posicionamento de marca

Dicas para fazer um bom posicionamento de marca

Não basta ter apenas um bom produto e preços atrativos, pois se a marca não ocupar uma boa posição no mercado, corre o risco de ficar sem o número de clientes desejado.

Não basta ter apenas um bom produto e preços atrativos, pois se a marca não ocupar uma boa posição no mercado, corre o risco de ficar sem o número de clientes desejado.

Como os clientes veem a marca e, principalmente, como se lembram dela são atitudes que têm total influência nos resultados do negócio.

É por isso que existe o posicionamento de marca, o qual deve ser levado a sério se o objetivo é ter sucesso. Quer saber como fazer um bom posicionamento de marca? Então continue acompanhando!

O que é um posicionamento de marca?

O posicionamento de marca é o conjunto de ações e técnicas que constroem a percepção da marca dentro de um nicho de mercado e em relação aos consumidores.

Uma grife, por exemplo, só é reconhecida como sendo uma opção de luxo não pelo seu preço, mas, sim, pelo seu posicionamento.

Basicamente, o posicionamento é uma forma de gerar diferenciação de uma determinada marca em relação às demais, fazendo com que ela crave o seu espaço por meio de determinada visão transmitida para os clientes.

Com isso, nada mais é do que o espaço que a marca ocupa na mente do cliente, adotando determinadas características.

Uma marca que se posicione como líder de mercado, por exemplo, assim o faz porque ocupa ou deseja ocupar a primeira posição na mente do cliente.

Por que fazer?

O fato é que muitas empresas abrem mão de realizar um posicionamento adequado porque acreditam se tratar de uma etapa dispensável. Com isso, perdem a oportunidade de aproveitar vantagens como:

Criação de vantagem competitiva

Se o posicionamento de marca é responsável por estabelecer uma diferenciação de mercado, é natural que ele traga para a empresa uma vantagem competitiva.

Quando o posicionamento é bem estruturado e bem executado, o resultado é que o negócio ganha um destaque extra em relação aos demais.

Na hora de decisão de compra, os clientes percebem muito mais facilmente a marca com um bom posicionamento, levando a resultados melhores.

Aumento das vendas e da fidelização

Essa melhoria de resultados, inclusive, está diretamente ligada ao aumento de vendas e fidelização. Com mais destaque no mercado, a marca atrai mais clientes, gera mais oportunidades de negócio e converte mais.

Além disso, o posicionamento geralmente é feito em um nicho menor, o que fortalece os laços entre consumidores e empresa.

Com um posicionamento consistente e reforçado, o resultado é o ganho em fidelização.

Clientes fidelizados normalmente oferecem indicações para outros clientes, levando ao ciclo positivo de aumento de vendas e de fidelização.

Elevação da robustez da marca

Quanto melhor é o posicionamento, mais robusta a marca se torna no mercado.

Com a base de clientes é mais fiel e como ela se firma dentro de uma posição de destaque, essa estratégia bem executada permite que a empresa desfrute de mais segurança, o que favorece a sua continuidade.

Especialmente em tempos de crise e/ou para empresas recentes, um posicionamento bem feito é importante não apenas para o crescimento em si da marca, mas também para o seu fortalecimento no mercado.

Você deve estar se perguntando: Como eu me posiciono no mercado?

Fazer o posicionamento de marca é uma tarefa que é tão trabalhosa quanto maiores forem os resultados desejados.

Para conseguir o máximo de destaque, o posicionamento deve ser muito bem trabalhado de modo a obter esses objetivos. No geral, as etapas principais incluem:

Defina os valores da empresa

A marca e seu consequentemente posicionamento devem explorar e demonstrar os valores do negócio — e não o contrário.

São os valores do negócio que trazem veracidade a esse posicionamento e que geram o tipo de engajamento desejado.

Por isso, comece definindo quais são os valores inegociáveis do negócio e, dentre eles, descubra quais são os mais importantes para o mercado.

Ética, qualidade, acessibilidade e sustentabilidade estão entre os mais fortes e é importante que a empresa realmente viva baseada nesses valores.

Estude o público-alvo

Feito isso, você deve estudar o seu público-alvo e conhecer suas principais características.

Dependendo do seu negócio, você pode dar mais atenção à faixa etária, aos interesses ou aos problemas encarados de maneira geral.

É esse tipo de conhecimento que vai permitir que você não apenas fale a linguagem correta, mas que também ofereça exatamente aquilo de que eles precisam.

Sem o conhecimento do seu público-alvo, o posicionamento se torna um tiro no escuro.

Encontre os diferenciais do seu produto

Não dá para criar um posicionamento de marca para ocupar um nicho que já está ocupado.

Se já há um líder no seu nicho, ou você muda de nicho ou adota uma abordagem que não inclua o tamanho e abrangência da marca.

Para isso, é necessário conhecer os diferenciais do seu produto.

“O que o seu produto que só ele oferece ou que só ele é capaz de oferecer tão bem?” é a pergunta a ser respondida.

Esses aspectos devem ser valorizados tanto quanto possível para gerar o efeito desejado.

Tenha consistência

Depois de definir corretamente os diferenciais do seu produto e de entender o público-alvo é preciso ter consistência no posicionamento.

Não adianta falar que o seu produto é bom em X e, no dia seguinte, que é melhor em Y. Da mesma forma, não serve fazer um reforço de marca durante um mês e, no seguinte, deixar isso de lado.

Para se fixar junto aos clientes é preciso ter consistência e criar um posicionamento que se torne tão inerente ao negócio de modo a se tornar natural também para os clientes.

4 dicas para tornar o processo mais eficaz

Se você colocar algumas dicas em prática, o processo de posicionamento se torna mais rápido ou, no mínimo, mais eficaz. Algumas dessas dicas incluem:

Alinhe a comunicação

O seu posicionamento não deve ser isolado e sim, alinhado à sua comunicação.

O que isso significa? Que se o seu posicionamento é de uma marca jovem e descolada, por exemplo, a sua identidade visual deve transmitir isso, assim como a sua comunicação em campanhas de marketing.

Quando existe um alinhamento do tipo, a experiência do cliente com a posição da marca se torna mais coesa, o que leva a uma fixação mais fácil de marca.

Humanize o posicionamento

Por mais que a marca se trate de um negócio, os clientes gostam de ao menos sentir que estão lidando com uma pessoa de alguma forma. Por isso, é fundamental humanizar todo esse posicionamento.

Ao falar diretamente com a pessoa sobre como o produto resolve as dores e problemas dela, por exemplo, a sua marca ganha destaque em relação às demais.

Fuja da linguagem muito engessada, mesmo quando a seriedade se fizer necessária, e prefira um tom mais amigável e mais amistoso.

Inspire e engaje

Mexer com a emoção dos seus clientes é uma ótima forma de garantir um posicionamento mais efetivo.

Isso porque as pessoas tendem a se lembrar muito mais de como se sentiram a respeito de determinada situação do que o que ouviram ou viram.

O marketing de experiência, por exemplo, é uma possibilidade, assim como o uso de emoções diversas em campanhas, fazendo com que o relacionamento com o consumidor se fortaleça.

Busque a originalidade

Se o posicionamento de marca tem como objetivo e consequência gerar um diferencial para o seu negócio, não faz sentido copiar o que a concorrência está fazendo.

Utilizar elementos e até mesmo adjetivos que já foram utilizados no seu nicho não apenas não causa efeitos positivos, como ainda pode gerar uma percepção negativa por parte do público-alvo.

Exemplos de posicionamento de marca

Ao longo dos anos, muitas marcas tiveram sucesso no posicionamento, enquanto outras derraparam nessa tarefa.

No mundo dos esportes, por exemplo, a Nike obteve muito sucesso ao se posicionar não apenas como líder, mas também como uma marca inspiradora e promotora de uma vida mais ativa com o seu “Just do it”.

A Havaianas, por sua vez, teve sucesso ao se posicionar como as legítimas, como a própria marca se intitula. Com as mudanças ao longo dos anos, a marca se atualizou e expandiu seu portfólio, mas manteve-se no imaginário dos clientes.

Mesmo não sendo líder de mercado, a Pepsi também teve sucesso no posicionamento.

Em vez de lutar contra a líder Coca-Cola, a marca adotou um posicionamento de opção acessível e diferenciada para quem não tem medo de arriscar e quer sair do óbvio.

Por outro lado, algumas marcas vêm patinando no mundo do posicionamento.

Recentemente, a Itaipava sofreu um duro revés ao utilizar a imagem da personagem Verão, de Aline Riscado, para reposicionar a marca como uma escolha natural para o happy hour.

O problema foi a campanha falha nas redes sociais, em que críticas e ofensas foram inadvertidamente respondidas como se fossem elogios.

Outra marca com erro de posicionamento é a Reserva. A loja já foi acusada de preconceito, principalmente racismo, mais de uma vez, o que gera prejuízos para o posicionamento do negócio.

A marca de produtos Dr. Músculo também já sofreu com erros de posicionamento por ter utilizado apenas mulheres em suas campanhas de limpeza doméstica, levantando questões a respeito de sexismo.

Colocar em prática as etapas e as dicas para um bom posicionamento de marca é fundamental para o sucesso do seu negócio.

Siga essas dicas, aprenda com os erros e acertos de outras marcas e prepare-se para ver os resultados surgindo.

Posicionamento também deve ser feito nas redes sociais. Por isso, aproveite para conferir dicas de posicionamento de marca nas redes sociais. 

  • Renilton

    Muito bem as estrategias são boas