taxa de conversão de e-commerce

Como aumentar a taxa de conversão de e-commerce?

Falar sobre a taxa de conversão de e-commerce é falar sobre atingir mais leads em menos tempo utilizando menos recursos.

Falar sobre a taxa de conversão de e-commerce é falar sobre atingir mais leads em menos tempo utilizando menos recursos.

E essa é uma questão crucial para o pequeno empreendedor, já que ele é justamente quem empreende com pouco dinheiro, quase sem tempo e precisa chegar a muitas pessoas, se quiser assegurar que o seu negócio sobreviva.

Quer entender como reunir esses três fatores e melhorar a taxa de conversão do seu comércio virtual sem precisar fazer um investimento astronômico e nem passar o dia inteiro na frente do computador? Saiba como:

O que significa a taxa de conversão de e-commerce

Se você é novo neste blog e no mundo dos empreendimentos, pode ser que ainda não conheça alguns termos que acabou de ler na introdução deste texto.

A taxa de conversão é algo muito importante para o marketing digital. Ela indica o número de pessoas que se aproximam de alguma forma do seu site — e, logo, ficam mais próximas de se tornarem seus clientes também.

Isso, normalmente, é feito com formulários que recolhem o nome e endereço de email dessas pessoas, oferecendo algo em troca. Pode ser algum material para leitura ou, como é mais comum no e-commerce, cupons de desconto.

Ao preencher esses formulários, essa pessoa se torna uma lead, isto é, vai receber emails da sua empresa regularmente e pode vir a comprar seus produtos.

No caso das lojas virtuais, essas visitas de desconhecidos tanto podem ser convertidas em leads como também em vendas. Afinal, esse cliente potencial que encontrou o seu site pode achar o que procura e comprar ou optar por apenas assinar a sua newsletter e se manter informado.

Dicas para aumentar sua taxa de conversão

Qualquer que seja o caso, há técnicas para aumentar a conversão de um e-commerce. Separamos aqui algumas das formas mais simples de fazê-lo, mas há outras comuns e também muitas que ainda vão ser criadas.

Aliás, a originalidade é um ponto crucial para o sucesso de um negócio. Quem sabe estas dicas não te inspiram também a criar maneiras de converter gastando pouco tempo e dinheiro?

1. Capriche na parte visual

O visitante que chega no seu site vai formular uma opinião imediata sobre aquilo que vê. O design da sua loja virtual pode passar uma impressão confiável, intuitiva e fácil de entender ou suja e amadora.

Considerando que a sua proposta seja fazer muito gastando pouco, é provável que você não esteja disposto a contratar um web designer para cuidar dos aspectos visuais do seu site. Portanto, redobre o cuidado quando for escolher um template na sua plataforma favorita. O layout de uma loja virtual é um dos responsáveis diretos pela sua taxa de conversão.

2. Prefira sites responsivos

E por falar em layout, é de extrema importância que toda a parte visual do seu site apresente o mesmo desempenho em smartphones e tablets. Hoje, o número de usuários de dispositivos móveis já ultrapassou o de pessoas que navegam no computador.

Portanto, a sua página deve se ajustar à tela desses aparelhos, se você não quiser perder aquele cliente que pretende adquirir um de seus produtos de dentro do ônibus ou no trabalho, no intervalo de almoço.

3. Torne a navegação suave no seu site

Sites que travam, são pesados ou demoram para abrir também não vão ajudar em nada. Se precisar simplificar algumas coisas em nome da fluidez da navegação, faça-o.

4.  Seja bem detalhista na descrição dos produtos

Comprar online tem diversas vantagens, mas há um aspecto das lojas tradicionais que dificilmente será superado: aqueles minutos em que o cliente experimenta o produto nas próprias mãos.

Para contornar esse problema, o ideal é que você ofereça inúmeras informações sobre o item que está à venda: fotos, informações técnicas, vídeos de testes do produto e muito mais.

5. Inclua a opinião de outros clientes

Para alguém que está na iminência de realizar uma compra, a opinião de outra pessoa sobre o mesmo produto conta muito. Essa é uma funcionalidade que, definitivamente, vale a pena incluir na sua loja virtual, se você quiser converter visitantes em vendas muito mais facilmente.

6. Disponibilize informações que gerem credibilidade

As pessoas estão mais inclinadas a confiarem em e-commerces de enormes cadeias varejistas. Por outro lado, elas podem desconfiar dos seus serviços, enquanto o seu site for pouco conhecido e não tiver se estabelecido no mercado.

Isso reforça a importância dos selos de qualidade e outras informações. Procure disponibilizar certificados do tipo SSL (do inglês Service Sockets Layer), um tipo de protocolo de segurança que é utilizado internacionalmente para atestar que a troca de informações sigilosas num certo website é segura.

Seu cliente também vai se sentir mais seguro se houver links para a sua política de privacidade e reembolso, número de telefone, email, canais de comunicação nas redes sociais e outras informações que demonstrem o seu cuidado e seriedade com as transações do seu e-commerce.

7. Faça remarketing

O custo de aquisição de um novo cliente é muito mais alto do que o que você gasta para que um cliente antigo faça outra compra com você. Este último procedimento é conhecido como remarketing.

Já que o ponto aqui é conseguir gerar mais vendas ou leads gastando pouco dinheiro e economizando tempo, vale oferecer opções para quem já comprou com você: descontos para uma segunda compra, brindes e promoções vão trazer de volta esse consumidor que, além de tudo, já venceu a desconfiança de adquirir um produto numa loja que não conhecia.

8. Dê muita atenção ao carrinho de compras

Algumas dicas ajudam a evitar que os seus clientes iniciem uma compra e a abandonem no meio. A primeira, é remover todo e qualquer elemento que cause dispersão nesse momento.

Por exemplo: a partir do momento em que alguém clicou no botão “comprar” e o processo do carrinho teve início, não há mais necessidade de menus suspensos, botões de compartilhamento, anúncios e outras coisas do tipo tirando a atenção daquilo que realmente importa, não é mesmo?

Mas fique atento a um detalhe: um dos motivos pelos quais um cliente pode abandonar um carrinho é a falta de confiança no seu site. Então, vale a pena manter os links que citamos no item 5 destas dicas.

9. Faça email marketing de qualidade

A maior parte das pessoas que acessam sua loja virtual não vai comprar da primeira vez. Portanto, elas devem entrar naquela outra categoria de conversão de que falamos.

Suas leads devem receber emails regularmente — lembre-se de não pecar pelo excesso nem pela falta: nada de entulhar a caixa de entrada delas — seja para informar sobre promoções de produtos ou apenas para compartilhar informações que sejam do interesse delas.

10. Invista em SEO

Claro que para que a taxa de conversão cresça, é necessário, primeiro, que muita gente chegue até o seu site. Por isso é que é indispensável investir em SEO (Search Engine Optimization ou Otimização Para Motores de Busca).

Basicamente, o SEO garante que quem pesquisar por um determinado produto na página de buscas do Google vai encontrar o seu site no resultado dessas buscas.

Anúncios do Google AdWords são uma boa forma de começar, mas há maneiras um pouco mais complexas e muito mais recompensadoras de conseguir tráfego espontâneo para a sua loja virtual.

11. Crie uma estratégia que envolva ciclos de compra

Se você vende, digamos, medicamentos, peças ou acessórios para automóveis — que devem ser trocados periodicamente — ou qualquer outra coisa que exija que o cliente compre em ciclos, envie emails periódicos lembrando-o de que o ciclo está acabando e oferecendo uma nova unidade do mesmo produto!

12. Sempre ofereça algo que valha o que você pede

Ao pedir o endereço de email de um cliente nos seus formulários, você deve oferecer algo em troca. Pode ser um cupom de desconto, algum material do interesse dele ou um brinde.

O importante é não se esquecer de que ele vai precisar de um incentivo para fornecer seus dados para você.

13. Tenha um blog para ajudar na estratégia de marketing

Se puder colocar um pouco mais de tempo a serviço da sua loja virtual, vale a pena ter um blog que ofereça dicas, informações úteis e tire dúvidas sobre os produtos que você comercializa.

Assim, você não apenas adquire mais credibilidade — já que assume ares de autoridade no assunto — como também facilita sua estratégia de SEO: agora, não apenas as pessoas que estão em busca de um produto chegam ao seu e-commerce, mas também aquelas que querem tirar dúvidas.

14. Capriche no mecanismo interno de buscas

Consumidores mais apressados não têm muita paciência quando estão em busca de algo específico. É bom ficar de olho na eficiência das buscas da sua loja virtual. Quanto mais rápida ela for, maiores serão suas taxas de conversão em leads e em vendas.

15. Meça tudo

Seu comércio online deve gerar muitos números para que você tenha um acompanhamento real de como vão as coisas. Afinal, até mesmo a sua taxa de conversão deve ser medida. Se você não sabe como ela anda, como vai saber como melhorar?

É sobre essas medidas que vamos falar agora.

Como mensurar a conversão do seu e-commerce

Um erro que você nunca deve cometer é tomar decisões baseadas em achismo. Tudo que quiser melhorar no seu website deve ser pautado por números.

A dica aqui é aprender a usar o Google Analytics, já que ele gera dados sobre tudo no seu site.

Nem todo número é relevante, por isso é bom você saber também como estabelecer as métricas certas e, principalmente, utilizar testes A/B para mudar o que não funciona, testando uma coisa de cada vez.

Conclusão

O e-commerce é muito vantajoso para clientes e empreendedores. Se você conhecer bem os seus consumidores e permitir que eles também te conheçam, a relação de confiança mútua que vai surgir entre vocês vai se tornar uma verdadeira fórmula de sucesso para o seu negócio!

Como dissemos, a opinião é um aspecto muito importante para aumentar a taxa de conversão de e-commerce. E não é só a opinião dos consumidores. Conheça os influenciadores digitais e como o que eles dizem de você pode ser importante!