Clínica logística

4 lições que te auxiliarão no seu desenvolvimento pessoal

O caso de empreendedorismo de hoje foi contado por Valter Mello, engenheiro da Clínica Logística, em seu blog. Nele, Valter conta algumas lições aprendidas na sua carreira de consultor e que podem fazer a diferença para quem quer se destacar.

O caso de empreendedorismo de hoje foi contado por Valter Mello, engenheiro da Clínica Logística, em seu blog. Nele, Valter conta algumas lições aprendidas na sua carreira de consultor e que podem fazer a diferença para quem quer se destacar.

Clínica logística

Seja mais agressivo
Agressividade no bom sentido é sempre bem vinda! A agressividade nesse contexto significa não ser acomodado, não se deixar levar pela situação, e sim desafiar os fatos e enfrentá-los de forma positiva. Significa também correr riscos e assumir suas consequências. Lembre-se que só erra quem faz!

Atualize-se / Informe-se / Leia
A informação em nossos dias é uma entidade extremamente volátil. A verdade de agora poderá ser posta à prova e refutada nos próximos 5 minutos. Por isso é imprescindível a atualização constante.

Informe-se sempre ainda que de forma autodidata. Só não acredite em tudo piamente. Critique e duvide!
Leia manuais, livros técnicos, “white papers”, catálogos, inclusive fora de sua área específica de trabalho, e mais biografias, livros de arte, páginas esportivas, até bulas de remédio. O importante é que se tenha informações constantes. Traçar uma meta diária de atualização e informação e tão importante para o seu cérebro quanto ir pra academia.

Use um pouco mais do seu tempo para inovar
Pense diariamente naquilo que você faz e como poderia ser feito de forma diferente.

Se você produz algo, pense nas alternativas que poderiam substituir ou eliminar o seu produto. Quer um exemplo? Pense na reviravolta provocada pela fotografia digital para os “reveladores de fotografias”, ou nos fabricantes de agulhas fonográficas quando a Philips inventou o CD. Nos fabricantes de fitas entintadas para máquinas de escrever, etc… Salve-se! Pense no futuro do seu produto ou serviço e INOVE!

Provoque para si “notoriedade.
Uma velha história à respeito disso é aquela sobre as qualidades do ovo de pata. Pode ser fantástico mas quem vende mais é a galinha porque faz mais barulho!

É tudo uma questão de propaganda. Dentro dos limites éticos e sem pisar no ombro de ninguém, é sempre bom estar sob os holofotes. Portanto, escreva, dê palestras, mostre que você é um especialista.

Valter Mello já tinha escrito antes no Saia do Lugar. Confira seu ótimo artigo: Caso de empreendedorismo, como um consultor pode ser realmente útil ao cliente.

Se quiser entrar em contato com Valter, seguem seus perfis no Empreendemia:

  • Carol Vasconcelos

    Assino o feed do blog e por este motivo, passo todos os dias por aqui. Sempre tem uma primeira vez para um comentário, então lá vai…

    É fundamental procurar outras formas e outras fontes de informação, para crescimento pessoal e como forma de protesto à alienação, já que hoje em dia, parece que as pessoas (entenda pessoas como mídias) tentam nos empurrar informações que por vezes são falsas, quando não “puxam a sardinha” para o seu lado, sabe como é?!

  • Oi Carol,

    Muito legal ver seu comentário por aqui. Normalmente o pessoal que assina o
    feed é um pouco mais tímido pra comentários. Espero que seja o primeiro de
    muitos. 🙂

    Realmente procurar formas diversas de informação é essencial. Não apenas
    para notícias em que é importante conhecer várias versões da história.

    Para conhecimento mais educativo também é fundamental ter várias
    perspectivas. Isso ajuda a exercitar o cérebro e a criar a sua própria visão
    sobre o tema.

    Por exemplo, dificilmente encontraremos um material sobre redes sociais em
    que apareça algo completamente novo. De qualquer forma precisamos sempre ler
    sobre isso para ganhar novas visões sobre algo que já conhecíamos. Faz uma
    diferença absurda.

    Mais uma vez, muito obrigado pelo comentário.

    Abraços!

  • uhauha adorei o último sobre provocar notoriedade.
    Realmente não tinha parado para pensar por esse lado 😉