ser um grande líder. Se quer continuar crescendo ou se crê que ainda há pontos em que precisa evoluir, leia mais algumas dicas sobre formas de liderar pessoas no dia a dia!