homem pesquisando no computador quanto ganha um empreendedorquanto ganha um empreendedor. Ainda que seja uma dúvida compreensível, é complicado respondê-la, afinal existem muitos fatores que precisam ser analisados. Vamos entender melhor esse tema?

">

Descubra quanto ganha um empreendedor no início da carreira!

Muito aventureiros que pensam em abrir o próprio negócio, se questionam quanto ganha um empreendedor. Então, confira nosso conteúdo e saiba mais!

O faturamento de uma empresa é um dos indicadores que demonstram seu sucesso. Não por acaso, pessoas que começam a empreender possuem curiosidade sobre o quanto ganha um empreendedor. Ainda que seja uma dúvida compreensível, é complicado respondê-la, afinal existem muitos fatores que precisam ser analisados. Vamos entender melhor esse tema?

Quanto ganha um empreendedor

Antes de mais nada é importante frisar que existe uma grande distância entre as finanças de uma empresa e as do seu proprietário. Muitos empresários ainda cometem o erro primário — e perigoso — de recorrer à caixa registradora do negócio para custear despesas pessoais. Isso coloca em risco uma empresa porque ela também tem contas a pagar. A arrecadação de um empreendimento não é, necessariamente, o quanto ganha um empreendedor.

As características de um segmento econômico também influenciam os ganhos de um empresário. Uma empresa que está inserida em um setor que possui grandes margens de crescimento, ainda que recém-inaugurada, poderá obter boas taxas de lucro, que podem aumentar o retorno sobre o investimento do seu proprietário.

Além do mais, é importante lembrar-se que empreender é o mesmo que investir, e, assim como qualquer outro investimento, esse também levará um tempo para gerar retorno.

Tipos de empreendedor

Quem já começou a pesquisar sobre empreendedorismo deve ter se deparado com três termos importantes: microempresa, pequena empresa e MEI. Essas categorias de negócios diferenciam as empresas pelos seus ganhos anuais. Desse modo, fica mais fácil ter uma ideia do quanto ganha um empreendedor.

MEI

Sigla para Microempreendedor Individual. Nessa categoria o empresário possui CNPJ, emite nota fiscal e NFe — dependendo da cidade em que está —, mas não pode contratar mais do que um funcionário.

Um microempreendedor individual precisa pagar, mensalmente, uma taxa de R$ 46,85 referente ao INSS. Desse modo, ele está segurado em caso de acidentes de trabalho e pode receber alguns benefícios trabalhistas, como a licença maternidade. Além disso, prestadores de serviço pagam mais R$ 5,00 e quem atua no comércio ou indústria paga mais R$ 1,00.

Os ganhos de um MEI não podem extrapolar o valor anual bruto de R$ 60 mil.

Microempresa

A microempresa pode ter valor de faturamento anual bruto de até R$ 360 mil. Ela pode ser uma sociedade. Além disso, um microempresário pode ter até 9 empregados. Os gastos dessa modalidade de empresa crescem à medida que o empreendedor contrata mais pessoas, afinal, ele se torna responsável pelos encargos trabalhistas dos seus funcionários.

Um microempresário tem acesso a créditos empresariais e pode participar de licitações.

Pequena empresa

Se os ganhos anuais brutos ficarem acima de R$ 360 mil, chegando a patamares próximos ao de R$ 3,6 milhões, o negócio será considerado uma empresa de pequeno porte.

Nem sempre o caminho de um empresário percorre as três categorias citadas neste texto. Uma pessoa pode, por exemplo, começar sua jornada empreendedora investindo em uma franquia de alto custo — uma opção interessante para quem quer fazer um investimento alto e ter a segurança de uma marca forte.

Existem muitos fatores que alteram o quanto ganha um empreendedor, mas uma regra é válida para todos: planejamento. Este artigo traz dicas importantes para quem deseja planejar um negócio de sucesso. Confira!