homem pensando em várias ideias de negóciosImagine a seguinte situação: você desenvolve um blog, contrata o melhor designer do mercado, escolhe o melhor produtor de conteúdo para fazer parte da sua equipe, pensa em diversas estratégias para otimizar o seu site e, mesmo assim, não consegue atingir o seu público. Uma situação chata, não é mesmo?

">

Tenho várias ideias de negócios, qual devo levar adiante?

Você tem várias ideias de negócios mas não sabe por onde começar para organiza-las e coloca-las em pratica? Nós te ensinamos neste post!

 

Por Felipe Byrro, fundador do Melhor Plano.

Você é daqueles que tem várias ideias de negócios de negócios? A todo momento tem alguma ideia de como criar um negócio que poderia dar certo? Com frequência tem um momento “Eureca!” no banho?

Se o problema é não conseguir dar o primeiro passo para tirar elas do papel, esse post é para você.

A primeira notícia que tenho é que sua ideia não vale nada se não for bem executada. Então não se sinta o máximo se você teve uma ideia brilhante ou centenas delas. Suas várias ideias de negócios não valem absolutamente nada se não forem colocadas em prática.

Anote todas suas ideias em algum lugar. Muitas delas se perdem porque apenas não as anotamos e acabamos esquecendo depois. É melhor você usar seu cérebro para pensar em novas ideias do que para lembrar das que já teve.

Você também pode ir evoluindo e amadurecendo sua ideia ao longo do tempo. Também ficará mais fácil comparar suas ideias de forma mais objetiva.

Agora pegue sua lista de ideias! Pode ser que ela tenha 3,10, ou até mesmo 50 ideias, quanto mais você conseguiu melhor. Agora você tem um novo problema, como escolher as melhores para trabalhar?

Não se preocupe! Vamos começar agora a lapidar sua lista para você validar e começar a trabalhar.

Siga os passos abaixo para chegar nas melhores ideias.

1. Revise a lista

Essa etapa é fundamental para avaliar quais das suas várias ideias de negócios são viáveis e quais estão fora da realidade. Para isso siga os passos a seguir:

Garanta que as ideias estão claras

Se tiver trabalhando em grupo, tenha certeza que todos entenderam tudo o que será proposto. Se precisar acrescente palavras para deixar a descrição ainda mais clara.

Combine ideias similares

Se notar que algumas são muito parecidas trabalhe-as de maneira conjunta. Duas delas combinadas podem se tornar um plano ainda maior e mais ambicioso.

Liste novas ideias

Pode ser que você ou seu grupo tenha algum novo insight nesse processo. Coloque na lista e siga em frente.

2. Estabeleça critérios.

Um dos pontos mais importantes para essa fase é estabelecer critérios para julgar cada ideia.

Invista algum tempo nisso e você conseguirá selecionar não a ideia mais legal, mas sim a melhor para você.

Então vamos lá!

Decida qual é sua motivação e objetivos pessoais.

Existem vários tipos de negócios. Entenda qual o seu perfil empreendedor antes de tomar qualquer decisão, desta forma não terá problemas futuros.

Fica muito mais fácil quando o seu negócio está alinhado com seus objetivos de vida. Cada um tem seus prós e contras.

Alguns tipos de negócios comuns:

  • Business por hobby: Aquele que você gosta tanto do que faz, que faz por diversão.
  • Part-time business que poderia virar full-time: Aquele projeto paralelo que você quer tocar.
  • Startup com a ambição de ser adquirida daqui um tempo: O objetivo aqui é reinvestir o que ganha para poder ganhar uma bolada mais para frente.
  • Negócio gerador de caixa: Aquele que você consegue tirar um lucro no final do mês.
  • Negócio para ganhar credibilidade e networking com ganhos financeiros: Criar por exemplo, workshops, consultorias ou livros.
  • Sem fins lucrativos: Aqueles que visam outro objetivo e não o lucro financeiro. Outros….

Um bom exercício para saber o que você realmente quer é identificar o seu propósito:

ideia

Gostar do que faz é um dos grandes fatores para se alcançar uma alta performance e ter persistência para nunca desistir dos seus planos, mesmo em meio às adversidades.

Isso não é bobagem. A ciência tem boas explicações sobre isso. Se está em dúvida veja este vídeo do famoso professor de Havard, Shawn Achor.

Mas muitas pessoas têm dificuldade de encontrar pelo quê elas realmente são apaixonadas. E por outro lado nem todas as empresas de sucesso começaram com os fundadores apaixonados pela ideia que tinham.

Se esse é o seu caso, uma sugestão é começar pelo interesse, ou seja, encontrar problemas que você tem interesse em resolver ou que te deixe super animado em resolver. Quem sabe no futuro você se apaixone por aquilo.

Outros critérios também relevantes são:

Sua experiência e conexões

Você tem experiência nessa industria ou em projetos similares? Consegue executar essa ideia? É a pessoa certa para resolver esse problema?

Você deve ter algumas vantagens que outros provavelmente não têm, como conexões, acessos ou alguma informação privilegiada. O networking é fundamental nesse aspecto, para você ter um suporte quando não tiver tanta experiência naquela área.

Oportunidade de mercado

Existe uma oportunidade de mercado para sua inovação? Alguma tendência? É a hora certa?

Outros critérios

Defina alguns critérios relevantes para você também. Seja criativo!

3. Priorize baseado nos critérios

Uma boa forma de fazer isso é dar uma nota para cada ideia em cada critério. Por exemplo, você pode dar uma nota de 1 a 3 para alguns critérios como abaixo:

Tamanho do mercado1 se são centenas, 2 se são dezenas de milhares e 3 se são milhões

Acesso aos clientes1 se consegue conectar com clientes em semanas ou meses, 2 se consegue conectar em dias e 3 se consegue acessar em horas.

Facilidade de venda1 cliente não sofre do problema e não tem dinheiro, 2 sofre do problema e não tem dinheiro, 3 sofre do problema e tem dinheiro.

Concorrência: 1 Oceano vermelho, 2 Tem algumas empresas fazendo isso mas posso fazer melhor, 3 Oceano azul. Vou ser o primeiro.

Multiplique as notas de cada critério e veja quais são as ideias com as maiores notas.

4. Verifique novamente seus critérios

Veja se suas várias ideias de negócios realmente encaixam nos critérios estabelecidos e se você tem interesse em resolver o tipo de problema proposto.

Não quer dizer que se uma ideia teve uma nota alta ela deve ser escolhida. Esse exercício apenas ajuda você a decidir por qual ideia começar.

Agora sabemos quais são as POSSÍVEIS melhores ideias para você.

POSSÍVEIS porque são apenas suposições. Você, como empreendedor, tem um trabalho pela frente para validar se realmente são boas ideias.

Lembrando que sua ideia ainda não é nada. Não se preocupe tanto com ela agora. Segundo Noam Wasserman no livro, The Founder’s Dilemma –  65% das startups falham por causa de problemas relacionados ao time executor e não por causa de uma má ideia.

Felipe Byrro, Melhor Plano, Co-Funder

Felipe Byrro é fundador do Melhor Plano, site que ajuda pessoas a escolherem planos de telefonia. Começou sua carreira empreendedora ainda no curso de Engenharia de Produção na UFMG e deixou uma carreira na Ambev para empreender. Participou como empreendedor de duas aceleradoras renomadas e foi por dois anos diretor de uma aceleradora em Minas Gerais.