cartão de visita

Qual a melhor forma de se criar um cartão de visita?

Preparamos algumas dicas do que você deve e do que não deve fazer durante a criação do seu cartão de visita. Acompanhe e confira!

Quando você vai conversar com um possível cliente ou parceiro, qual é a primeira coisa que você faz logo após dizer seu nome e dar um aperto de mão? É entregar o seu cartão de visita para que a pessoa tenha o seu contato.

Porém, você deve tomar muito cuidado na hora de produzir o seu cartão de visita, para que durante a troca de contatos não passe a impressão de amadorismo, e sempre se mostre o mais profissional possível.

Para isso, reunimos algumas dicas do que você deve e do que não deve fazer durante a criação do seu cartão de visita.

O que fazer no Cartão de visita

  • Coloque todas as suas informações básicas, como nome completo, nome da sua empresa ou logotipo, área de atuação (ou cargo), endereço físico, telefone corporativo, email e URL do site da sua empresa. Telefone celular é um adicional permitido para quem deseja ser encontrado fora da empresa ou em um horário que não seja o comercial. O importante é ter o necessário para que o seu contato te encontre, de uma forma ou de outra, e você não perca a oportunidade de negócio.
  • Coloque seu nome em destaque. A única informação que pode ser mais visível que isso é o logotipo.
  • Imprima todas as informações básicas no mesmo lado do cartão. A maioria das pessoas costuma guardar esse tipo de material em pastas ou envelopes, por isso é importante que todas essas informações estejam do mesmo lado para que elas não sejam perdidas.
  • Verifique quantas vezes for necessário se tudo está escrito corretamente. E se possível, peça para que outra pessoa verifique também.
  • Use os formatos padronizados pelo ISO. A ISO 7810 é uma norma para padronização de tamanho de cartões de visita, pastas e fichários. Isso facilita que seu cartão seja armazenado ou scanneado.
  • Consulte um profissional antes de imprimir. Designers percebem detalhes que grande parte dos leigos no assunto não percebe e não deixam você cometer erros como excesso de informações no cartão, além de te auxiliarem a ter uma apresentação diferente e criativa. Caso você não tenha disponibilidade para contratar um designer profissional, você pode escolher um modelo pronto.
  • Utilize uma gráfica para fazer a impressão. Se você quer se mostrar mais profissional e é preocupada com a imagem da sua empresa, use uma gráfica para imprimir os seus cartões. Apenas crianças de 12 anos fazem cartões impressos em casa. Não é porque seu trabalho será feito em uma gráfica, que ele irá sair do valor que você tem no seu orçamento.
  • Carregue seus cartões adequadamente. De preferência, em um estojo rígido para não amassar.

O que NÃO fazer no Cartão de visita

  • Colocar todo o seu currículo. Seu cartão de visita deve conter informações de contato, não todas as funções que você já exerceu na empresa. Ele não é uma forma de você fazer autopropaganda, mas sim de possibilitar que as pessoas com quem você falou te encontrem. Seja simples e direto.
  • Realizar o processo de criação e impressão sozinho. Lembre-se que papel sulfite é frágil e muitas vezes você não saberá utilizar o mix correto de fontes e cores no seu cartão. Sempre procura ajuda profissional. Fazer um arco-íris de cores e utilizar fontes diferentes ou imagens de baixa qualidade não trará credibilidade para você.
  • Utilizar fontes pequenas. Você deve lembrar que nem todas as pessoas com quem você terá contato enxergam perfeitamente bem. Por isso, as letras devem estar de um tamanho adequado para que todos possam ler as informações do seu cartão.
  • Inserir imagens que não correspondem à sua área de trabalho. Não é porque você achou algum desenho bonito que deve utilizá-lo em seu cartão. Ele deve mostrar quem você é, o que você faz e como a pessoa pode te encontrar.
  • Deixar erros na impressão.Se durante o processo de criação algum erro gramatical ou de digitação ocorreu, refaça todas as impressões. Ou as pessoas que o receberem vão achar que você é descuidado e que não se importa com a imagem que vai transmitir.
  • Corrigir dados antigos com caneta. Algum dado de contato seu mudou? Pegue todos os seus cartões antigos e jogue fora. Imprima novos cartões com os dados corretos. Apesar de muitas vezes você achar isso um incômodo ou desperdício, lembre-se: sua credibilidade está em jogo.

Abraços
Gabriel (fazendo meus cartões de forma mais profissional)

Obs.: Créditos da imagem para o banco de imagens Shutterstock

  • Eder

    A contratação de uma agencia de publicidade.

  • jair

    Cartões de visita têm que ser mais criativos, tipo aquele que voce recebe, se encanta, guarda e comenta como todos. Uma academia de ginástica fez um cartão de borracha. Para ver o telefone, endereço, é necessàrio esticar a borracha . Uma empresa de biscoitos fez um cartão com um canto mordido. Tentei fazer para minha empresa, POSTO DAS TARTARUGAS, um cartão sendo um carrinho saindo da garagem. Para ver o fone, tinha que puxar o carro para fora da garagem. Não consegui realizar, pois não achei quem melhorasse a idéia e a executasse.
    PENSE NISSO……
    Jair . 41.30168117

  • Diogo Nobre

    Olá, adorei a dissertação muito informativa. Sou advogado e trabalho com direito ambiental e meu cartão é impresso em papel reciclado. Porém, sempre vejo que o cartão vem a amassar. Pergunto: Será que vale mais o impacto inicial de ver minha marca vinculada a preservação do meio ambiental, papel reciclado ou valerá mais a pena o cartão está em ótimas condições quando o cliente voltar a procurá-lo ?

    • Arlys

      Olá Diogo tudo bem?
      Sou designer gráfico e acho que o importante mesmo é seu cartão ter as informações que venda seu serviço com legibilidade e clareza. Acho bacana a coisa sustentabilidade, mas isso não precisa estar necessariamente no seu cartão entende? Você pode associar isso de outras formas promovendo estratégias sustentáveis para seu negócio. Aqui vai um link para inspiração de cartões de visita: http://logopond.com/search/?search=lawyer

    • Diogo Nobre

      Você tem Linkedin ? me procura por lá. Diogo Nobre – Advogado. Aguardo seu contato