sinais de esgotamento LP Produtividade, especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

">

Sinais de Esgotamento: Como saber se você está passando por isso em 9 dicas

Esse artigo foi escrito pelo Leonardo Puchetti Polak, editor do blog LP Produtividade, especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

Esse artigo foi escrito pelo Leonardo Puchetti Polak, editor do blog LP Produtividade, especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

Quando eu vou ao médico, percebo que eles sempre seguem praticamente a mesma rotina. Geralmente, leva apenas alguns minutos, e eles começam checando o meu peso, pulso, pressão sanguínea, e outros marcadores vitais.

A ideia com isso é fazer uma leitura rápida de como está a minha saúde de maneira geral. Essas informações permitem, portanto, que o médico saiba o que está acontecendo comigo, e então faça algumas recomendações úteis.

O mesmo pode ser feito no trabalho, quando estamos lidando com situações de estresse e esgotamento. Isso porque também existem alguns sinais indicativos de que estamos à beira do esgotamento.

9 sinais de que você está à beira do esgotamento

Para te ajudar a identificar, aqui vão nove sinais de que você já pode estar à beira do esgotamento.

Níveis de concentração estão abaixo do normal

Uma tarefa simples demora mais do que o usual. Você luta contra as distrações e ainda assim se encontra incapaz de focar na tarefa a sua frente. Você vê a sua atenção sendo sequestrada por todo tipo de sinal.

Nessas situações, a sua energia mental geralmente está muito baixa, e você precisa reganhar o foco. Não espere até se sentir exausto para fazer alguma coisa.

Saia para uma caminhada, ou levante-se da sua mesa e converse um pouco com seus colegas. Perceba que eu falei “converse”, e não “reclame”. Se você se pegar reclamando muito, então esse é outro sinal de que está se esgotando.

Muitas horas extras

É comum trabalharmos algumas horas a mais um dia ou outro, mas isso se torna um problema quando estamos trabalhando mais horas por períodos estendidos de tempo.

Você pode até mesmo encontrar-se ligando para sua família várias vezes na semana, dizendo que você vai voltar para casa mais tarde ou que você só precisa de mais tempo.

Falta de entusiasmo

Quando o despertador toca, você se encontra frustrado e não tem a mínima vontade de levantar da cama. Você pressiona o botão “soneca” várias vezes na esperança de que aqueles minutos a mais farão com que se sinta melhor.

Checar sua caixa de entrada mais vezes que o usual

Você está abrindo seu email mais vezes que o normal. Ao invés de fazer suas tarefas, você procura constantemente ver se algum novo email chegou.

Sentimento de exaustão

Sua energia mental e física está notavelmente abaixo do que gostaria. Ao invés de aproveitar a sua família ou seus amigos, você se encontra tirando cochilos no sofá depois do trabalho.

Baixa confiança em tomadas de decisões

Tarefas urgentes e importantes estão se confundindo, e você não sente mais a confiança necessária para tomar boas decisões.

Falta de consistência

Você não consegue estabelecer um ritmo saudável de trabalho. Mesmo com boas intenções, você se encontra deixando seus planos de lado, ignorando recados e itens da sua lista de tarefas. Ao invés de praticar exercício, você fica assistindo televisão, e ao invés de ler um bom livro, você fica navegando indefinidamente na internet.

Sentimento de irritação constante

Seu pavio está mais curto que o normal, e você explode até mesmo por coisas pequenas. Suas respostas estão cada vez mais petulantes, e outras pessoas estão se sentindo um pouco desconfortáveis de ficar junto com você.

Reclamações com colegas de trabalho

Quando seus colegas de trabalho começam a reclamar de alguma coisa, você rapidamente se junta a conversa e fala também as suas reclamações.

O problema aqui é que negatividade dá origem a mais negatividade. Quando você reclama, essa mentalidade é levada para outras partes da sua vida, e claramente algo precisa mudar.

O que fazer para evitar o esgotamento?

Então, o que você pode fazer se notar esses sinais de alerta?

Em primeiro lugar, o mais importante é que você faça uma pausa, e dê um tempo para o seu corpo e sua mente. Um tempo para recarregar a sua energia, e assim conseguir resolver com maior clareza o que está acontecendo.

A boa notícia, portanto, é que isso não exige necessariamente muito tempo ou esforço. Às vezes, você pode estar precisando apenas de uma tarde livre, ou de uma caminhada em um parque. Muitas vezes, são essas pequenas atitudes que nos revigoram e nos dão força e clareza para continuarmos a trabalhar.

Além disso, se você refletir sobre o problema, você concluirá que a maior parte do sentimento de esgotamento é proveniente do seu trabalho. Dessa forma, aqui vão algumas estratégias que podem te ajudar a reduzir sua carga de trabalho.

Desista (de parte) do seu trabalho

Você não pode desperdiçar seu tempo em coisas que não estão dando resultados. Dessa forma, quando você elimina essas tarefas, você naturalmente tem mais tempo e energia.

Compreensivelmente, essa pode ser uma decisão difícil de se fazer. Todos nós somos criaturas de hábitos. Dizemos “sim” para outras pessoas automaticamente, muitas vezes sem consultar nosso calendário ou lista de afazeres. Apagamos os “incêndios”, ou emergências que acontecem ao longo do dia, sem nem mesmo refletir se essas tarefas são realmente necessárias.

Portanto, é de se esperar que seja difícil para você parar e refletir sobre o que realmente precisa ser feito. Mas confie em mim, esse tempo será bem gasto, pois te economizará tempo no longo prazo.

Dê pequenos passos. Roma não foi construída em um dia, certo? Faça um plano simples. Quando você tem um plano, ele te ajuda a definir limites, e te orienta a respeito do que realmente precisa ser feito.

Dê uma olhada no seu dia e encontre as áreas que não estão alinhadas com o seu plano.

Faça um inventário, pense nele e, em seguida, elimine todas as tarefas que não são necessárias.

Artigo relacionado: Essencialismo: A Disciplinada Busca por Fazer Menos e Alcançar Mais

Reúna seu Trabalho

Uma das maneiras mais fáceis de fazer mais em pouco tempo é reunir tarefas similares em um conjunto, e executá-las sucessivamente. Isso é, não trabalhe nas tarefas simultaneamente, pois isso seria “multitarefar”.

Alguns exemplos a considerar são:

  • Por acaso você é interrompido por seus funcionários a cada 3 minutos para responder alguma pergunta? Peça que eles agrupem todas essas perguntas, e façam todas elas de uma vez.
  • Quando você está escrevendo algo, não escreva e edite ao mesmo tempo. Isso levará mais tempo. Em vez disso, escreva primeiro e edite mais tarde.
  • Ao invés de verificar seus emails dez vezes por dia, você pode verificar duas ou três vezes durante o dia, em horários específicos.

Artigo relacionado: Método DRD: Organizando Sua Agenda de Forma Simples e Efetiva.

Automatize o seu Trabalho

Pegar um processo técnico, ou sistémico, e automatizá-lo pode poupar muito do seu tempo. Por exemplo:

  • Adquirir um software de faturamento automático para a sua empresa pode economizar muito do seu tempo e esforço;
  • Quando você se encontrar digitando um mesmo tempo rotineiramente, pense em utilizar expansores de texto como PhraseExpress ou TextExpander. Com um simples atalho, você pode colar um grande texto em um documento ou email.
  • IFTTT e Zapier são ferramentas multiplataforma, que podem poupar muito do seu tempo. Através de algumas configurações simples, você pode, por exemplo, receber um email avisando que choverá amanhã, ou pode fazer um backup automático de todas as fotos postadas no Facebook, ou ainda pode salvar automaticamente seus contatos em uma planilha do Google, e muito mais.

Ainda assim, lembre-se de simplificar todo processo antes de automatizá-lo. Certifique-se de que cada parte do processo é realmente necessária, e que está sob o seu controle. Isso porque tentar automatizar um processo não controlado pode ser uma grande perda de tempo.

Delegue seu Trabalho

Quando você delega projetos para funcionários ou membros da equipe, isso te livra um tempo extra. O desafio, muitas vezes, é saber exatamente o que deve ser delegado. Dar o primeiro passo e tomar a decisão de delegar, comumente são os passos mais complicados.

Dessa forma, olhe para a sua lista de afazeres, encontre os itens que você mantém adiando, ou que você sabe que não é a pessoa mais recomendada para realmente fazê-los. Esses são os itens que devem ser delegados.

Em outras palavras, delegue sempre que existir alguém mais qualificado para executar a tarefa, ou sempre que sair mais barato para você.

Sistematize o seu Trabalho

Por último, você pode economizar tempo estabelecendo uma abordagem sistemática para as tarefas que faz frequentemente. Por exemplo, checklists geralmente são úteis para te ajudar a monitorizar processos.

Você sempre deixa as chaves do carro no mesmo lugar para economizar tempo, certo? Esta é uma forma simplificada de sistematização. Aplique esse tipo de abordagem ao seu trabalho.

Artigo relacionado: Work the System: Aprenda como Fazer Mais Trabalhando Menos

Considerações Finais

Onde quer que você esteja, se você está à beira do esgotamento, a grande notícia é que você pode reverter todo esse processo a partir de hoje. Muitas vezes, a chave é apenas ser consciente e honesto sobre o que está acontecendo.

Quando você sabe que há um problema, então você pode começar a trabalhar em uma solução.

Se você ficou curioso(a), e quer aprender ainda mais técnicas e metodologias de Produtividade Pessoal, eu recomendo que faça o download gratuito do ebook29 Métodos de Produtividade Pessoal: O Guia Definitivo para Escolher Já o Seu!”.

Lembre-se que uma vida produtiva não acontece por acaso. Se você quer retomar o controle das suas atividades, o primeiro passo precisa vir agora!

Que tal nos ajudar respondendo a pesquisa E-commerce Trends 2017 e ainda concorrer a uma caixinha de som? Queremos entender como os empreendedores digitais e os consumidores se comportam. Clique aqui e responda o nosso questionário!