Um exemplo de inovação no modelo de negócios

Recentemente conheci um caso de empreendedorismo muito bacana, a Ticketbis Brasil.

Além do crescimento muito acelerado (em menos de 6 anos, já estão presentes em mais de 15 países), eles transformaram um mercado razoavelmente consolidado (venda de tickets) em algo muito mais dinâmico focando principalmente no modelo de negócios.

Ticketbis Brasil

**Ok, mas o que é um modelo de negócios?
**Numa definição mais simples, o modelo de negócios é como uma empresa cria, entrega e captura valor ao cliente. É justamente nesses 3 itens que avaliaremos o caso da Ticketbis.

Para quem quiser ir mais a fundo no tema, recomendo muito o artigo “Entenda o que é modelo de negócios”.

** Criação de valor
**Criar valor nada mais é do que ter disponível algo que te custe menos do que as pessoas estejam dispostas a pagar.

Ou seja, se você consegue produzir algo numa escala suficiente para distribuir (criar um valor que só uma pessoa consiga aproveitar não é suficiente) e as pessoas estão dispostas a te pagar mais por aqui do que seu custo de produção, você está agregando valor.

No caso da Ticketbis, a principal sacada era de que nem sempre os canais tradicionais de vendas eram capazes de satisfazer toda a demanda (ex.: shows cujos ingressos esgotam rápido), ao mesmo tempo em que pessoas poderiam desistir de ir nos eventos e teriam interesse em vender aquele ingresso.

Esse valor para os 2 lados é maior do que o custo de transação que eles cobram na movimentação. Ou seja, a definição perfeita de criação de valor.

** Entrega de valor
**De nada adianta ter um produto/serviço que crie valor sem que ele chegue até as mãos dos clientes.

Olhando para a Ticketbis, existem 2 sacadas interessantes no momento de entregar esse valor. A primeira é a garantia ao comprador de que os ingressos são originais e o valor será devolvido caso o evento seja cancelado. A segunda é o sistema de controle financeiro que permite que o vendedor receba seu dinheiro da maneira correta.

**3. Captura de valor
**Isso já havia cito citado na parte da criação do valor, mas de nada adianta entregar algo que o cliente valorize se isso não pagar as contas da empresa e permitir uma margem de lucro.

Considerando o crescimento tão rápido, não há dúvidas de que o modelo vem sendo bastante lucrativo.

**Conclusão: Para crescer sua empresa, você precisa ir muito além do seu produto/serviço
**O maior erro do empreendedor iniciante é pensar apenas na inovação do produto/serviço. Como pudemos ver nesse caso da Ticketbis Brasil, o produto (ingressos) não tem nada de inovador, porém o modelo de negócios permitiu um grau gigantesco de conveniência ao cliente.

Por isso, muito além do que você vende, como você vende e chega até seus clientes é o que fará toda a diferença.

Possui algum caso bacana de como seu modelo de negócios trouxe um diferencial para sua empresa? Compartilhe nos comentários!

Abraços,
Millor Machado (capturando, criando e entregando valor)

P.S.: Créditos da imagem Shutterstock

comments powered by Disqus