A importância da implementação

11 dicas para uma implementação bem sucedida

Este texto faz parte da coluna da Plataforma Brasil feito especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

Este texto faz parte da coluna da Plataforma Brasil feito especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

Dizem que o segredo é a alma do negócio. Eu concordo, revelações antes da hora e vazamentos estratégicos podem prejudicar, e muito. Mas ser a alma do negócio não é pouca coisa, e por isso vou reivindicar aos processos de implementação um status semelhante.

Sem eles não há negócio, nem projeto, ou empreendimento algum que justifique guardar segredos ou sustentar acordos de confidencialidade.

Mas se o processo de implementação vai ocupar um lugar de paridade diante do “segredo do negócio”, seria bastante justo elegermos o ato do planejamento para o posto de “alma do processo de implementação”.

A importância da implementação

Ter ideias não adianta, tem que tirá-las do papel

Convenhamos, não se trata de teoria barata ou mais um cansativo modismo de gestão. O fato é que um bom plano faz toda diferença, mas alguns cuidados são necessários:

  1. Todo planejamento (esse é o item mais óbvio, mas é necessário destacar) deve responder a seu modo a quatro questões: “O que? Como? Quem? e Quando?”;
  2. Não fuja dos detalhes, pelo contrário, tenha apego por eles. Detalhe tudo, principalmente sobre o que se deseja implementar e pela forma como isso vai ocorrer.
  3. Estabeleça prazos realistas;
  4. Conte com contratempos. Eles virão, tenha certeza disso;
  5. Estruture um mecanismo de gestão do plano, envolvendo não somente as pessoas responsáveis pelas tomadas de decisão, mas toda a equipe que colocará a “mão na massa”;
  6. Só inicie a implementação, após ter obtido o pleno aceite dos envolvidos. O comprometimento é fundamental;
  7. Estabeleça um modelo de ajuste permanente, mas não permita que os ajustes façam com que o se perca de vista os objetivos centrais da implementação;
  8. Padronize as terminologias e significados contidos no planejamento. Crie uma legenda se for preciso;
  9. Ao concluir a elaboração do planejamento, realize ao menos duas revisões antes de iniciar sua execução;
  10. A responsabilidade pelo monitoramento da execução do plano, deve ficar a cargo de uma única pessoa;
  11. Documente tudo o que puder durante o processo de implementação.

Boa sorte e sucesso.
Gustavo Chierighini, da Plataforma Brasil

Para ler outros textos da coluna da Plataforma Brasil no Saia do Lugar, clique aqui.

Para se aprofundar no tema, vale a pena conferir nossa sessão sobre plano de negócios.