Quando é viável ter estoque?

A dica de hoje foi enviada por Vivianne Vilela do blog Beco com Saída.

Viabilidade de se ter estoque é possível desde que a empresa tenha condições de aplicar seu capital de giro nele.

Mesmo porque existem alguns tipos diferentes de estoques. Os mais comuns são:

Estoque de matéria-prima é sempre bom manter um pouco dele, principalmente dos itens que são mais consumimos e que os fornecedores não conseguem repor rapidamente;

Estoque de produto em processo é praticamente impossível não ter pelo menos aquilo que é usado para suprir a capacidade produtiva, nivelada em cima dos pedidos;

Estoque de produtos acabados estes sim precisam ser analisados de forma mais detalhada. Se a empresa trabalha contra pedido, ou seja, só produz o que já vendeu, então o estoque de produto acabado praticamente não existe ou, se existir, seria de alguns itens que, mesmo que a produção trabalhe para atender pedido, eles são solicitados com frequência. Mesmo assim este estoque deve ser pequeno.

Já se a empresa trabalha contra estoque, ai sim ela precisa investir seu capital de giro nesse estoque e o mesmo deve ser considerado na definição de seus custos. Uma empresa de confecção ou assemelhada, de porte médio, geralmente trabalha contra estoque, pois possui grades de tamanhos e cores e fica muito difícil, para não dizer impossível, atender os pedidos, sem possuir um estoque pelo menos dos itens que são mais vendidos.

comments powered by Disqus