procrastinar

Dicas simples para você parar de procrastinar

Começar a procrastinar é muito fácil, mas sair do estado de procrastinação não é tão simples assim. Por isso, preparamos algumas dicas para te ajudar!

Sim, nós sabemos. Em algum momento, todos nós procrastinamos: no trabalho, nas tarefas domésticas, até mesmo em relação a atividades de lazer.

Infelizmente, começar a procrastinar é muito fácil, mas sair do estado de procrastinação não é tão simples assim. Por isso, o ideal é não começar.

Para te ajudar nessa difícil tarefa que pode comprometer os seus resultados e até mesmo sua credibilidade perante os seus colaboradores, vamos listar uma série de pequenas medidas que podem fazer — e muito — a diferença em seu rendimento diário.

Além disso, essas medidas podem ser úteis também se implementadas no seu negócio, para evitar que os times da sua empresa desenvolvam o hábito de procrastinar e acabem diminuindo o seu rendimento.

Porém, antes disso, vamos entender exatamente o que é procrastinação e tirar as dúvidas e mitos que envolvem esse termo tão temido por gestores.

Afinal, o que é procrastinar?

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, procrastinar pode ou não estar associada a improdutividade e mesmo à preguiça.

Segundo o dicionário Priberam, procrastinar significa: Deixar para depois, adiar, postergar, protrair. Ou ainda usar de delongas, delongar, demorar.

Ou seja, mesmo as pessoas mais produtivas e focadas em seu trabalho podem procrastinar tarefas específicas por um ou vários motivos: o grau de dificuldade, o nível de confiança em executar essa ação, desconhecimento, o prazo permitir o adiamento — até que é tarde demais.

Por isso, mais do que entender o ato, é fundamental conhecer as razões pelas quais você ou algum membro do seu time se sentem motivados à adiar a realização de uma tarefa.

Além disso, a ação de deixar para depois pode se tornar um hábito, ou mesmo um vício, comprometendo entregas e resultados de uma empresa, e até mesmo o consumidor final, e é claro, afetando negativamente a experiência dele com o negócio.

Não é raro encontrar muitos consumidores com uma péssima impressão de uma mesma empresa, justamente porque ela tem dificuldade de cumprir acordos, prazos e ofertas, e justamente porque a procrastinação se tornou parte da cultura e dos hábitos dos funcionários, mesmo sem que ninguém percebesse.

Agora que você já entendeu o quanto essa ação é prejudicial e que ela pode estar sendo cometida por você ou pelos melhores membros da sua equipe, é hora de entender como evitar que esse processo ocorra.

Como evitar — ou abandonar — a procrastinação

Como dissemos anteriormente, é muito mais fácil tornar a procrastinação um hábito que se livrar dele. Afinal, até inconscientemente nós evitamos ter que realizar ações que nos tirem da nossa zona de conforto.

Por isso, pensando no seu negócio, o primeiro a abandonar a procrastinação deve ser você e o seu time de gestores. Se a sua equipe percebe que esse é um hábito comum, os membros dos times começam a se sentir “liberados” a replicar essa ação, e ela acabará se tornando parte da sua empresa.

Conheça o motivo pelo qual você está evitando uma tarefa

O primeiro passo para evitar que uma ou várias tarefas sejam deixadas para depois é identificar os motivos pelos quais você tem tentado adiá-la. O que te impede ou te desmotiva a concluir essa tarefa? Por que essa ação não é vista como outras que você não deixa para depois? O que ela tem de diferente?

Ao identificar esse aspecto você poderá tomar ações e medidas práticas e direcionadas na raíz do problema para começar o quanto antes a cumprir essa ação.

Ataque o real motivo — dificuldade, desconhecimento, prazo, ou até mesmo por não saber a finalidade da tarefa — e, das próximas vezes que tarefas similares a esta aparecerem para você, elas parecerão bem mais simples de serem concluídas.

Não tenha medo de pedir ajuda

Muitas pessoas acabam procrastinando ações em sua vida pessoal e profissional pela insegurança ou desconforto em pedir ajuda. Porém, um simples auxílio pode ajudar a resolver aquela tarefa que está jogada no fundo da gaveta a muito tempo.

Não tenha barreiras para pedir ajuda às pessoas certas sempre que preciso e reconheça suas limitações. Só assim você poderá concluir projetos que parecem impossíveis.

Além disso, como gestor, incentive a cooperatividade e o apoio mútuo, para criar um ambiente em que as pessoas se sintam à vontade para pedir ajuda e também para ajudar umas as outras.

Descubra o que te ajuda a manter o foco

O foco é fundamental para concluir as tarefas mais complexas ou mesmo que parecem mais difíceis e trabalhosas. Ou seja, as com mais tendência de serem procrastinadas.

Talvez, ouvir música enquanto executa suas tarefas te ajuda na concentração. Para outras pessoas, o silêncio. Em alguns casos, métodos como o Pomodoro — técnica de trabalhar períodos de 25 minutos e descansar 5 nos intervalos entre eles — podem facilitar a abstração para execução de atividades diárias.

Encontre o seu método e abuse dele sempre que necessitar executar tarefas mais complexas ou mesmo aquelas que você queria deixar para depois.

Tenha processos claros

As pessoas tendem a evitar tarefas que elas não sabem exatamente como executar. Por isso, estabeleça métodos e processos claros em sua empresa, para facilitar o cumprimento das ações e também a organização da rotina.

Quanto mais informações uma pessoa tem em mãos na hora de executar um trabalho difícil, maiores as chances de que ela tenha êxito em concluí-lo.

Mesmo que a sua empresa não tenha todos os processos das suas ações, crie você metodologias simples para as atividades mais comuns.

Termine o que você está fazendo antes de começar uma nova tarefa

procrastinar

O erro de muitas pessoas que abre um grande espaço para a procrastinação é fazer várias coisas ao mesmo tempo ou começar uma nova tarefa antes de ter terminado a anterior.

Seja para apagar um incêndio ou por falta de organização, esse hábito fará com que você tenha inúmeras tarefas não concluídas e aumentará as chances de que você evite terminá-las por preguiça ou por ter perdido o foco.

Por isso, comece uma tarefa após concluir a outra e, se preciso, faça pequenos intervalos entre elas para garantir a sua concentração e foco na atividade atual.

Comece pelas tarefas que você evitaria fazer

Se não existe uma ordem de urgência clara, começar pelos processos mais difíceis pode ser uma ótima maneira de evitar que você os adie. Assim você usa a maior parte da sua energia do início do dia nas tarefas mais complexas e poderá fazer as mais comuns ou cotidianas com maior cautela e atenção.

Defina prazos e se comprometa a cumprí-los

Mesmo que eles não sejam estipulados pelos seus gestores ou sócios, estipular prazos pessoais ajuda — e muito — a garantir que as suas tarefas serão concluídas.

Porém, é fundamental que você se comprometa a cumpri-los desde o início, para garantir que eles não se tornaram apenas mais uma coisa procrastinada no seu dia a dia.

Se necessário, tenha uma agenda ou um calendário online onde consiga organizar os seus prazos pessoais e antecipe ações antes mesmo dos prazos da empresa ou do cliente, para garantir a qualidade e a entrega.

Trabalhe com metas pessoais e para sua equipe

Como gestor, você sabe que metas ajudam a orientar pessoas e motivar a conclusão de tarefas. Por isso elas são excelentes aliadas aos resultados e também na hora de evitar a procrastinação — seja do seu time ou pessoal.

Com metas, você garante que os prazos sejam cumpridos e também que a qualidade do serviço se mantenha em um nível satisfatório. Além disso, as metas evitam que as pessoas deixem para depois as atividades que são fundamentais para garantir os resultados.

Conclusão

O principal responsável pelo rendimento da sua equipe — ou do seu trabalho — é você mesmo!

Se você é um gestor, acompanhe de perto o andamento do trabalho e identifique possíveis procrastinações rotineiras dentro do seu negócio, para aplicar uma das ações acima para evitá-los.

Se você é um gestor ou mesmo um colaborador, entenda que o principal prejudicado com a sua procrastinação é você mesmo, por isso não comprometa o seu rendimento e o de seus colegas adianto as tarefas mais chatas ou difíceis.

Lembre-se que quanto maior for o prazo para a execução delas, maiores as chances de que você as conclua. Por outro lado, quanto menor, maiores as chances de que você cometa erros e ainda tenha que refazer a tarefa.

Se além de evitar a procrastinação, você quer aumentar a sua produtividade e garantir resultados incríveis, leia o nosso post sobre Ferramentas Online de Produtividade.

  • Excelente, syn!

    • Letícia Abrantes

      Obrigada pelo feedback, Rico 🙂

  • Silva Hjt

    Sensacional

    • Letícia Abrantes

      Agradecemos pelo feedback, Silva 😀